Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa. Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia e do amor incondicional ao próximo. Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

São José, o carpinteiro

Já vos contei acerca de algumas das descobertas que fiz ao longo do meu plano de leitura bíblico, como a alegria de Jesus e o aspecto dos Anjos. Hoje, gostava de vos contar mais uma descoberta, desta vez sobre São José.

 

Qual é a primeira imagem que se forma na vossa mente quando pensam em São José?

 

Provavelmente, pensarão, como eu, num homem de meia-idade, magro, com cabelos brancos e barba comprida, a olhar terna e carinhosamente para o Menino Jesus no seu colo e com um bonito lírio numa das mãos, como símbolo da sua pureza  … 

 

S.Jose velhinho.jpgS.Jose velhinho 2.jpg

Imagem de S.José - retirada daqui.                                                                                     Imagem de São José - retirada daqui

 

Bem, pelo menos, era essa a imagem que eu tinha de São José …. E vocês?

 

 

Um dia, quando estava a ler o Evangelho segundo São Mateus, deparo-me, no capítulo 13, versículo 54-55, com uma pergunta que me pôs a pensar:

 

“Tendo [Jesus] chegado à Sua terra, ensinava os habitantes na sinagoga, de modo que todos ficavam admirados e diziam: «De onde Lhe vem esta sabedoria e o poder de fazer milagres?

Não é Ele o filho do carpinteiro?”

 

Umas páginas à frente, no Evangelho de São Marcos, no capítulo 6, esta história é-nos novamente contada, quase palavra por palavra ….

 

“Não é Ele o filho do carpinteiro?” 

 

Eu tinha lido anteriormente que o povo Judeu tinha por tradição que, quando os rapazes chegavam aos 12 anos de idade, começavam a aprender o ofício dos pais [1]. Sem dúvida que na casa de Jesus, modelo de cumprimento das Sagradas Escrituras, não terá sido diferente! Assim, ensinado por São José, Jesus também terá aprendido o ofício da carpintaria e esse terá sido o Seu principal modo de subsistência durante a maior parte da Sua vida.

 

Mas o que é que os carpinteiros faziam exactamente naquela altura?

 

Lá fui eu, novamente, pesquisar nesse mar imensurável de informações a que chamamos internet. Querem saber o que descobri? 

 

  • Primeiro, descobri que a palavra original nesses textos, em grego, “tekton”, teria sido melhor traduzida como artesão, em vez de carpinteiro, para englobar todo o seu significado. “Tekton” aparentemente indica um artífice que trabalha com madeira, mas também com pedra, ferro e cobre. [2]

 

  • Em segundo lugar, descobri (sem me admirar) que a profissão de carpinteiro (ou artesão, como preferirem) conferia à família uma posição social muito baixa na cultura Judaica e que os seus rendimentos seriam bastante pequenos e humildes. [2]

 

  • Depois, descobri que os principais objectos fabricados pelos carpinteiros naquela altura eram arados e jugos (ou juntas) de madeira (ouvem tocar algum sininho?), uma vez que grande parte dos hebreus eram agricultores e havia assim uma grande necessidade de juntas de bois e de arados para trabalharem nos campos. [1, 2]

 

jugo.jpg

Jugo de bois - imagem retirada daqui.

 

arado de madeira.jpeg

Arado de madeira - imagem retirada daqui.

 

Os carpinteiros também construíam objectos pequenos, como chaves e cadeados de madeira, e peças maiores, como portas e janelas, telhados, mesas, cadeiras e bancos, baús e outros móveis de arrumação. Além disso, eram frequentemente chamados para reparar objectos que se partiam ou que precisavam de novas peças. [1,2]

 

Que árvores eram usadas para fornecer a madeira? Principalmente ciprestes, carvalhos, freixos, sândalo e oliveiras ... ah, e claro, os cedros! A bíblia refere com frequência os famosos cedros do Líbano ... [1]

 

“Os justos florescerão como a palmeira

e crescerão como os cedros do Líbano.

Plantados na casa do Senhor,

florescerão nos átrios do nosso Deus.

 

Até na velhice continuarão a dar frutos

e hão-de manter sempre a seiva e o frescor,

para proclamar que o Senhor é justo.”

Salmo 92:13-16

 

cedro-do-libano.jpg

Cedro do Líbano - Imagem retirada daqui.

 

Quase todas estas árvores, como sabem, são árvores de grande porte. Os cedros, por exemplo, podem alcançar os 40 metros de altura …

E sabem quem eram os homens capazes de deitar abaixo estas grandes e pesadas árvores, cortá-las e transportá-las até à cidade? Sim, exactamente, os carpinteiros!  

 

Ora, que tem esta conversa toda a ver com a imagem do velhinho São José??

