Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem rapariga católica. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que este blog vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem rapariga católica. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que este blog vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

O meu mês de Outubro

Ops! 

 

Não tinha planeado ficar 4 semanas sem escrever um post aqui no blog ...  perdoem-me!

Mas este ano é especial, diferente de qualquer outro ano anterior na minha vida, e as minhas prioridades tiveram de ser re-organizadas.

 

Tenho muito pouco tempo para vos escrever este post, mas penso que já vos devo uma actualização acerca dos eventos mais importantes que se têm passado na minha vida:

 

  • O avô paterno, com o qual vivemos, e que desde Fevereiro está (quase completamente) acamado com doença de Alzheimer, tem estado (excepto um dia ou outro) praticamente na mesma. Não melhorou em nenhum aspecto da doença, nem com as mudanças na medicação, mas, graças a Deus, não piorou. A sua situação, e principalmente a sua mente, manteve-se e não se deteriorou! Glória a Deus!! 

 

  • A avó materna, que vive em Lamego com a irmã mais nova da minha mãe, e que no início do verão foi diagnosticada com uma neoplasia do estômago, vai ser operada no próximo dia 24 de Outubro, no mesmo dia em que faz 75 anos de idade. Por um lado, a situação da avó não é muito favorável, porque a sua neoplasia sangra bastante e está a ser necessário ela receber uma transfusão de sangue por semana .... desde o início do verão! Além de toda a sintomatologia associada a esta neoplasia, desde a falta de vontade para comer, às náuseas e vómitos constantes, e ao cansaço fácil provocado pela anemia ... Contudo, por outro lado, devido a esta hemorragia continua, foi possível adiantar a data da cirurgia (para aquilo que seria a lista de espera normal naquela região). Além disso, a TAC parece demonstrar que a neoplasia está apenas localizada no estômago, ou seja, não parece haver metástases ... o que foi uma das melhores notícias que podíamos ter recebido!!! Muitas, muitas, muitas graças e glórias sejam dadas ao Senhor!! Assim, pedia-vos que, se se lembrarem, por favor rezem pelo sucesso da cirurgia da minha avó na próxima segunda-feira

 

  • Hoje terminei o meu 1º estágio deste último ano na faculdade. Estive 4 semanas no serviço de Obstetrícia e Ginecologia no hospital de Setúbal, como vos tinha dito antes. Como é a área médica (além de Medicina Geral e Familiar claro, mas sobre isso acho que estou sempre aqui a dizer ) que eu mais gosto, obviamente que foi um estágio maravilhoso, extremamente produtivo e enriquecedor! Gostava muito de partilhar convosco todos os episódios importantes, todas as experiências e histórias de vida únicas que conheci e ajudei, mas o sigilo médico e o meu dever para com os doentes não mo permite... Assim, conto-vos apenas que foi com grande alegria que tenho descoberto uma imagem de Nossa Senhora em todos os pisos do hospital, e em diversas localizações nos mesmos pisos! 

20161020_121657.jpg

  • Esta era a que estava no puerpério (o local onde estão as "grávidas" que já deram à luz) e no internamento pós-cirurgia ginecológica. Não sei se reparam, mas esta imagem de Nossa Senhora, além das ofertas dos ramos de flores em baixo, está carregadíssima de terços de todas as cores e feitios, oferecidos pelas mulheres que passaram por este internamento .... E não é exemplo único naquele hospital! Onde quer que eu tivesse, encontrava sempre uma Nossa Senhora a velar por mim, pelos médicos, pelos enfermeiros, pelos funcionários do hospital e, claro, pelos nossos queridos doentes 

 

  • [Editado mais tarde] Na semana antes do início do estágio e nas semanas que se seguiram, deixei de conseguir rezar o Terço - aconteceu muita coisa, havia muitas coisas para tratar, horários novos que eu não controlava, mudanças, reboliço, stress, confusão - e pumba! uma desorganização total ... Assim, tenho (re)aprendido nos últimos dias a encontrar o tempo necessário para poder rezar e oh! que lição de humildade tem sido! Ainda não consegui encontrar uma boa solução ... há dias em que consigo rezar, outros não ... enfim, vou tentando todos os dias! Lá haverei de conseguir com a ajuda de Nossa Senhora certamente 

 

  • E de resto, a minha vida tem sido muitooo trabalho e muitooo estudo! 

 

Não sei quando conseguirei voltar a escrever. Deus tem-me dado inúmeras oportunidades para poder (finalmente) pôr em prática aquilo que Ele me tem carinhosa e pacientemente ensinado nos últimos anos e que tenho partilhado convosco desde o início do blog. Agora, é tempo de passar da teoria à prática - e muita prática tem sido! 

 

Superando, aos poucos, o deserto

Nossa Senhora faz realmente milagres.

Se, nos últimos dias, tenho conseguido avançar um pouquinho neste deserto espiritual, de que vos falei no último post, o mérito é, sem dúvida, de Nossa Senhora! Tem sido com Ela e através Dela que comecei a ver finalmente um luzinha, no fundo deste túnel imenso … Tem sido o Seu exemplo de vida, infinito em graças e bênçãos, que me tem ensinado várias lições e me tem oferecido algumas respostas que eu procurava ....  E tudo graças a um pequeno livrinho, escrito há muito tempo atrás e que já transformou tantas pessoas antes de mim ... 

