Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Canções de Louvor

  Missão País 2016  

 

Finalmente, chegamos ao último post sobre a Missão País.

Tinha pensado em partilhar convosco uma canção cantada na Missão País no final de cada post, mas depois pensei que seria melhor juntá-las todas num só post. Penso que algumas destas canções já serão vossas conhecidas mas, de qualquer maneira, apresento-vos as canções que mais me marcaram nesta Missão País: 

 

Obrigado

 

Obrigado
Por este dia que passou
Pelos passos pelos voos
E pela vida que há em mim

Obrigado
Por essa força ao olhar
Por essa chama que me queima
E pela vida que há em mim

Obrigado (obrigado)
Por essa voz que em mim habita (obrigado)
Por essa mão que necessita
De outra mão que saiba amar e ser feliz

Obrigado (obrigado)
Pela estrada percorrida (obrigado)
Pelos exemplos que dão vida
Obrigado pelos dons que recebi

Obrigado
Pela amizade e confiança
Pela saudade e a lembrança
De tudo aquilo que nos marcou

Obrigado
Pela presença que não passa
Pela esperança que abraça
E pelo amor que em nós ficou

 

Obrigado (obrigado)
Por essa voz que em mim habita (obrigado)
Por essa mão que necessita
De outra mão que saiba amar e ser feliz

Obrigado (obrigado)
Pela estrada percorrida (obrigado)
Pelos exemplos que dão vida
Obrigado pelos dons que recebi

 

 

Vasos de Barro

 

Nós não nos pregamos a nós, mas ao Senhor,
e apenas o fazemos por Seu Amor.
Das trevas, resplandece a Luz, disse Deus,
e foi Ele quem brilhou no coração dos Seus.

 

Trazemos, porém, este Tesouro em vasos de barro,
para que se possa ver vir de Deus esse poder.

 

Em tudo somos atribulados e perseguidos,
mas não desamparados e nunca vencidos.
No nosso corpo levamos, sem cessar,
a morte de Jesus, p’ra Sua Vida manifestar.

 

Trazemos, porém, este Tesouro em vasos de barro,
para que se possa ver vir de Deus esse poder.

 

Sabemos que Aquele que O ressuscitou
também ressuscitará aqueles para quem olhou.
E assim, jamais iremos perder a alegria.
Grande é o peso da Glória que nos espera um dia.

 

Trazemos, porém, este Tesouro em vasos de barro,
para que se possa ver vir de Deus esse poder.

 

 

Ninguém te ama como Eu

 

Quanto esperei este momento
Quanto esperei que estivesses aqui
Quanto esperei que Me falasses
Quanto esperei que viesses a Mim

 

Sei bem o que tens vivido
Sei bem porque tens chorado
Eu sei o que tens sofrido
Sempre estive a teu lado

 

Ninguém te ama como Eu
Ninguém te ama como Eu
Olha pra Cruz é a Minha maior prova


Ninguém te ama como Eu
Ninguém te ama como Eu
Ninguém te ama como Eu
Foi por ti só por ti porque te amo
Ninguém te ama como Eu

 

[Eu sei bem o que tu dizes
Mesmo que às vezes não Me fales
Eu sei bem o que tu sentes
Mesmo que não o partilhes Comigo.

 

A teu lado caminharei,
Junto a ti sempre estive;
Tenho sido o teu apoio,
Fui o teu melhor amigo.]

 

 

Perdoa Senhor

 

Perdoa, Senhor, o nosso dia,
a ausência de gestos corajosos,
a fraqueza dos actos consentidos,
a vida dos momentos mal amados.

 

Perdoa o espaço que Te não demos,
perdoa porque não nos libertámos,
perdoa as correntes que pusemos
em Ti, Senhor, porque não ousámos.

 

Contudo, faz-nos sentir,
perdoar é esquecer a antiga guerra.
E, partindo, recomeçar de novo,
como o sol, que sempre beija a terra.

 

 

Senhor, aqui nos tendes

 

Senhor, aqui nos tendes
juntos para Te amar.
Só Tu conheces e entendes
tudo o que temos p’ra dar:

 

Dor e pobreza, toda a alegria,
tanto sofrer e a paz,
que a vida oferece e cria,
que a vida leva e traz.

 

Ó Cristo, de braços cansados,
sem Ti, Senhor, que seria,
a tormenta dos pecados
e o medo da manhã fria.

 

Então, faz de nós, ó Deus,
Teu repouso e morada,
e o amor dos que são Teus
torne a terra abençoada.
Faz ó Deus…

 

 

Tomai, Senhor, e recebei

 

 Tomai Senhor, e recebei

Toda a minha liberdade, a minha memória
E o meu entendimento,
Toda a minha vontade,
E tudo o que eu possuo.
Vós me destes, a Vós o restituo.

 

Tudo é Vosso, disponde.
Pela Vossa vontade
Dai-me apenas, Senhor,
O Vosso amor e graça
Que isso me basta.

 

 

Vem Espírito

 

Eu quero amar, eu quero ser aquilo que Deus quer,
Sozinho eu não posso mais
Sozinho eu não posso mais viver.

Eu quero viver, eu quero fazer aquilo que Deus quer,
Sozinho eu não posso mais
Sozinho eu não posso mais viver.

Vem Espírito, vem Espírito
Sozinho eu não posso mais viver.

 

 

Semente Crescida

 

Ensinaste-me a pedir,
O pão de cada de dia;
Que apenas nos dá força,
Na Tua... Companhia!!



Semente crescida,
És o pão que nos dá vida,
da agua nos dás,
gota a gota,
a Tua paaaaz…



Abençoai Senhor
a nossa refeição,
que à volta desta mesa
haja sempre união



Abençoai Senhor
o pão de cada dia,
que à volta desta mesa
haja sempre alegria



A tua paaaz!

 

 

E para terminar, uma canção que ouvi pela primeira vez no Retiro do meu Crisma, mas que ainda não tinha tido oportunidade de a partilhar convosco.

 

Tu és a Água Viva

 

Manifesta a Tua santidade em mim
Toma-me de entre a minha dispersão,
Recolhe-me de onde me perdi
Enche-me de novo o coração.

 

Tu és a água viva,
Tu és a água pura,
Inunda-me, inunda-me
E tudo se transformará em mim. (bis)

 

Minha terra se abrirá de chuva
As minhas pedras não farão mal a ninguém
Mesmo tecerão caminho para todos;
Meu pasto abundante cura será;
Para todo o que coma de mim,
Eu serei a terra que emana leite e mel.

 

Tu és a água viva,
Tu és a água pura,
Inunda-me, inunda-me
E tudo se transformará em mim. (bis)

 

 

 † ALEGRA-TE, FOSTE ENCONTRADO! † 

 Missão País 2016 

 

2 comentários

Comentar post