 

Durante muitos séculos, foi defendida a ideia que São José teria cerca de 80 anos quando casou com a Virgem Maria. Porquê? Porque assim, com um marido idoso, seria mais fácil defender a Virgindade Perpétua de Maria. [3]

Actualmente, a maior parte dos investigadores-historiadores que se dedicam ao estudo das Sagradas Escrituras, da cultura judaica e dos acontecimentos históricos no tempo de Jesus, concordam entre si que, tal como a grande maioria das raparigas naquela altura, a Virgem Maria teria provavelmente cerca de 14 a 15 anos quando se casou com São José e foi mãe de Jesus. [3]

 

.... Agora, conseguem imaginar uma rapariga de 15 anos a casar livre e deliberadamente com um homem de 80 anos? Acham mesmo que Deus teria inspirado uma história de amor entre duas pessoas com idades tão díspares, para serem os pais terrenos do Seu Único Filho?

 

Eu pessoalmente não consigo imaginar que Deus tenha escolhido um velhote de 80 anos para defender e proteger a Sagrada Família … Não consigo imaginar que Deus tenha escolhido um homem já velho para percorrer todos aqueles quilómetros, que separam Nazaré de Belém, apenas para se apresentar e registar no censo do Imperador romano. Nem consigo imaginar como um idoso poderia fugir da ira do rei Herodes, às pressas e no meio da noite, desde Belém até ao Egipto! Nem como um homem assim poderia trabalhar como carpinteiro, carregando pesados troncos de árvores, serrando e partindo a madeira, construindo telhados e móveis, a fim de sustentar a sua esposa e o seu filho …

 

Na verdade, actualmente, os investigadores-historiadores já conseguiram comprovar que, naquela altura da História, a maioria dos homens judeus se casavam por volta dos 16 a 20 anos de idade, e que essa terá sido provavelmente a idade de São José quando se casou com Nossa Senhora. [3]

 

O falecido Arcebispo Fulton J. Sheen (que eu admiro particularmente, lembram-se dele?), já tinha escrito no seu livro “O Primeiro Amor do Mundo” (The World’s First Love, Ignatius Press) em 1952, que:

 

“S. José foi, provavelmente, um homem jovem, forte, viril, atlético, bonito, casto e disciplinado, o tipo de homem que se vê a trabalhar numa oficina de carpintaria. Em vez de ser um homem incapaz de amar, ele deve ter ardido interiormente com amor ... Naqueles dias, jovens raparigas como Maria, já faziam votos de dedicação e de amor perpétuo a Deus, tal como alguns jovens rapazes, entre os quais José, que se tornou digno de ser chamado de “o justo”. Em vez de ser como um fruto seco para ser servido sobre a mesa do Rei, ele terá sido como uma árvore florida de promessas e de força. Ele não estaria no entardecer da sua vida, mas sim na sua manhã, borbulhando de energia, força e controlada paixão.”

 

St.-Joseph-the-Giver.jpg

São José, o Dador - pintura de Kimberly Cook (imagem retirada daqui)

saint_joseph.jpg

Imagem retirada daqui

 

st joseph.jpg

S. José a ensinar Jesus a arte da carpintaria - imagem retirada daqui.

 

Para mim, esta imagem de São José, como um jovem alegre, fisicamente em forma, com a força e coragem e o ânimo necessário para aguentar todas aquelas provas de resiliência … mas, simultaneamente capaz de ser fiel e casto, protector e guarda, um homem de oração e de serviço, humilde e obediente aos desígnios do Senhor …. Esta imagem de São José tem, certamente, infinitamente mais mérito e ofereceria uma glória muitíssima maior a Deus.

 

São José - o maior exemplo terreno de masculinidade e de paternidade. 

Rogai por nós.

 

 

 

Bibliografia:

[1] Artigo sobre a História da Carpintaria: http://www.wagnermeters.com/wood-moisture-meter/woodworking-history/

[2] Página com links para vários artigos sobre carpintaria na Bíblia: http://www.bible-history.com/links.php?cat=39&sub=418&cat_name=Manners+%26+Customs&subcat_name=Carpenters

[3] Artigo do sr. Fr Michael D. Griffin, no site do canal americano EWTN, sobre a vida de São José e do seu importantíssimo papel na Salvação da Humanidade (que recomendo vivamente a ler!): https://www.ewtn.com/library/MARY/THEOINTR.HTM

Os Anjos

Continuando no espírito do post anterior, gostava de falar convosco acerca de alguns dos resultados e conclusões a que cheguei ao longo do meu plano bíblico.

No seu decorrer fiz uma série de descobertas que foram, para mim, verdadeiramente surpreendentes: por um lado, descobri que algumas das minhas ideias pré-concebidas acerca dum dado assunto estavam erradas ou, pelo menos, bastante longe da verdade; por outro lado, descobri várias coisas novas que não conhecia e nem fazia a mínima ideia.

 

Uma dessas descobertas foi a alegria e o sorriso de Jesus – de que já falei num post anterior.

 baby angel.jpg

 

Outro assunto que me cativou e deslumbrou bastante foram os Anjos. Não sei se convosco acontecerá o mesmo, mas a ideia e a imagem-chave que eu tinha dos Anjos era bastante parecida com esta.

Para mim, os Anjos eram parecidos com as crianças pequenas, branquinhos, pequeninos e gordinhos, com caracóis loiros e olhos claros, com umas asinhas pequeninas e sempre acompanhados de flores e música “angelical” e panos ondulantes à sua volta  ... (suspiro).