 

Adicionalmente, no início desta semana, já nem me lembro bem como, descobri um site com gravações de homilias dum padre americano, que me têm feito também, oh, tão bem à alma! Estas homilias estão em inglês, é verdade, e não tenho formas das vos traduzir, mas ainda assim espero que a sua partilha consiga, talvez, ajudar alguém, como me tem ajudado tanto a mim …

 

Podem ouvir todas as homilias aqui no site Luke 11:28.

Mas gostava de partilhar convosco algumas daquelas que mais me marcaram...

 

Homilia Mariana #1: Maria como nosso modelo de vida

O que especificamente nos pode ensinar Nossa Senhora nas nossas vidas? E como? Ora, não há melhor professora nesta vida do que a maior e melhor das Mães ...

 

Homilia Mariana #2: Nós seremos sempre filhos de Maria

O caminho da santidade não é fácil, tem sempre muitos obstáculos e barreiras a ultrapassar ... mas podemos contar sempre com o auxílio de Nossa Senhora, em todos os passos do nosso caminho, como só uma Mãe nos poderia ajudar...

 

 

Fazer a vontade de Deus não é nada fácil

O Evangelho diz-nos para amarmos os nossos inimigos, para abraçarmos o sofrimento, para obedecermos às autoridades na nossa vida .... mas isso não é nada fácil, como todos já pudemos comprovar, duma maneira ou de outra. Como poderemos então superar os nossos obstáculos e fazermos a vontade de Deus? A resposta foi já encontrada há muito tempo .... 

 

 

Defendendo o nosso castelo

Ao lutarmos contra os nossos pecados é extremamente fácil cairmos na armadilha, astutamente colocada pelo Maligno, de acreditar que podemos vencê-los com as nossas próprias forças, se estivermos no controlo das situações e de tudo o que acontece ... mas assim acabamos simplesmente por cair noutra tentação. Qual é então a solução?

 

 

 

Queria também agradecer a todos vós, queridos leitores e queridos amigos, pelas vossas inúmeras palavras de apoio! Obrigado 

Dicas para rezar o Terço

Em Maio passado comecei a escrever uma série de posts acerca do Santo Rosário. Lembram-se?

Primeiro, contei-vos acerca da minha surpresa quando descobri que Nossa Senhora nos tinha pedido para rezarmos o Terço todos os dias e da forma como eu costumo rezá-lo. Depois, num post seguinte, falei-vos das 15 promessas associadas ao Santo Rosário e das várias graças que recebemos ao sermos fiéis a esta devoção.

 

Quando comecei a descobrir a Fé Católica e a devoção a Nossa Senhora, comecei a rezar cheia de vontade e de entusiasmo por esta “novidade” para mim … mas alguns dias depois, as circunstâncias da vida intrometem-se, a vontade foge pela janela, os minutos do dia não esticam e, com milhares de outras coisas a fazer sendo estudante de medicina, esta devoção inicial foi-se perdendo, debaixo da enorme pilha de livros para estudar ….

 

Entretanto, a nossa querida Teresa Power lá escrevia um post no blog acerca do Terço, e eu voltava a tentar e nesse dia rezava … mas no seguinte ou no depois já não … e vinha então mais um post no blog, mais uma tentativa, mais um esquecimento …. Isto vezes e vezes sem conta. Sentia-me como se estivesse numa rodinha dum hamster, a rodar, a rodar, a rodar, sem sair do sítio …

 

Nossa Senhora.jpg

Capela do Hospital Pulido Valente

 

Um dia disse finalmente, basta! Isto assim não pode continuar!

Fui conversar (e confessar) com um dos padres da nossa paróquia, e pedi-lhe ajuda. O que podia eu fazer para mudar a situação? Ele deu-me alguns conselhos, muito úteis e práticos, que hoje partilho convosco.

Além disso, nos dias seguintes fui à procura na internet de dicas para rezar o Terço – e na verdade, acabei por encontrar muitas mais do que estava à espera! Uau, afinal não era a única com dificuldades em conseguir rezar regularmente! O sentimento de compreensão mútua e o apoio companheiro e amigo é um dos traços que mais aprecio na Igreja Católica …

 

Ora, aqui vão elas - as 5 melhores dicas que vos posso dar:

 

Dicas para rezar o Terço ... quando se é péssimo nisso!

 Maria 2.jpg

  1.  Peçam ajuda a Nossa Senhora

Esta primeira dica é tão simples que a esquecemos facilmente – peçam ajuda a Nossa Senhora para que consigam rezar o Terço – e já agora, para todas as outras orações que façam no vosso dia! Afinal, a Virgem Maria é o exemplo mais perfeito de oração e de comunhão com a vontade de Deus…

Embora o Terço seja uma oração muito simples e fácil de praticar e acessível a todos, na verdade, assim como nós, vários santos tiveram dificuldades em pô-lo em prática regularmente. Não desanimem e não desistam … uma das lições que o Terço nos pode ensinar é exactamente o valor da persistência.

Da próxima vez que pegarem no vosso Terço para rezar, imaginem-se a dar a vossa mão a Nossa Senhora e que, juntos, caminharão os dois numa bela viagem pela vida de Jesus.

