Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem rapariga católica. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que este blog vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem rapariga católica. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que este blog vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Arte de Aproveitar-se das Próprias Faltas - 5

in the garden.jpg

 Imagem retirada do Pinterest

São Francisco de Sales

"A duas coisas é necessário que estejamos resolvidos: uma, a ver crescer ervas daninhas no nosso jardim; outra, ter a coragem de deixar arrancá-las e de nós mesmos as arrancarmos; porque o nosso amor-próprio não há de morrer enquanto vivemos e é ele o autor destas importunas vegetações...."

 

 

Capítulo I do livro "A Arte de aproveitar-se das próprias faltas", da autoria do Pe José Tissot

Este livro pode ser encontrado na Alexandria Católica ou então fazendo o download aqui

Arte de Aproveitar-se das Próprias Faltas - 4

patience.jpg

Imagem retirada do Pinterest

"Foi São Paulo purificado num só instante, como o foram também outros Santos. Mas uma transformação tão repentina é, na ordem da graça, milagre tão grande e extraordinário como é, na ordem da natureza, a ressurreição dum morto; a tanto não devemos pretender. A purificação ordinária, tanto do corpo como do espírito, só se faz pouco a pouco, a custo e devagar ...

 

É, pois, preciso ter paciência e não pensar em curar num só dia tantos hábitos maus, que contraímos pelo pouco cuidado com a nossa saúde espiritual."

 

 

Capítulo I do livro "A Arte de aproveitar-se das próprias faltas", da autoria do Pe José Tissot

Este livro pode ser encontrado na Alexandria Católica ou então fazendo o download aqui

Arte de Aproveitar-se das Próprias Faltas - 3

oratorio.jpg

Imagem retirada do Pinterest 

"O amor-próprio poderá estar em nós mortificado; morto, porém, nunca estará; de tempos em tempos, em ocasiões diferentes há-de lançar novos rebentos, mostrando que, se foi cortado pelo pé, não lhe foram arrancadas as raízes ...

(...) Ele dorme às vezes como uma raposa; depois, dum salto, atira-se sobre as galinhas. É, pois, muito importante velarmos constantemente sobre ele e defendermo-nos com paciência e mansidão.

Nesta vida, por muito boa que seja a nossa vontade, não há remédio senão ter paciência de sermos homens, e não anjos."

São Francisco de Sales

 

"A imperfeição há-de acompanhar-nos até à supultura. Não podemos andar sem tocar a terra. O que não devemos fazer é deitar-nos nela e rebolar na lama; mas nem pensemos em voar, porquanto, pintainhos que somos e tão pequenos, ainda não temos asas." 

São Francisco de Sales

 

 

Capítulo I do livro "A Arte de aproveitar-se das próprias faltas", da autoria do Pe José Tissot

Este livro pode ser encontrado na Alexandria Católica ou então fazendo o download aqui

Arte de Aproveitar-se das Próprias Faltas - 2

praying.jpg

Imagem retirada daqui

"Queixai-vos de que, em vossa vida, terdes muitas imperfeições e defeitos, a despeito do vosso desejo da perfeição e da pureza do amor de nosso Deus.

Certíssimo é que, enquanto andamos neste mundo, envolvidos neste corpo tão pesado e corruptível, sempre em nós alguma coisa, um não sei quê nos falta ...

Temos de nos suportar a nós próprios, até que Deus nos leve para o Céu."

São Francisco de Sales

 

"Não pensemos em viver neste mundo sem imperfeições ... Somos todos meros homens e, por consequinte, todos temos de aceitar como certíssima esta verdade, para não nos admirarmos das nossas imperfeições.

Mandou-nos Nosso Senhor, que dissessemos todos os dias estas palavras do Pai Nosso: «Perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido» ... "

São Francisco de Sales

 

 

Capítulo I do livro "A Arte de aproveitar-se das próprias faltas", da autoria do Pe José Tissot

Este livro pode ser encontrado na Alexandria Católica ou então fazendo o download aqui. 

Arte de Aproveitar-se das Próprias Faltas - 1

No início deste longo período de estudo intensivo em que me encontro - tal como vos contei no último post - num dia particularmente difícil e frustante, Deus carinhosamente fez-me lembrar dum certo livrinho que eu tinha encontrado uns tempos atrás na Alexandria Católica. 

Esse livrinho tinha um título que me chamou bastante à atenção - "Arte de Aproveitar-se das Próprias Faltas" da autoria do Padre José Tissot. 

 

Graças eternas sejam dadas ao Senhor - este pequeno livrinho foi um autêntico mini-tornado na minha vida!!

Meu Deus que pérola! Que jóia tão preciosa! Obrigado! Obrigado!! - passei eu uma noite a dizer e a exclamar!...

 

É um livro já antigo, escrito em 1878 (mas vocês nunca adivinhariam ao ler!) e baseia-se principalmente nos ensinamentos de São Francisco de Sales (mas de outros santos também). O autor, Pe José Tissot, foi um membro da congregação dos Missionários de S. Francisco de Sales em França e escreveu este livro na forma dum guia prático para transformar as nossas imperfeições num verdadeiro caminho de santidade!

 

 

É um livro absolutamente maravilhoso! Tão maravilhoso que pensei em ir partilhando aqui no blog um excerto todas as semanas.

Recomendo a todos a sua leitura neste Verão! É um livro de muito fácil leitura, com pouco mais de 100 páginas e pode ser encontrado na Alexandria Católica ou então fazendo o download aqui.

 

Jesus_Nail_Scarred_Hands.jpg

 Imagem retirada daqui

"Tudo contribui para o progresso de uma alma; tudo, até mesmo as próprias imperfeições - nas Minhas mãos, são como pedras preciosas, porque as transformo em actos de humildade que inspiro nessa alma ... "

 

Palavras de Jesus à sua serva Benigna Consolata

Introdução do livro "Arte de aproveitar-se das próprias faltas" do Pe José Tissot