 

Imagem encontrada no Pinterest

 

Ou, achava eu, pelo menos os Anjos da Guarda deviam ser assim, como nesta segunda imagem: anjos femininos de aspecto muito doce e suave, novamente branquinhos e com os seus longos e bonitos caracóis, a acompanhar serenamente o seu respectivo ser humano, sempre a protegê-lo para não tropeçar e para não se meter em asneiras ….

 

Guardian angel sweet

 Imagem retirada daqui.

 

Início do meu plano bílbico. Génesis capítulo 3, versículo 24, final do relato da Queda de Adão e Eva do Paraíso: “[Deus] expulsou o homem e colocou diante do jardim do Éden os querubins e a espada flamejante, para guardar o caminho da árvore da vida.

Oh, querubins, que palavra tãoo querida  claro que são pequenas criaturinhas branquinhas, gordinhas e loirinhas….

 

Génesis, início do capítulo 18: aparecem 3 Anjos à frente da tenda de Abraão e Abraão … prostra-se diante deles? E chama-lhes Senhor??? …. isto não faz sentido … bem, pelo menos, devem ter mesmo uma aparência humana …

 

Ora, deviam ter visto a minha cara quando, mais à frente, no capítulo 19 leio que 2 desses Anjos vão a Sodoma, falar com Lot, sobrinho de Abraão, e lhe dizem: “Faz sair deste lugar os teus filhos e filhas, e todos os teus parentes que estão nesta cidade, porque nós vamos destruir este lugar, pois é grande o clamor que se ergueu contra eles diante de Yahweh. E Yahweh enviou-nos para os exterminar.”(Gn 19:12-13) e depois, mais à frente, que foram destruídas todas as cidades e toda a planície, com todos os seus habitantes ….

 

Ahn??? 

Os anjinhos loirinhos e gordinhos … destroem cidades?? exterminam pessoas?? Ahn?????

 

Na verdade, vim a descobrir mais tarde, em quase todas as passagens bíblicas em que surgem Anjos, uma das primeiras coisas que eles dizem é: “Não tenhas medo”…. Mas então os anjos metem medo??

 

Contrariamente à imagem que eu tinha na minha mente, quer ao longo do Antigo como no Novo Testamento, os Anjos surgem como personagens guerreiras e poderosas, cujo aspecto assusta os seres humanos a quem se dirigem – inclusivamente Nossa Senhora, na Anunciação –, sendo enviados pelo Senhor quando é necessário realizar uma missão “corpulenta” e robusta, como proteger alguém (livro de Tobias), destruir uma cidade (como ocorreu em Sodoma e Gomorra), ou então transmitir uma notícia de elevada importância, como a anunciação da concepção de Isaac, João Baptista e Jesus.    

 

Agora, talvez concordem comigo que esta imagem estará mais de acordo com as descrições dos Anjos que nos são dadas na Bíblia:

Guardian angel strong

Imagem retirada daqui.

 

Agora sim, consigo imaginar um ser como este a dizer a Lot: Fujam enquanto podem, porque o Senhor mandou-me destruir esta cidade e todos os seus habitantes …

 

Mas esta é apenas a minha opinião ... o que é que a Igreja Católica, com os seus mais de 2.000 anos de experiência e sabedoria, sabe sobre os Anjos?

Fui procurar a resposta no melhor livro que conheço, o Catecismo da Igreja Católica (CIC)!

 

catecismo.jpg

  • Os Anjos existem?

A existência dos seres espirituais, não corporais, a que a Sagrada Escritura habitualmente chama de Anjos, é uma verdade da fé. [CIC 328]

 

  • Quem são os Anjos?

Santo Agostinho diz a respeito deles: «Anjo é o nome do ofício, não da natureza. Desejas saber o nome da natureza? Espírito. Desejas saber o ofício? Anjo (anjo = mensageiro em latim)». Com todo o seu ser, os Anjos são servos e mensageiros de Deus. Pelo facto de contemplarem «continuamente o rosto do meu Pai que está nos Céus» (Mt 18:10), eles são «os poderosos executores das Suas ordens, sempre atentos à Sua palavra» (Sl 103:20). [CIC 329]

 Imagem retirada daqui.

 

  • Como é sua forma e o que conseguem fazer?

Enquanto criaturas puramente espirituais, são dotados de inteligência e vontade: são criaturas pessoas e imortais (Lc 20:36). [CIC 330]

 

  • Quando foram criados os Anjos?

Ei-los, desde a Criação (Job 38:7) e ao longo de toda a história da salvação, anunciando de longe ou de perto esta mesma salvação, postos ao serviço do plano divino. [CIC 332]

 

  • Que serviços prestaram os Anjos ao longo dos acontecimentos relatados na Bíblia?

Alguns exemplos de actividades prestadas pelos Anjos: fecharam o paraíso terrestre (Gn 3:24); protegeram Lot e a sua família (Gn 19); salvaram Agar e o seu filho (Gn 21:17); detiveram a mão de Abraão sobre Isaac (Gn 22:11); pelo seu Ministério foi comunicada a Lei (Act 7:53); são eles que conduziram o povo de Deus (Ex 23:20-23); anunciaram nascimentos (Jz 13); anunciaram vocações (Jz 6:11-24 e Is 6:6); assistiram os profetas (1 Rs 19:5). [CIC 332]

Mas o serviço mais marcante foi realizado pelo anjo Gabriel, que anuncia o nascimento do Precursor e o do próprio Jesus (Lc 1:11-26). [CIC 332]

 

Guardian Angel strong 2

 Imagem retirada daqui.