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

 

  1. Lembrem-se da vossa liberdade

Apesar das milhares de razões que existem para rezar o Terço, o facto de não o fazerem não faz de vós “maus cristãos” nem “mau católicos”. Um dos principais dons que recebemos como filhos de Deus é exactamente a nossa liberdade – liberdade em escolher, em servir, a amar. Deus nunca nos obriga a coisíssima nenhuma, e Nossa Senhora muito menos! É possível amá-La e honrá-La adequadamente sem rezar o Terço – assim como o fizeram outros santos que viveram antes da ampla divulgação desta devoção ou como aqueles que nunca tiveram a oportunidade de a conhecer!

Maria 12.jpg

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

  1. Descontraíam

Reforçando um pouco mais a ideia anterior: o Rosário é, sem dúvida, uma oração belíssima e permite-nos alcançar uma profunda e preciosa meditação sobre a vida de Jesus …. Mas não é o fim do mundo se vocês não o conseguirem rezar! Não há problema e Nossa Senhora certamente que não ficará ofendida que vocês não rezarem perfeitamente. Há dias em que rezamos assim-assim, mais ou menos bem, mais ou menos mal. Outros, em que rezamos mal, mal, mal … Mas, outros dias até nos surpreendemos com o que conseguimos fazer! Na maior parte dos dias, contudo, garanto-vos, rezaremos modestamente bem.

Além disso, não há problema se só rezarem o Terço às vezes. Não há problema se se esquecerem de o rezar. Não há problema se adormecerem a meio ou no fim, e não o completarem. Mais uma vez digo, não fará de vocês “maus católicos”. A sério! Podem tirar esse peso dos vossos ombros…. Contudo, é sim verdade, que rezar o Santo Rosário irá transformar-vos - em melhores e mais humildes pessoas!

Nossa Senhora é a estrada mais segura, directa e célere para o coração de Jesus e o Terço é um grande dom, uma graça especial, um lindo presente – mas não é o único, existem outros!

 

  1. Maria 6.jpgUm dia de cada vez

Não tentem, como eu tentei, fazer logo TUDO à primeira! Na primeiríssima vez que tentei rezar o Terço decidi rezar todo o Rosário, todos os mistérios, todos os dias, com todas as orações, perfeitamente bem e … vocês já sabem o resultado, não é?....

Eu não sou mãe, e ainda não experimentei aquele encanto e entusiasmo que vejo sempre surgir na face de todas as mães, ao verem os seus filhos fazerem algo pela primeira vez - o primeiro sorriso, o primeiro balbuciar, o primeiro passo … ou então, quando os seus filhos se superam e fazem algo melhor do que alguma vez conseguiram, como correr, chutar à bola, pegar bem numa colher ou garfo …

Ora, o Terço é uma oração que nos foi dada pela nossa Mãe celestial e, como a melhor das mães, tenho a certeza que a Santíssima Virgem se encanta e “se derrete” com cada passo, por mais pequenino que seja, que nós damos a caminho da santidade e duma vida de oração mais profunda e plena.

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

 

Rezar o Terço todos os dias pode-vos parecer impossível. E é, se o tentarem todo, duma vez e sozinhos. Mas, se pedirem ajuda a Nossa Senhora e tentarem rezar uma Avé-Maria a mais a cada dia que passa, ou uma década por dia, uma década rezada em família ao fim do dia ou no fim-de-semana, um pouco mais por dia, um pouquinho mais de amor … quando derem por vocês, estarão a rezar o Terço diariamente! E não desejarão outra coisa!

 

  1. Tempos modernos exigem medidas modernas

Concordarão certamente que, nos dias de hoje, as nossas vidas são bastante diferentes das vidas das pessoas que viveram há 500 anos atrás, ou até há 50 anos atrás. Antes, parece-me sempre, as pessoas tinham mais tempo - faziam as coisas com mais calma e tinham menos distracções, do que nós. Assim, talvez fosse mais fácil para os nossos antepassados encontrar o tempo necessário, todas as manhãs ou todas as noites, para rezar o Terço.  

A minha vida de estudante universitária é também diferente da vossa, como trabalhadores por conta própria ou de outrem, como solteiros ou como pais e avós, tenham uma família numerosa ou menos numerosa. Mas, falando-vos um pouco da minha vida em particular, ela é bastante diferente quer eu esteja em período de aulas na faculdade, em época de exames ou, claro, de férias de Verão

 

Durante o tempo de aulas, eu não consigo rezar o Terço todinho à noite, antes de ir para a cama, como gosto. Entre as coisas que preciso de fazer, as matérias que tenho de estudar para o dia seguinte e o enorme sono e cansaço diários, eu simplesmente não consigo rezar à noite.

Que solução encontrei? De manhã, na viagem de comboio para a faculdade, tenho o tempo suficiente para rezar o Terço. Vou contando as Avé-Marias pelos dedos, abstenho-me do stress matinal típico de Lisboa, e tenho todas as minhas orações rezadas antes de começar verdadeiramente o meu dia de trabalho no hospital. Simples e eficaz.

Vocês também podem rezar nas viagens de carro para o vosso trabalho – não devem conseguir rezar sozinhos, contando pelos dedos, mas podem gravar num cd ou no mp3 ou no telemóvel uma gravação do Terço (aconselho-vos duas óptimas gravações aqui* ou aqui) e assim não “se perdem”. Além disso, far-vos-á companhia e sentir-se-ão mais em comunhão com todos os outros católicos que poderão estar a rezar convosco. Para quem gostar de ainda mais modernices, existem hoje até aplicações para o telemóvel ou tablet (aqui, aquiaqui ou aqui) que ajudam-nos a rezar o Terço.

