Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem rapariga católica. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que este blog vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem rapariga católica. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que este blog vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

História da minha Consagração a Nossa Senhora

No próximo sábado, dia 13 de Maio, irei consagrar-me a Nossa Senhora pelo Método da Verdadeira Devoção ensinado por São Luís Maria de Montfort.

 

Esta decisão tem um longa história por detrás, que tentarei hoje contar-vos um pouco ...

Poucos meses depois de eu me ter (re)convertido à Igreja Católica (há quase 3 anos atrás), a minha paróquia recebeu um grupo de Irmãs de Évora (Vila Viçosa), as Irmãs Escravas do Divino Amor - Fraternidade da Arca de Maria (contacto aqui). Estas irmãs têm percorrido Portugal, de paróquia em paróquia, a auxiliarem na formação desta Consagração. Durante várias semanas, elas deram aulas de catequese acerca deste método de Consagração, aqui na nossa paróquia e, na altura, um grande grupo de pessoas consagrou-se, no dia 8 de Dezembro de 2014. Sim, decorei o dia. Porquê? 

Irmas_escrava_de_Maria.jpg

As Irmãs Escravas de Maria - foto da Fundação AIS

 

Porque aquela experiência foi muito marcante para mim. Naquela altura, eu era muito novinha nestas coisas da Igreja e, apesar de ter ido apenas a uma ou duas catequeses, lembro-me perfeitamente daquilo que nos foi dito e ensinado. Aquelas freiras foram as primeiras freiras que eu alguma vez conheci. E eram TODAS jovens freiras! E pareciam todas tão VERDADEIRAMENTE felizes! Nunca antes tinha tido contacto com alguém que tivesse um olhar tão sincero, uma voz tão pura, ou que tivesse uma forma de falar tão cheia de amor e devoção e alegria, numa mistura sem igual .... E nunca tinha ouvido alguém falar de Maria, como se fosse REALMENTE a sua melhor e mais íntima amiga ... oh, elas marcaram-me profundamente, sem dúvida nenhuma.

Além disso, e apesar de não ter participado, a cerimónia de consagração do nosso grupo paroquial foi um dos momentos mais bonitos que já vivi na Igreja Católica ... a beleza da cerimónia simplesmente deixou-me sem palavras.

 

Naquela altura, eu não estava pronta para me comprometer. Aliás, naquela altura eu ainda me debatia muito acerca do papel de Nossa Senhora (eu tinha vindo duma vivência protestante durante 2 anos, lembram-se?). Decididamente que não era a altura certa....

 

Mas, sai da cerimónia e fui imediatamente comprar o livro do Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem de São Luís Maria Grignion de Montfort. 

 

Desde esse dia, já tentei por duas vezes preparar-me e consagrar-me. Mas, por causa de variadíssimas voltas e reviravoltas e umas quantas cambalhotas, não me foi possível. Apesar disso, parecia que a ideia de me consagrar crescia e crescia dentro de mim a cada dia. Lá eu voltava a pegar no livro, a ler e a meditar, e essa vontade, esse desejo crescia e crescia ... 

 

No início deste ano, após muitas horas de oração, decidi que ia mesmo consagrar-me.

E, pouco tempo depois, descobri a campanha "Doe Seus Méritos", que está a ser organizada no Brasil pelo Pe Rodrigo Maria, em honra do Ano Mariano que a Igreja Católica celebra este ano (por causa do Centenário das Aparições de Fátima). Podem pesquisar mais acerca desta campanha no google, no facebook ou no youtube. Há muita informação disponível e são inúmeros os voluntários, na maioria jovens, que se têm associado a esta campanha. 

O principal objectivo desta campanha é a difusão da Total Consagração à SS. Virgem segundo o método de São Luís Maria de Montfort (que falarei um pouco melhor num post seguinte). Através desta campanha, fui parar a 2 vídeos extraordinariamente inspiradores e esclarecedores, da Ana Paula Barros do blog Salus in Caritate (de quem já vos tinha falado antes)

 

 

 

Ficou decidido - consagrar-me-ia a 13 de Maio de 2017. 

 

P.s: Quão adequado é que eu tenha terminado este post a tempo do Dia da Mãe? 

3 comentários

Comentar post