 

  • Quais as acções desempenhadas pelos Anjos ao longo da vida terrestre de Jesus?

Da Encarnação à Ascensão, a vida do Verbo Encarnado é rodeada da adoração e serviço dos anjos. Quando Deus «introduziu no mundo o Seu Primogénito, disse: Adorem-n'O todos os anjos de Deus» (Heb 1:6).

Eles protegem a infância de Jesus (Mt 1:20 e 2:13 e 2:19), servem-n'O no deserto (Mc 1:13 e Mt 4:11) e confortam-n'O na agonia (Lc 22:43). São ainda os Anjos que «evangelizam» (Lc 2:10), anunciando a Boa-Nova da Encarnação (Lc 2:8-14) e da Ressurreição de Cristo (Mc 16:5-7). E estarão presentes aquando da segunda vinda de Cristo, que anunciam (Act 1:10-11), ao serviço do Seu juízo (Mt 13:41 e Mt 24:31 e Lc 12:8-9).  [CIC 332]

 

  • Os Anjos actuam também nas nossas vidas?

Desde o seu começo (Mt 18:10) até à morte (Lc 16:22), a vida humana é acompanhada pela sua assistência e intercessão (Sl 34:8 e Sl 91:10-13, Job 33:23-24, Zc 1:12, Tb 12:12).  [CIC 336]

 

  • Então existem Anjos da Guarda?

«Cada fiel tem a seu lado um anjo como protector e pastor para o guiar na sua vida» (São Basílio Magno).  [CIC 336]

 

Transcrição do meu Catecismo da Igreja Católica, Gráfica de Coimbra, 2ªedição, 1999.

 

Bem, eu conto nada mais nada menos que 35 passagens bíblicas diferentes a referirem-se aos Anjos, e apenas nestes exemplos que nos são dados pelo Catecismo ... Parece-me que o Catecismo explica-nos muito bem tudo acerca dos Anjos. Ainda ficaram com perguntas ou dúvidas??  (Eu na altura ainda fiquei )

 

Pode ser que complementando com mais umas respostas provenientes da "Suma Teológica de São Tomás de Aquino em forma de Catecismo" (um dos meus livros favoritos de sempre, acerca do qual já falei aqui num post, podendo ser adquirido na Alexandria Católica) fiquem completamente esclarecidos :)

 

são tomas aquino.jpg

 Imagem retirada daqui.

  • Que coisa é um espírito?

É uma substância completa, que não está unida à matéria, nem tem relação com ela.

 

  • São muito numerosos os espíritos?

Sim Senhor; numerosíssimos

 

  • Excede o seu número ao de todas as demais naturezas criadas?

Sim, Senhor.

 

  • Para quê tantos?

Porque era conveniente que, na obra de Deus, o perfeito sobrepujasse ao imperfeito.

 

  • Qual é o nome comum a todos os espíritos puros?

É o de Anjos.

 

  • Podem os anjos unir-se substancialmente a um corpo, assim como as almas humanas?

Não, Senhor; e se bem que em algumas ocasiões tenham aparecido em forma humana, não tinham de homens, mais que a aparência exterior.

angel knight.jpg

 

  • Onde moram habitualmente os Anjos?

No Céu.

 

  • Podem transladar-se de um lugar para outro?

Sim, Senhor.

 

  • Em que consiste a vida íntima dos Anjos?

Suposto que são espíritos puros, consiste em conhecer e amar.

 

  • Os Anjos sabem o que acontece no mundo?

Sim, Senhor; porque o vêem nas suas espécies naturais, à medida que vai sucedendo.

 

  • Conhecem os pensamentos e os segredos dos corações?

Não, Senhor. 

 

  • Sabem o futuro?

Sem revelação especial - não, Senhor.

Imagem retirada daqui.

  • Que coisas amam os anjos necessariamente?

A Deus sobre todas as coisas, a si mesmos e às criaturas (ou seja, homens). 

 

Suma Teológica de São Tomás de Aquino em forma de Catecismo - escrita originalmente entre o ano de 1265 e 1273 por São Tomás de Aquino, e compilada na forma de Catecismo em 1942 por R. P. Tomás Pègues, transcrição das págs.19 a 21.

 

 

Então, qual é a vossa opinião acerca deste assunto? O que já conheciam previamente acerca dos Anjos?

 

Penso escrever mais uns quantos posts acerca de outras "descobertas" que fiz aquando da leitura do meu plano bíblico e que gostava de partilhar convosco. Mas antes gostava de saber o vosso feedback 

Acerca do meu plano de leitura bíblica

Ainda se lembram do meu Plano de Leitura Bíblica? (falei dele aqui e depois aqui
Penso que nunca cheguei a anunciar aqui no blog, mas terminei-o, não num ano como inicialmente queria, mas ao fim de um ano e meio. Ou seja, comecei-o em Setembro de 2014 e terminei-o em Fevereiro de 2016.