 

Maria 1.jpg

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem 

 

Por outro lado, quando estou em época de exames, já não vou todos os dias de comboio para Lisboa. Além disso, tenho imensa matéria para estudar por dia e os intervalos são poucos e curtos. Assim, nestas alturas, rezo uma dezena do Terço por cada intervalo de estudo que faço. Vocês também podem adaptar este método ao vosso dia – por exemplo, uma dezena ao entrarem no carro de manhãzinha, uma dezena numa pausa da manhã, outra dezena na hora de almoço, outra dezena ao irem para casa ou ao chegarem a casa e, por fim, a última antes de irem para a cama.

 

Por fim, nos fins-de-semana e durante as férias, posso rezar da maneira que prefiro – rezo o Terço completo à noite, antes de ir para a cama.

Como sabem, eu não tenho experiência em rezar o Terço em família, nem com crianças – mas para isso podem passar pelo blog da Família Power ou, agora, no site das Famílias de Caná, que têm diversas ideias e sugestões!

 

E vocês, têm alguma dica? 

Se tiverem, por mais pequena que seja, escrevam-na nos comentários - pode fazer toda a diferença na vida de oração de outra pessoa! 

 

Podem encontrar aqui no blog outras ideias e sugestões para rezar o Terço - aqui.

 

* Existem inúmeros sites na internet com gravações já em formato áudio, grátis, que podem fazer download a vossa vontade – como por exemplo, o Passo-a-Rezar. Existem também vários sites que transformam estes vídeos do youtube em ficheiros áudio. É fácil e rápido, basta pesquisar no google!

As Quinze Promessas do Santo Rosário

O Santo Rosário é sem dúvida uma enorme fonte de graças e de protecção, como tenho descoberto na minha vida. A irmã Lúcia, a quem Nossa Senhora apareceu em Fátima várias vezes, disse um dia:

"A Santíssima Virgem, nestes últimos tempos nos quais vivemos, deu nova eficácia à récita do Rosário. Tal, que não existe nenhum problema, não importa quão difícil possa ser, temporal ou sobretudo espiritual, na vida pessoal de cada um de nós, das nossas famílias...que não possa ser resolvido com o Santo Rosário. Não existe nenhum problema, digo-vos, não importa quão difícil possa ser, que não possamos resolver com a oração do Rosário. "

Irmã Lúcia dos Santos

 

Visto estarmos no mês dedicado à Virgem Santíssima, gostava de partilhar convosco as 15 promessas que Nossa Senhora prometeu a quem rezasse o Terço, nas Suas próprias palavras. 

Nossa Senhora revelou estas promessas a São Domingos, o santo a quem foi revelado pela primeira vez o Santo Rosário, no século XII.  

 

  1. "A todos os que rezarem o meu Rosário com devoção, prometo a minha protecção especial e grandíssimas graças."
  2. "Aquele que perseverar na oração do Meu Rosário receberá uma graça especialíssima."
  3. "O Rosário será uma defesa poderosíssima contra o Inferno; destruirá os vícios, libertará do pecado, dissipará as heresias."
  4. "O Rosário fará florescer as virtudes e as boas obras, e obterá para as almas a mais abundante misericórdia Divina; fará que, nos corações, o amor ao mundo seja substituído pelo amor a Deus, elevando-os ao desejo dos bens celestes e eternos. Quantas almas se santificarão por esse meio!"
  5. "Quem se confiar a Mim, por meio do Rosário, não perecerá."
  6. "Quem rezar o meu Rosário com devoção, meditando nos seus mistérios, não será oprimido pela desgraça. O pecador se converterá; o justo crescerá em graças e se tornará digno da vida eterna."
  7. "Os verdadeiros devotos do meu Rosário não morrerão sem os Sacramentos da Igreja."
  8. "Aqueles que rezam o meu Rosário encontrarão, durante sua vida e na sua morte, a luz de Deus e a plenitude das Suas graças, e participarão dos méritos dos bem-aventurados."
  9. "Libertarei muito prontamente do Purgatório as almas devotas ao meu Rosário."
  10. "Os verdadeiros filhos do meu Rosário gozarão de uma grande glória no Céu."
  11. "O que pedirem por meio do meu Rosário, obterão."
  12. "Aqueles que defenderem o meu Rosário serão socorridos por Mim, em todas as suas necessidades."
  13. "Obtive do meu Filho que todos os membros da Irmandade do Rosário tenham por irmãos, durante a vida e na hora da morte, os santos do Céu."
  14. "Aqueles que rezarem fielmente o meu Rosário serão todos meus filhos amantíssimos, irmãos e irmãs de Jesus Cristo."
  15. "A devoção ao meu Rosário é um grande sinal de Predestinação" [ou seja, é uma boa indicação de que o devoto estará no caminho para o Céu].

 

Rosario.jpg

 

Mas o que são estas graças?

Na maior parte das vezes, quando nos referimos às graças que recebemos, falamos acerca de pequenas coisas na nossa vida diária, como a resposta a uma pergunta feita durante a oração ou sobre pequenos incentivos na direcção do caminho e da vontade de Deus.

