Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem rapariga católica. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que este blog vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem rapariga católica. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que este blog vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Tenho sede, Senhor!

Este será o último post do ano 2016.

 

Apesar da minha falta de investimento no blog durante este ano, parece que, apesar disso, e para minha grande surpresa, ele foi ganhando alguma notoriedade nesta infindável internet ... e, como acontece com frequência quando expomos pontos de vista diferentes do que a sociedade actual dita e manda, somos quase apedrejados com duras palavras, quase sempre provenientes de corajosos anónimos ...

É difícil voltar a mostrar vulnerabilidade, quando o fizemos anteriormente e saímos magoados. É particularmente difícil voltar a mostrar vulnerabilidade a total desconhecidos, como acontece maioritariamente aqui no blog.

 

Mas Jesus ensinou-nos a «dar a outra face» a quem nos bate e a «perdoar setenta vezes sete» ... por isso, lá tentarei novamente. Se algum post, alguma vez escrito neste blog, tiver levado alguém um pouquinho mais longe no seu amor a Deus, então esta minha (pobre e fraquinha) tentativa de evangelização terá valido a pena - e glória a Deus! 

 

Para celebrar o início do 4ºano de evangelização deste blog, quero partilhar convosco o meu poema favorito, aquele que mais me fala ao coração, aquele com que sempre me emociono, e que dou por mim, às vezes, a tentar recitar ... e que, curiosamente, não sei quem o escreveu! (Alguém sabe??) Descobri-o numa das orações da Liturgia das Horas no Natal de 2015, e apontei-o exactamente como aqui o transcrevo...

 

Tenho sede ...

 

Tenho sede de Ti, meu doce Amado,

Sede de ver a Tua formosura,

Sede de ter-Te em mim Sacramentado,

Sede de amor, de cruz e vida pura;

 

Sede de ver-Te conhecido e honrado,

De a Ti trazer, Deus meu, toda a criatura;

Sede do Céu, sede de dar-Te agrado,

Sede de sede, e sede de fartura ...

 

Tenho sede ... mas ah! que nada acalma,

Nem Tu, meu Deus, pois, quando fartas a alma,

A sede aumenta a par da saciedade ...

 

Não, não me fartes! Dá-me a cada dia

Mais sede - dessa sede que inebria ...

A fartura será na eternidade.

 

14-4-1915

Satiabor cum apparuerit gloria tua

(Eu ficarei saciado quando a Tua Glória aparecer)

Ps XVI, 15

 

Por fim, deixo-vos também uma prenda de Natal*  como já começa a ser tradição ... Mais uma vez, neste verão, fiz um Calendário Católico mensal de 2017 (ou aqui). Podem fazer o download grátis à vontade, à semelhança dos anos anteriores (calendário do ano 2015 e calendário do ano 2016). O calendário pode parecer desfocado na pré-visualização do Scribd, mas quando fizerem o download (clicando na setinha vertical, à esquerda do ícone da impressora) vão ver que afinal não está 

Peço-vos apenas que, ao fazerem o download do calendário, rezem uma Avé Maria por mim - obrigado! 

 

*Não se esqueçam que o Natal celebra-se até ao dia do Baptimo de Jesus! 

A mensagem mais importante do Natal

Não faço a mínima ideia como é possível que dentro de poucos dias estejamos a celebrar o Natal!

Para mim, o Advento passou a correr! Não tive tempo, com muita pena minha, para grandes preparações meditativas ou espirituais, aliás, não tive tempo para quase nada do que costumava fazer .... Além do facto destas últimas semanas terem sido bastante atípicas e não pelas melhores razões... 

 

De qualquer das formas, o Senhor assegurou-Se que eu me mantinha bastante ocupada a fazer minúsculos, (aparentemente) infinitos e (quase) insignificantes mini-mini-mini actos de amor e de sacrifício, que Ele lá me ía pedindo ...  muitos "quase nadas", muitas "coisinhas pequeninas", bastante mascaradas e disfarçadas mas ... ainda assim, actos de amor e de sacrifício, feitos com todo o coração. Não tenho dúvidas que o Senhor esteve atento a todas elas, como está sempre em relação ao que cada um de nós faz.