 

Eu tinha grandes esperanças para este "meu plano" - achava que ía perceber logo tudo, que me ía lembrar das histórias todas e que ía terminá-lo mais cedo do que a data que me tinha proposto.

Mas, na verdade, demorei a ler mais 6 meses do que tinha previsto; não percebi nem um terço do que li; e já não me lembro da maior parte das histórias .... 

 

Biblia e Terço.jpg

 

Não escrevo isto para vos desanimar. Se me perguntassem se eu penso que se deve ler a Bíblia toda, eu responderia - Claro que sim! Aquele pedacinho de leitura diária fazia-me sempre tão bem ... respondia sempre a alguma pergunta que eu tivesse, ajudava quase sempre a enfrentar alguma situação difícil do meu dia, e era verdadeiramente alimento para a minha pobre alma.... 

 

O problema - penso eu - é que eu era (e ainda sou) muito nova na Fé Católica. Neste mês de Maio, celebrei 2 anos de (re)conversão à Igreja Católica. Ás vezes, parece que já se passou mais de 20 anos, porque foram tantas as mudanças na minha vida que, por momentos, já nem sei bem como era a minha vida anterior. Mas, noutras vezes, parece que foi ontem e sinto-me uma autêntica criancinha, que sabe muito pouco ... muito pouco mesmo.

 

Desde Fevereiro que comecei a ler diariamente as leituras da missa do dia -  e o encadeamento entre as leituras do AT e do NT ajudou-me logo bastante a ligar as ideias, a criar pontes entre os temas, a compreender muitíssimo melhor o que aconteceu no passado e o que Jesus veio explicar/clarificar ou transformar. Esta é uma prática que aconselho vivamente a qualquer pessoa, em qualquer estadio de Fé em que estiver, a fazer todos os dias! Ler as leituras da missa do dia (quando não é possível ir à Eucaristia) nunca é tempo mal gasto - os frutos são tão abundantes, o coração enche-se de amor e misericórdia e até paciência! Oh, servimos um Deus tão bom ... 

 

Aprender ensinando

Há algumas semanas atrás, comecei a escrever um post acerca do Retiro das Famílias de Caná, que se realizou no dia 26 de Setembro. Tanto a Teresa (aqui, aqui e ainda aquicomo a Olivia já nos falaram das suas experiências. Hoje, e apesar de bastante atrasada, partilho convosco um pouco da minha :)

 

Custa acreditar que o Retiro das Famílias de Caná foi já há vários dias atrás ... para mim, parece que foi ontem!

Oh, tantas memórias, tão vivas, tão fortes! Tantos momentos simples mas sublimes! Tantas descobertas, tantas surpresas! 

Oh, se ao menos vos pudesse levar na tremenda viagem que foi o dia do Retiro! 

 

A preparação do retiro foi, desde logo, uma aventura em si mesma! Fiquei com o grupo entre os 8 e os 12 anos - e a primeira pergunta que fiz foi: são ainda crianças ou já quase adolescentes? Nesta idade, o que é que eles gostam de fazer??

Começo a pesquisar na internet .... Hmm, nada de jeito! Ou encontro actividades para crianças pequenas, ou actividades para adultos.... Pesquiso, pesquiso, pesquiso e não encontro nada! E agora?

 

A resposta chegou onde menos esperava - uma amiga da faculdade, chefe de escuteiros, com alguma experiência nesta faixa etária! E do nada, no fim duma simples troca de palavra, eis que ela me dá uma grande ideia! Um teatro de sombras!

Alguém sabe o que é? Não? Ora, espreitem aqui!

 

E lá começamos a preparação para esta actividade, eu e a mãe:

Teatro de Sombras 1

 - Encontrar imagens na internet - uma trabalheira!

- Imprimir e recortar as imagens

- Colar em cartolina - aproveita-se para reciclar as caixas dos cereais!

Teatro de Sombras 2

 - A gravidade faz o seu trabalho durante a noite - auxiliada por um manual de Obstetrícia, a caixa dum furador pesadissimo e do meu Missal - ha ha! Deus presente em todas as pequenas coisas ....

Teatro de Sombras 3

 - Recortar novamente as figuras (agora já coladas em cartolina)

- Colar um espeto/palito gigante na parte de trás com fita cola super

 

 

O resultado final dos fantoches:

Teatro de Sombras 4

Personagens (da esquerda para a direita): o Povo, Homem 1 e Homem 2

Teatro de Sombras 5Personagens (da esquerda para a direita): Homem 2, Ester sem coroa, Ester-Rainha com coroa, Rainha Vasti

Teatro de Sombras 6

Personagens (da esquerda para a direita): Haman e Mardoqueu a cavalo, Mardoqueu, Haman

Teatro de Sombras 7

 Personagens (da esquerda para a direita): Mardoqueu, Haman, Rei Assuero

 

 

Se alguém estiver interessado nas imagens que escolhi para o teatro, podem fazer o download aqui ou então aqui

Não fui eu que desenhei as imagens, logo elas não são minhas, mas adaptei-as um pouco para se verem melhor....