Não se deve cair no erro de pensar (como eu inicialmente pensava) que as graças têm de ser coisas grandiosas, como ouvirmos directamente uma voz vinda do Céu, ou uma aparição dum Anjo, ou algum acontecimento sobrenatural ...

As graças que recebemos do Senhor, como tento mostrar em cada post que escrevo para este blogue, são coisas extraordinariamente simples e subtis, como as “coincidências” que surgem tantas vezes ao longo do nosso dia. Como encontrarmos uma rosa florida em pleno centro da cidade de Lisboa, logo a seguir a terminarmos a oração do Terço, de manhazinha a caminho da faculdade …

 

A oração do Terço é realmente algo tão simples (como tentei explicar no post anterior) e que demora apenas 15 a 20 minutos … o que são 15 a 20 minutos no total de 1440 minutos que tem cada um dos nossos dias?

 

Para aqueles que, mesmo assim, acham que não têm tempo para o fazer, ou se pensam que são péssimos a rezar o Terço, ou se vos parece uma autêntica seca, saibam que estou a tentar escrever um post com algumas dicas que fui descobrindo aos poucos.
O mais provável, contudo, é que apenas o conseguirei terminar depois dos exames, em Julho.... 

 

Fonte: Revista 30 Dias

Recomendo também a leitura deste pequeno post.

Eu, o Terço e Nossa Senhora

Maio

 

 

Ah, mês de Maio!

Eu adoro o mês de Maio!

 

Vê-se flores por todo o lado, a temperatura está amena, o sol brilha, as pessoas andam mais felizes...

No 1º domingo de Maio é dia da mãe! E cá em casa, o avô faz anos no dia 3 e a mãe no dia 26. Para nós, o mês de Maio é sinónimo de festa e muita alegria!

 

Quando me (re)converti ao Catolicismo, descobri que o mês de Maio era também dedicado à Virgem Maria. Oh, só podia, fazia todo o sentido! Mais uma razão para eu ADORAR o mês de Maio!

 

Para o povo português, este mês é ainda mais especialíssimo - celebramos a 13 de Maio a 1ª Aparição de Nossa Senhora aos Pastorinhos, em Fátima

 

Os Milagres e as Aparições de Fátima - ora aí está um assunto que eu tive bastantes dificuldades em compreender e aceitar quando voltei a explorar a Fé Católica. E tornou-se ainda mais difícil quando descobri que, em cada uma das Suas seis aparições no ano de 1917, Nossa Senhora tinha pedido aos Pastorinhos para que rezassem o Terço todos os dias. Todos os dias

 

COMO TODOS OS DIAS???!

 

Não Marisa, não leste mal. Não, os Pastorinhos também não perceberam mal, com certeza.
Nossa Senhora pediu-nos mesmo, em SEIS* ocasiões diferentes, que rezássemos o Terço ... todos os dias

 

Ai ai ai!

Para vos ser sincera, na altura em que descobri isto fiquei assustada. Bué assustada!

Oh, com certeza que já ninguém se lembra disto... com certeza que ninguém consegue rezar o Terço todos os dias ... certo?

 

Já agora, como é que se reza o Terço??

Pois, vim a descobrir mais tarde pela internet que existem quase 5.000 formas diferentes de o fazer! Ai que bom, que coisas tão simples ... E eu que, com 20 aninhos na altura, NUNCA tinha rezado o Terço antes!

 

Na verdade, rezar o Terço é do mais simples que há:

como_rezar_terco.jpg

Fonte de imagem

 

Começo: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

                Pode-se dizer o Credo (e o Glória também) - se se quiser!

                Agradece-se por graças recebidas e/ou dedica-se a oração do Terço por alguma intenção (exemplos - pelas intenções do Santo Padre; pelas Famílias de Caná; pelos refugiados; pela paz; pelo fim da guerra; pela conversão dos pecadores)

 

Anunciação de cada Mistério (num total de 5): Começa-se com uma prece simples (por exemplo: Jesus, ensina-me a ser/fazer como Tu!) ou pode-se recitar a passagem bíblica a respeito de cada Mistério (ver em baixo)

Em cada Mistério:1 Pai-Nosso

                                10 Avés-Maria

                                1 Glória

                                Ó Maria, concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós!

                          Ó meu Bom Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do Inferno. Levai as almas todas para o Céu, e socorrei principalmente as que mais precisarem. 

 

Clicar aqui para saber cada Mistério individual de cada Terço - da autoria do Patriarcado de Lisboa

 

rosário.jpg

Fonte de imagem

 

Salve Rainha: Salve Rainha, Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A Vós bradamos, os degredados filhos de Eva. A Vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois, Advogada nossa, esses Vossos olhos misericordiosos a nós volvei. E depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do Vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce, sempre Virgem Maria! Rogai por nós, Santa Mãe de Deus, para que sejamos sempre dignos das promessas de Cristo. Amém.

 

Facultativo: Terminar rezando 1 Pai Nosso e 1 Avé Maria pelas intenções do Santo Padre. Ou rezar 3 Avés Maria em honra da pureza de Nossa Senhora. Ou de outra forma que se deseje!

 

Fim: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

 

Acreditem, com dedicação, isto torna-se super simples!

Mas a verdade, é que eu na altura não acreditei ... afinal, tenho eu lá tempo para algo que parece demorar tantoooo!...