 

No meio disto tudo, ontem acabei por me lembrar dum texto que escrevi no Natal passado - precisamente acerca de não me sentir preparada para receber Jesus como Ele merecia. Reler aquele texto ajudou-me bastante a aceitar a minha situação e as minhas limitações neste período da minha vida, e espero que vos ajude um pouco também. 

 

Quando temos pouco tempo, temos de escolher o que é mais importante.

Existem inúmeros temas acerca dos quais se pode reflectir durante o Advento e nas celebrações do Natal que se avizinham. Mas, este ano, escolho focar-me apenas no essencial - na mensagem mais importante, mais profunda e primordial por detrás do Natal, belissímamente apresentada pelo nosso querido Pe. Paulo Ricardo (vídeo do Natal de 2015).

 

 

A todos os meus amigos e leitores, 

 

* Um Santo e Feliz Natal! *

Imaculada Conceição

Em honra do dia de hoje, em que celebramos a Imaculada Conceição de Nossa Senhora, partilho convosco duas das minhas canções favoritas, tocadas e cantadas pela extraordinária Danielle Rose 

 

 

Hail Holy Queen

 

Hail Holy Queen, Mother of mercy,

Our life, our sweetness, and our hope.

To thee do we cry, poor banished children of Eve.

To thee do we send up our sighs mourning and weeping

in this valley of tears.

Turn then, most gracious advocate,

thine eyes of mercy toward us,

and after this our exile,

show unto us the blessed Fruit of thy womb, Jesus.

O clement,

O loving,

O sweet Virgin Mary!

Pray for us O most holy Mother of God,

that we may be made worthy of the promises of Christ.

Amen

Salvé Rainha

 

Salvé Rainha, Mãe de Misericórdia

Vida, doçura e esperança nossa, Salvé!

A Vós bradamos, os degredados filhos de Eva

A Vós suspiramos, gemendo e chorando

neste Vale de Lágrimas.

Eia, pois, advogada nossa

Esses Vossos olhos misericordiosos a nós volvei!

E depois desse desterro,

Mostrai-nos Jesus, bendito fruto do Vosso Ventre

Ó Clemente,

Ó Piedosa,

Ó Doce Sempre Virgem Maria.

Rogai por nós Santa Mãe de Deus,

Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Amen.

 

Mary's Heart

 

(This song is a prayer written by Mother Teresa. It is prayed by the Missionaries of Charity to prepare their hearts to receive Jesus in the poorest of the poor.)

 

O Mary, Mother of Jesus,

Give me your heart

That I might receive Jesus.

Give me your heart,

So beautiful, so pure,

So immaculate, so full of love and humility.

 

Give me your heart,

To love Him as you loved Him,

And serve Him as you served Him,

In the distressing disguise of the poorest of the poor.

 

In the Bread of Life,

In the poorest of the poor,

In distressing disguise,

In Christ our Lord.

Coração de Maria

 

(Esta canção é uma oração escrita pela Madre Teresa de Calcutá e é rezada pelos Missionários da Caridade, para prepararem os seus corações a fim de receberem Jesus no mais pobre dos pobres).

 

Ó Maria, Mãe de Jesus,

Dá-me o Teu coração

Para que eu possa receber Jesus.

Dá-me o Teu coração,

Tão belo, tão puro,

Tão imaculado, tão cheio de amor e humildade.

 

Dá-me o Teu coração

Para poder amá-Lo como Tu O amaste,

E servi-Lo como Tu O serviste,

No aflitivo disfarce do mais pobre dos pobres.

 

No Pão da Vida,

No mais pobre dos pobres,

Num aflitivo disfarce,

Em Cristo, nosso Senhor.