 

Contudo, se lerem a história da Ester, o tema escolhido para as crianças no retiro, vão reparar que a forma como está escrita não é a ideal para se fazer um teatro .... E agora?

Oh bem, vamos lá fazer isto bem feito... E acabo por re-escrever todo o texto do Livro da Ester, com falas para cada personagem, e com o mínimo da personagem "narrador" possível ....

Querem ler o resultado? Sim? Podem espreitá-lo aqui ou então aqui

 

Retiro 2.jpeg

Foto retirada do blog da Teresa

Os meninos adoraram o teatro e os fantoches, e divertiram-me bastante a fazer vozes diferentes para cada personagem! Que grande animação durante todo o dia! 

 

Depois também eles puderam criar uma nova lei caso fossem o rei ou a rainha dum reino.... Que leis acham que eles escolheram?

Não sei se ficarão supreendidos, mas a maior parte deles decidiria que as riquezas teriam de ser divididas por todas as pessoas do reino! Outros, decretariam um maior apoio aos doentes e às crianças sem pais. E todos desejavam ajudar quem mais precisasse... Isto demonstra muito o que vai no coração das nossas crianças!.... 

 

Retiro 1.jpeg

 Foto retirada do blog da Olivia

Por fim, tentámos fazer uma pequena aula de catequese acerca de tudo o que tinhamos feito e aprendido ao longo do dia. As crianças conseguiram responder a todas as perguntas e souberam reconhecer todos os pontos fundamentais que nós lhes tentámos transmitir naquele dia. Oh, que dia maravilhoso!

(O jogo da teia, que aparece no fim desse documento, foi o jogo que usámos no início para nos conhecermos. Uma excelente ideia da Olivia!! )

 

Sem dúvida, que nós aprendemos muito mais quando tentamos ensinar algo!

Acreditem, eu aprendi imenso com as crianças do nosso grupo!!

 

Além disso, fui imensamente abençoada por poder partilhar esta aventura do retiro com um casal extraordinário - a Irene e o Ricardo!! Que prazer senti ao trabalhar ao vosso lado! Obrigado a ambos :)

 

O meu obrigado também a todas as pessoas que dedicaram um pouco de si no retiro - em especial à Mimi, à Olivia, à Carmina e à Elsa! E claro, à maravilhosa família Power! Aprendi imenso com o exemplo de cada um de vocês! Obrigado por me deixarem fazer parte duma iniciativa tão especial! :) 

 

 

O meu significado da palavra Férias

Espírito Santo.jpg

As minhas férias estão prestes a terminar. Comecei-as no início de Julho, prolongaram-se pelo mês de Agosto, e agora terminam, no início de Setembro. Estas foram, sem dúvida, as férias mais preenchidas que alguma vez tive! E foram fantásticas!! :)

 

Vou contar-vos nos próximos posts um pouco acerca das diversas coisas que fiz nas minhas férias. Vamos então começar pela mais importante - a preparação para a minha Confirmação!

 

Ora bem, a palavra férias significa coisas diferentes para diferentes pessoas!

Para uns, férias significa uma viagem de fim-de-semana, para outros tem de durar uma semana, e ainda para outros significa, no mínimo, duas semanas, ou mais de preferência!

Férias pode significar, para algumas pessoas, viajar e partir à aventura, para uma nova cidade ou destino turistico. Para outras significa obrigatoriamente praia e sol. Para outras, é o regresso muito aguardado à terra ou ao país natal. Para outras ainda, pode significar visitar a família que mora longe, reencontrar velhos amigos e voltar a ter tempo para hobbies muito amados...

 

Para mim, férias significa várias horas diárias de silêncio e isolamento humano! Para mim, significa passar várias horas a ler, a meditar, a reflectir, a escrever, e a adquirir novos conhecimentos profundos, sozinha, sem ninguém por perto e sem interrupções!

Férias, para mim, tem cada vez mais significado estar, simplesmente estar, com o Senhor. Pouco comum, eu sei!

 

Como filha única e tendo sempre vivido numa rua sem outras crianças, habituei-me desde cedo a ficar várias horas sozinha, principalmente no Verão. E isso não é algo necessariamente mau, como podem pensar de início! Aliás, às vezes penso que a origem de um dos problemas da sociedade actual é as pessoas não saberem estar sozinhas....

Holy Spirit.jpg

Para mim, é essencial estar por vezes sozinha. Só consigo estar verdadeiramente com os outros, como me é exigido no meu dia-a-dia, se me for permitido passar algumas horas apenas na presença de Deus. Na verdade, só consigo compreender, ajudar e amar os outros, como meus irmãos que são, se puder ser às vezes amada e acarinhada no colo do meu Pai, só Ele e eu!

 

Assim, parte das minhas férias foram isso mesmo - apenas estar na presença de Deus, a fim de me preparar para o meu Crisma, que já tem dia marcado!! Na graça de Deus, confirmarei de forma definitiva a minha fé e continuarei eu mesma a promessa iniciada pelos meus padrinhos no dia do meu baptismo, no dia 18 de Outubro, no 29º Domingo do Tempo Comum, às 18h! Já agora, realço também que no dia 18 de Outubro celebra-se a memória de São Lucas, um discípulo dos Apóstolos, que escreveu os Actos dos Apóstolos e que era médico! O nosso Bom Deus é sem dúvida um Deus dos pormenores! É impressionante o carinho e a atenção que Ele dedica a cada um dos Seus filhos!!