 

Providencialmente, pouco tempo depois, Deus levou-me a descobrir o maravilhoso, iluminado e incrivelmente simples e esclarecedor, blog da família Power. Foi a partir dos textos da Teresa que descobri as razões por detrás desta Devoção. Foi com a ajuda da família Power (e depois, com os primeiros blogs das famílias de Caná) que descobri, aos poucos, o Amor a Nossa Senhora....

E assim, rezei o Terço pela primeiríssima vez no Retiro das Famílias de Caná em Almada, a 20 de Setembro de 2014. Ah, quantas bênçãos recebi a partir desse belíssimo dia ... 

 

* - Na verdade, Nossa Senhora faz-nos este pedido em TODAS as Suas aparições por todo o mundo, ou seja, dezenas e dezenas de vezes ... 

Um Feliz Natal!

Apesar de toda a preparação que planeei e tentei fazer durante este Advento, a verdade é que as circunstâncias da vida têm sempre a mania de se meterem no meio dos nossos planos. E raramente as coisas saem como nós imaginávamos. Mas vai ser sempre assim, não é?

Para vos ser sincera, não me “sentia” nada preparada para celebrar a Encarnação do Filho de Deus neste mundo. Não me “sentia” mesmo nada preparada! Havia muitas áreas do meu coração que eu queria ter trabalhado mais, mais coisas que gostaria de ter feito, mais actividades que gostava de me ter voluntariado….

 

Há uns dias atrás estava bastante desanimada comigo e com o (pouco) que o meu coração estava preparado para uma celebração de tal dimensão e importância! Senti-me bastante tentada em desistir e simplesmente dizer ao Senhor:

“Jesus, o meu coração não está, nem de perto nem longe, devidamente preparado para Te receber. O meu coração não está cheio de generosidade, misericórdia, amor, paz e alegria como eu To desejava oferecer. O meu coração não está pronto para Ti, meu Querido…. E por isso, por favor, não venhas! Mantém-te longe de mim! Tenho tanta vergonha que Tu o vejas, tanta vergonha de Te deixar entrar dentro Dele e de veres a confusão tão feia em que está neste momento … “

 

Uns dias depois deste pensamento, o Senhor respondeu-me, através dum texto que encontrei pela internet (e que entretanto já não o consigo voltar a encontrar …) e o meu coração encheu-se finalmente de Paz!

 

Presépio 1

 

Porque é que Jesus nasceu em Belém, numa manjedoura?

Belém era uma das cidades mais pequenas daquela altura. Uma cidadezinha insignificante. Que, curiosamente (ou talvez não), o seu nome hebraico poderia ser traduzido como Cidade do Pão.

Vejam, Jesus, o Pão da Vida, nasceu numa cidadezinha que se chamava Cidade do Pão, e foi colocado numa manjedoura depois de nascer – no local onde os animais comem!....

 

Além da razão que já vos expus, ainda assim, porque é que Jesus quis nascer longe da Sua casa, a casa de São José e da Virgem Maria, em Nazaré?

Só imagino o carinho e o amor que a Santíssima Virgem não deverá ter colocado na decoração da sua casa. Como a Melhor das mães, Ela mais do que ninguém, deverá ter escolhido tudo o mais confortável e aconchegante possível, apesar do pouco dinheiro que São José ganhava como carpinteiro. E São José, sendo carpinteiro, quanto amor ele não deverá ter colocado na construção, tão trabalhada e ornamentada, dos móveis da sua casa. Que lindo que deveria ser o berço que São José deverá ter construído para Jesus…. 

A casa de Nossa Senhora e de São José devia estar mais perfeitamente preparada para a chegada do Filho de Deus do que as nossas alguma vez estarão para receberem os nossos filhos …

 

E apesar disso tudo, Jesus quis ir nascer numa cidadezinha que nem O quis receber nas suas habitações quentinhas e aconchegantes …. O único sítio livre era um estábulo! Um estábulo! Uma construção tosca, cheia de gretas, buracos e rachas nas paredes e no tecto, por onde o frio e a chuva entravam! O local onde os animais dormiam! Só imagino o cheiro agradável … Um local nu e despido, solitário e longe da companhia e da ajuda de outras pessoas, familiares e amigos …. Que local mais horrível para alguém dar à luz ou para alguém nascer!!

 

Canto oração 2015 (4)

 

Desde o Seu nascimento que Jesus nos mostra o Seu tremendo e imensurável amor pelos lugares pobres, desconfortáveis, sujos e feios …. que é como por vezes vejo o meu coração…

 

Portanto, se é mais ou menos assim que o nosso coração está neste Natal, tenham esperança! Foi exactamente num lugar assim que o nosso Salvador nasceu. Talvez o nosso coração Lhe lembre Belém e aquele local feio que os Seus olhinhos viram quando se abriram pela primeira vez neste mundo que Ele criou. Não se preocupem, Ele está habituado! Mais ainda, Ele AMA locais assim! Ele AMA os corações que estão assim!

 

Porque, apenas se o nosso coração estiver vazio, partido e sujo, é que o Senhor poderá entrar nele e transformá-lo, como só Ele pode, num coração cheio, completo e imaculado! Um coração reluzente, incrivelmente alegre e agradecido! Um coração misericordioso, à semelhança do Seu Criador!

 

 

Uma última questão que também gostava de vos deixar…

Presépio 6

 

Porque é que Maria foi a Belém com José?

