Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem rapariga católica. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que este blog vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem rapariga católica. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que este blog vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Origens dos símbolos do Advento

Conhecem as origens dos principais objectos que hoje associamos ao Advento e ao Natal?

Por exemplo, sabem a origem da árvore de natal? Do presépio? Ou da coroa do Advento?

Pois, eu também não sabia!

 

Na passada segunda-feira, a minha paróquia organizou uma catequese especial, onde o senhor padre e os catequistas se reuniram para nos explicar a origem, o significado e simbolismo dos principais objectos e pessoas que associamos hoje ao Advento e ao Natal. 

 

Curiosa como sou, decidi pesquisar mais em casa. Encontrei então estes pequenos vídeos das Edições Salesianas no Youtube (são segmentos do DVD "Advento, tempo de esperança", à venda no site da Editora), que gostava de partilhar convosco. Apreciem-nos bem!

 

Tirei também alguns apontamentos durante a catequese, que complementam a informação dos vídeos.

 

Origem da Árvore de Natal

- Forma triangular da árvore: representa a Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo)

- Pinheiros ou ciprestes: árvores originalmente usadas, associadas à vida e ao respeito

Por serem árvores de folha persistente, representam também a força, a coragem, e a vitória do bem sobre o mal, ou seja, de Jesus Cristo sobre a morte e o pecado.

Curiosidade: historicamente sempre se plantou pinheiros ou ciprestes nos cemitérios, representando o nosso respeito pelos defundos; podiam também simbolizar a nossa crença na vida eterna junto de Deus

 

Origem do Presépio

- Portugal é um dos países com tradição mais antiga de construção de presépios

- Figuras que devem ser sempre representadas no presépio:

  • Menino Jesus (na manjedoura) - o Filho de Deus mas igualmente Irmão de todos os homens; apesar disso, veio à Terra na maior humildade e simplicidade
  • Virgem Maria (à esquerda) - a esposa, a mãe, a companheira fiel; pureza e dignidade; cumprir-se a vontade de Deus; a mulher que educa, ora, medita em seu coração os mistérios da maternidade; doação e dedicação
  • São José (à direita) - o esposo, o companheiro; o pai, o homem que ama, trabalha, é responsável; o homem que respeita, que sustenta, que orienta; o homem de oração
  • Vaca - simboliza a abundância; representa também a bondade e a força pacífica
  • Burro - representa a nossa incredibilidade na vinda do Messias; simboliza também a humildade e a simplicidade com que devemos acolher Deus e Jesus na nossa vida e no nosso coração 
  • Os 3 reis magos:
    • Belchior/Melchior (significa "meu Rei é luz") - era caucasiano, proveniente da Europa; ofereceu o ouro, representando a realeza de Jesus
    • Baltasar (significa "Deus manifesta o Rei") - era negro, proveniente de África; ofereceu a mirra, símbolo da paixão e do sacrifício de Cristo pela humanidade, representa também a fé e a imortalidade
    • Gaspar (significa "aquele que vai inspeccionar) - era asiático, proveniente de África, ofereceu o incenso, representando a divindade de Jesus
  • Pastores e ovelhas:
    • Pastores - representam o povo judeu; que deveria sempre glorificar e honrar o Filho de Deus
    • Ovelhas - representam o povo de Deus, guiado pelo Seu Filho Jesus; 
  • Estrela-guia - representa a acção do Espírito Santo; luz, iluminação
  • Anjos - mensageiros de Deus; representa a comunicação da Boa Nova

 

Origem da Coroa do Advento

- Coroa circular - símbolo da eternidade, da unidade, do tempo que não tem início nem fim; de Cristo, Senhor do tempo e da história

- Verduras - inicialmente eram ramos de pinheiro ou cipreste (com o mesmo simbolismo que escrevi acima); sinal de persistência, de esperança e de vida, de imortalidade, de vitória sobre a morte

- Fita vermelha - símbolo do sangue e do amor de Jesus Cristo pela humanidade; símbolo da Sua vitória sobre a morte através da Sua entrega por amor

- 4 velas em circulo - indicam as 4 semanas do Tempo do Advento; as 4 fases da História da Salvação preparando a vinda do Salvador; a Cruz de Cristo, o Sol da salvação, que ilumina o mundo envolto em trevas;

O acto de acender gradualmente as velas significa a progressiva aproximação do Nascimento de Jesus e a progressiva vitória da luz sobre as trevas.

Existem diferentes tradições sobre os significados das velas. Podem simbolizar:

  • a primeira vela do profeta;
  • a segunda vela de Belém;
  • a terceira vela dos pastores;
  • a quarta vela dos anjos.

Outra tradição vê nas 4 velas as grandes fases da História da Salvação até à chegada de Cristo. 

  • a primeira é a vela do perdão concedido a Adão e Eva, que de mortais se tornarão seres viventes em Deus;
  • a segunda é a vela da fé dos patriarcas que crêem na promessa da Terra Prometida;
  • a terceira é a vela da alegria de David pela sua descendência;
  • a quarta é a vela do ensinamento dos profetas que anunciam a justiça e a paz.

Por fim, podemos ver nas 4 velas as visitas de Deus na história, preparando a Vinda definitiva no seu Filho Encarnado, nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo:

  • o tempo da criação: de Adão e Eva até Noé;
  • o tempo dos patriarcas;
  • o tempo dos reis;
  • o tempo dos profetas.

 

Termino com duas citações de São Francisco, que nos relembram o significado do Natal:

"Todos os homens nascem iguais, pela sua origem, pelos seus direitos naturais e divinos e pelo seu objectivo final"

"No presépio honra-se a simplicidade, exalta-se a pobreza, elogia-se a humildade!"

 

4 comentários

Comentar post