 

Fruits of the Holy Spirit.jpg

  • Portanto, nestas férias estudei bastante acerca do Sacramento da Confirmação, através da leitura de várias homilias e textos dos Santos Padres (que podem aceder nesta pasta, se quiserem).
  • Também li, quase na totalidade, o Catecismo da Igreja Católica, assim como Suma Teológica de São Tomás de Aquino na forma de Catecismo (que está clara e esplendidamente escrito, na minha opinião). 
  • Consegui dar um grande avanço no meu plano bíblico - há muitooo atrasado - mas ainda assim ainda não cheguei ao Novo Testamento... Não vou conseguir ler a Bíblia na totalidade até ao dia 1 de Setembro, como tinha inicialmente planeado. Mas paciência, o esforço e a dedicação são o mais importante, e conseguirei alcançar o meu objectivo, com certeza, até ao final do ano!
  • E, o mais importante de tudo, rezei, rezei, rezei, rezei!! 

 

No fim de tudo, só tenho para vos dizer: UAU! UAU! UAU!!!

Oh, quanto aprendi! As maravilhas que descobri! Quantas exclamações de alegria e esperança! 

O meu coração encheu-se com as promessas de Deus, com as mensagens de amor, de fé e de misericórdia!!

 

"Bendiz o Senhor, ó minha alma!

A minha única alegria encontra-se no Senhor.

Ao Senhor, glória eterna!

Aleluia!"

Salmo 103

Deus e as novas tecnologias

Depois da confusão da última semana (pelo menos, para a minha mente foi uma confusão...), voltei a procurar um plano bíblico católico ... Eu bem procurei e procurei, mas foi extremamente difícil de encontrar! Encontrei sim, vários planos protestantes de novo ... 

 

No final encontrei 2 planos diferentes:

  • um que incentiva a ler a bíblia e o catecismo em conjunto ao longo dum ano (que a nossa querida leitora D. mencionou num comentário ao post anterior - muitíssimo obrigado!) sendo que podem fazer o seu download aqui ou então aqui;
  • e um segundo plano que nos ajuda a ler (só) a bíblia ao longo dum ano (podem fazer o download aqui ou então aqui).

Para vos ser sincera, eu não gosto de nenhum dos planos. Eu estava a ler tudo por ordem, e queria continuar por ordem, não gosto muito de saltitar assuntos/histórias, senão vou perdendo o fio à meada ... de qualquer das formas, serve para o imprimir e ir fazendo check-list como eu gosto :)

 

plano biblico 2.jpg

 

Ora bem, já tenho um novo plano de leitura - mas agora como é que eu leio no comboio? (Para se recordarem porquê, leiam este post)

 

Encontrei várias alternativas:

  • Posso fazer o download da bíblia em pdf, e assim poder tê-la a qualquer momento no telemóvel e no tablet
  • Ou posso procurar por novas aplicações (ou apps)

 

Assim, aproveito para partilhar convosco as aplicações religiosas que tenho neste momento no telemóvel (são todas grátis). Como irão reparar algumas têm funções ou conteúdos muito semelhantes ... eu ainda estou na fase de descobrir quais se adaptam mais a mim e às minhas necessidades....

 

biblia catolica app.png

É a aplicação que mais utilizo. É muito simples de usar, permite seleccionar com facilidade o livro da bíblia e o capítulo e não requer ligação à internet para a usarmos. Tem um pormenor que eu aprecio sempre muito, a cor de fundo da leitura - pode-se escolher entre preto, creme e branco! (Isto porque há aplicações com a bíblia católica com o fundo vermelho!! Não se lê nada e é muito desagradável...)

A tradução da bíblia chama-se versão Ave-Maria ... que eu desconhecia, talvez pelo facto de ser uma tradução brasileira, o que é uma desvantagem, sem dúvida. Apesar disso, na minha opinião não se nota muito que está em brasileiro, é uma tradução simples e clara.

Outra desvantagem é que possui imagens de publicidade ... que piscam!! ... não é agradável, mas foi o melhor que encontrei. 

 

ACTUALIZAÇÃO

and biblia.jpg

Uma querida leitora do blog falou-me desta nova aplicação (muito obrigado Paula!). Com esta aplicação podemos ler a bíblia em português - versão Capuchinhos (versão lindíssima!). É óptima! Não tem publicidade, dá para personalizar como quisermos, é maravilhosa! Recomendo-a largamente!!!

 

deiverbum app.png

Aplicação recente no meu telemóvel. Tem uma versão da bíblia católica (em português BR) também baseada na versão Ave-Maria. Tem também a meditação do terço (mas sem áudio). Permite seleccionar passagens favoritas e adicionar orações pessoas. 

Para quem gostar, dá para partilhar passagens bíblicas e comentários nas redes sociais. 