Certo, havia um recenseamento que tinha sido ordenado pelo Imperador mas … na antiga Roma apenas os homens tinham importância, e portanto eles só queriam saber o número de homens daquela população! As mulheres não entravam nas contas, nem as crianças!

 

Porque é que Maria, já no fim da Sua gravidez, faria uma viagem tão longa e tão difícil?

Desde que comecei a pensar nesta questão já cheguei a várias respostas possíveis. As que mais me satisfazem são: porque era essa a vontade do Senhor e do próprio Jesus (por exemplo, por uma das analogias que já expliquei em cima) e também porque a nossa querida Mãe Maria devia amar tanto São José que não suportaria ficar todo aquele tempo sem ele, logo agora quando já tinham celebrado oficialmente o Seu Matrimónio no Templo à frente do Senhor … Estou mesmo a imaginar Maria a dizer a José: "Nem penses nisso, querido! Aonde tu fores, eu também vou, grávida e tudo!!" (ahahaha)

 

Hoje, no meio da azáfama das celebrações da Encarnação do nosso Redentor, lembremo-nos, por um pequeno momento, de pedir à nossa querida Mãe para organizar o nosso coração! Para o tornar aconchegante, confortável, exactamente à medida para a vinda de Cristo, como Ela certamente o fez naquele estábulo em Belém …

 

Desejo-vos um Santo Natal, cheio do amor, da paz e da alegria que só o Senhor nos pode dar!


Santo Natal 2015.jpg 

O Santuário de Nossa Senhora dos Remédios

Remédios 1

Foto do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Agosto de 2014, antes de ser iniciado o processo de limpeza e renovação do exterior que, até Agosto de 2015 (quando lá estivémos novamente), ainda não estava completo. 

 

A cidade de Lamego, onde nós estivemos de férias, é habitualmente reconhecida por um grande monumento que possui no centro da cidade – o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, que quase todos os anos visitamos.

 

Remédios 2

Foto do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Agosto de 2015, após parte da limpeza exterior e renovação dos painéis de azulejos. 

 

A sua história tem início em 1361, quando é construída, no topo do monte de Santo Estevão, uma pequena ermida dedicada ao mesmo santo, fruto da devoção popular dos lamecenses.

Mais tarde, em 1568, o então bispo de Lamego decide demolir a velha ermida, prestes a ruir, e manda erguer uma nova capela onde coloca uma imagem da Virgem Maria a dar de mamar ao Menino Jesus. Nos anos seguintes, muitas pessoas recorreram a esta imagem em busca de alívio para as suas doenças, o que deu origem, por sua vez, à devoção a Nossa Senhora dos Remédios.

Como não há duas sem três, também esta capela acabou por ter de ser demolida e o actual Santuário começou a ser construído em 1750. Apesar de todos os esforços, dada a sua dimensão e complexidade, a construção só terminou mais de 150 anos depois, em 1905.

Remédios 3

Remédios 4

 Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Agosto de 2015

 

A principal característica deste monumento, a grande escadaria (ou “escadório”, como chamam os lamecenses), possui um total de 686 degraus (!!), divididos entre 9 lances de escadas e entre vários patamares ornamentados com pequenas capelas, várias estátuas, fontes e obeliscos.

 

Apesar de todos estes degraus, a subida é feita alegremente e com bom ânimo, uma vez que em cada patamar somos recebidos pessoalmente por Maria :) É verdade, em cada patamar podemos encontrar painéis de azulejos belíssimos que retratam alguns dos mistérios do Rosário – conseguem reconhecê-los?

Remédios 8

Remédios 9

 Remédios 10

Remédios 11

Painéis de azulejos sobre Nossa Senhora, Agosto de 2014, antes da recuperação de 2015.

 

Além disso, quando chegamos finalmente ao topo da escadaria podemos deliciarmo-nos com a água sempre fresquinha duma bela fonte, mesmo ao lado do Santuário, ao mesmo tempo que perdemos o fôlego ao olhar para baixo e ao ver toda aquela paisagem maravilhosa que só o Alto Douro tem. Lá em cima, sentimo-nos quase como se tivéssemos no topo do mundo, bem pertinho do Céu e da casa do nosso Pai :)

 

No interior do Santuário, encontramos no centro a imagem de Nossa Senhora dos Remédios, emoldurada por entalhamentos muito pormenorizados, e rodeada por dois altares laterais, dedicados aos Seus pais, S. Joaquim, à direita, e Santa Ana, à esquerda, o que traduz a importância que é dada à família pelos habitantes locais :)

Remédios 5

Remédios 6

Remédios 7

 

É sempre uma boa ideia subirmos a escadaria do Santuário - sentimo-nos todos sempre melhores, mais bem dispostos, mais alegres e felizes! Como todas as crianças se sentem depois de estarem no colo da Sua Mãe ;)

Remédios 12

Nós viemos embora de Lamego a poucos dias do início das festas da cidade, que este ano decorrem entre 27 de Agosto e 9 de Setembro

O ponto alto destas festas é no dia 6 de Setembro, quando o andor de Nossa Senhora dos Remédios, desce o Santuário em procissão até à cidade, e no dia 8 de Setembro, dia em que se assinala a Festa da Natividade de Nossa Senhora. No dia 8 realiza-se uma grande procissão (chamada Procissão do Triunfo) que atravessa praticamente toda a cidade, cujos andores, pelo seu elevado peso, são puxados por juntas de bois (disseram-me que era a única procissão assim no nosso país)!

Festas de Nossa Senhora dos Remédios 2015.jpg

Por fim, partilho convosco um vídeo com uma beleza sem igual, com imagens de todo o Santuário, da autoria de António José Leitão, acompanhadas de canções das Irmãs Hospitaleiras Franciscanas com letras lindíssimas! Que Deus o abençoe por criar algo tão belo! Obrigado!

 

 

Nas lidas domésticas

Ainda se lembram do post que escrevi no início das férias acerca das minhas lições domésticas?

Estando prestes a terminar o meu "curso intensivo" de lidas domésticas de verão, queria actualizar-vos acerca dos meus progressos. (Esqueci-me de ir tirando fotos, desculpem)

Lady of the house

Créditos da imagem

  • Culinária (módulo 2 e 3) - Pratos de peixe e sobremesas - feito!! A família comeu sempre e gostou. E pelos vistos parece que, como a mãe, as sobremesas são aquilo para que tenho mais jeitinho :)

bolo de anos 1.jpg

 Bolo dos 14 anos da prima - Bolo de iogurte com cobertura de chocolate

bolo de anos 2.jpg

 O meu bolo de aniversário - 22 aninhos! - Bolo de ananás com cobertura de natas

 

  • Lida da casa (temas C e D) – Limpeza da casa + Loiça + Roupa - aprovada! Acreditem, o que houve mais foi isto - lavar, estender, apanhar, passar, arrumar .... 

laundry.jpg

 Créditos da imagem

E isto - lavar, lavar, lavar, lavar:

washing dishes.jpg

 Créditos da imagem

E ainda isto - reorganização do meu enxoval:

hope chest.jpg

 Créditos da imagem

 

  • Compras (nível inicial) – Estudo começado mas pouco realizado - fica para o próximo ano!
  • Costura (escalão 2 – costura na máquina) – Nem sequer foi começado, não houve tempo ...
  • Tricot - Isto sim, foi a surpresa das férias! Há já vários anos que via a mãe a fazer tricot e sempre foi uma arte que me intrigava bastante... Este ano, quando fomos de férias para Lamego, tive finalmente tempo suficiente para a mãe me ensinar!
  • O começo foi dificil!! Ai que complicação! Tantos fios e voltas e troca e cruza e vira e .... MÃE, PERDI UMA MALHA! ou então, MÃE ESTOU A FAZER TUDO AO CONTRÁRIO! O terror, o caos!
  • Enfim, após várias tentativas diárias, a mãe lá disse que eu estava pronta para iniciar um projecto mais sério. Decidi começar de forma simples, e pensei em fazer um cachecol:

tricot 1.jpg

 E lá vou eu entretida. Uns 5 minutos aqui, uns 15min ali, às vezes mais, aos poucos:

tricot 2.jpg

Quando dei por mim, já de regresso a casa:

tricot 3.jpg

Já parece um cachecol certo?

Ele enrola-se um pouco nas laterais por causa do ponto (simples) que escolhi, mas pronto. A mãe diz que no fim arranja uma solução....

 

Nestas férias, descobri que tricotar e rezar o Terço combinam na perfeição!! Ponho um destes vídeos no computador, ou coloco o CD gravado na aparelhagem e ... oh, é uma maravilha!!

Outra combinação bastante agradável é ouvir os vídeos do Padre Paulo Ricardo ao mesmo tempo que tricoteio (acho que acabei de inventar esta palavra...)! 

 

Na verdade, o tricot é uma arte bastante antiga, aprendida e cultivada por tantas gerações, praticada por tantas raparigas e mulheres na história da humanidade! Assim, também eu sinto que faço parte deste grupo de mulheres que sempre tentou alcançar o exemplo de mulher ideal (Provérbios 31), apenas alcançado neste mundo pela Excelentíssima Virgem Maria! 

Imagino se Ela também tricotava? Ou então, se fazia de outra forma as roupas para o pequeno Jesus e para a Sua família? Numa família tão pobre como a Sua, de certeza que não havia muito dinheiro para gastar em roupas. Provavelmente, Nossa Senhora teria de fazer tudo com as Suas mãos.

Imagino-a a rezar enquanto trabalhava. Será que estaria a fazer alguma coisa destas quando o Anjo a veio visitar? Que cores terá ela escolhido para fazer o enxoval do Seu Menino? Quanto amor e carinho terá sido dedicado por Ela a fazer cada cobertor, cada agasalho, cada casaquinho, cada roupinha para o Seu Filho tão amado ... Nem consigo imaginar a dedicação desta perfeita Esposa para com o Seu simples lar e a Sua família!

Algumas peças, talvez algumas roupas, algumas toalhas, terão sido feitas pela mãe de Nossa Senhora, santa Ana, entregues como presente de casamento à sua adorada filha.

Talvez a Virgem Maria tenha oferecido algo a Santa Isabel quando a visitou, dando com amor a São João Baptista a melhor peça que as Suas mãos podiam criar...

 

Oh, tantas histórias que imagino! Tantos se, tantos talvez ...

O importante é que, no final de tudo, cada coisa destas ajuda-me a tornar-me mais próxima da Nossa Mãe, da Sua vida e do Seu exemplo perfeito!