 

the pope app.jpg

Uma das aplicação oficiais do Vaticano. É uma aplicação que nos permite estar a par de todas as notícias acerca do nosso Papa Francisco (e em português!). Está também associada à conta Twitter pessoal do Papa e permite-nos ler praticamente todos os textos que ele já escreveu, como discursos e homilias. Diz-nos também o calendário dos seus eventos. 

Além disso, também é possível ver em directo (uau!) as celebrações presididas pelo Santo Padre (com bons planos), assim como ver milhares de fotos/vídeos das suas actividades. 

 

laudate app.png

Gosto muito desta aplicação - é muito abrangente, tem imensa coisa! Tem as leituras da missa diária, tem a liturgia das horas, o rosário, a via sacra e imensas orações, tanto em português como em latim. Também possui uma versão da bíblia, mas está em inglês. Além disso, também tem uma ligação ao Catecismo e a outros documentos da Igreja Católica.

 

catolico orante app.jpg

Muito semelhante à aplicação anterior, mas tem uma organização diferente. Tem o mesmo conteúdo que a aplicação Laudate e adicionalmente tem o Ofício de Nossa Senhora, várias Novenas, o Santo do dia e notícias da Igreja de várias fontes (é só escolher). 

Para quem gostar, é possível partilhar as nossas orações com outras pessoas - por exemplo, pedir a outros que rezem por ti ou contigo, por alguma intenção em particular. 

  

catecismo app.jpg

Ainda não utilizei muito esta aplicação. Mas foi criada pelo Vaticano, parece-me. Está bem organizada e com clareza. Possui tanto o Catecismo versão completa, como em versão Compêndio (resumida, em forma de perguntas e respostas). Por fim, tem uma cor de fundo de leitura agradável :)

 

 

documentos catolicos app.jpg

Aplicação recente no meu telemóvel. Possui os principais documentos da Igreja Católica - como o Código de Direito Canónico, o Compêndio da Doutrina Social da Igreja, o Concílio Vaticano II, Encíclicas, Carta Apostólica Porta Fidei - imensas coisas!! Cheira-me que irá ser muito utilizada assim que eu acabar de ler a bíblia :)

 

 

rosario app.png

Basicamente, é uma aplicação para nos ajudar a rezar o terço ou o rosário. Selecciona automaticamente os mistérios por dia, e acompanha-nos com belíssimas ilustrações em cada mistério. Tem também outras orações cristãs e marianas.

Tem gravações de terços rezados por um grupo de mulheres - são brasileiras, mas tem uma voz muito agradável. Eu uso está aplicação quando quero rezar o terço ao mesmo tempo que faço outra coisa (por exemplo, arrumar o escritório ou estender a roupa), mas não consigo contar as aves-maria (ou sei que me vou perder). 

 

Eu já tive no telemóvel outras aplicações anteriormente (como também já tinha partilhado convosco aqui no blog), mas por diversas razões, não se adaptavam a mim nem com as minhas necessidades actuais. É provável que daqui a uns tempos eu desinstale algumas destas aplicações, se vir que não me servem de nada... 

 

Com este post queria passar a mensagem de que é possível rodearmo-nos sempre e a todo o momento de Deus e da Sua palavra (chega de desculpas Marisa!!). O mundo actual permite-nos todas estas facilidades, que os antigos não tinham. Só temos que agradecer (e muito) por vivermos numa época em que tudo é tão fácil e tão simples.

 

Deus não é velho, não é antiquado, não é desactualizado!

Deus é tão actual, recente e revolucionário como Jesus nos mostrou há mais de 2000 anos atrás!

Amor Salvador

20150407_165238.jpg

Aqui por casa ainda estamos em festa!

 

Parece que estou em sintonia com a Olivia - não encontro palavras para vos descrever a minha semana santa e em particular o meu Tríduo Pascal. Ou devia antes dizer nosso - meu e de Jesus.

Sim, porque estes dias foram vividos em intensa e profunda união e comunhão com o nosso Príncipe Salvador. E foi incrivelmente maravilhoso, extraordinariamente belo e absolutamente estonteante!!!!!

Perdoem-me, simplesmente ainda não encontrei as palavras certas para descrever todos os acontecimentos da última semana...

                                                                     

Hoje queria relatar-vos algo que aconteceu ontem. Como já tinha dito antes, nesta quaresma uma das minhas resoluções era descobrir uma forma de ir à missa diária (ou quase diária). Consegui encontrar uma solução e consegui manter esta resolução durante toda a quaresma, o que só por si, dado o meu horário irregular e inacreditavelmente preenchido, foi algo incrível!

Agora, estou motivada em manter esta resolução! Já é algo que faz parte da rotina do meu dia, como antes tinha conseguido alcançar com o Terço.

 

Missa das 12.30h no Hospital de Santa Maria - com um senhor padre que possui um dom das palavras como não se vê todos os dias, além duma voz melodiosa!

As passagens da Bíblia falam-nos do primeiro aparecimento de Jesus após a Sua Ressurreição, à Santa Maria Madalena.

 

Mas porquê a Maria Madalena?

Com tantas, tantas pessoas diferentes que Jesus poderia ter escolhido para serem os primeiros a vê-lO ressuscitado, porquê Maria Madalena?

Porque não Maria, sua mãe tão amada? Porque não um dos apóstolos? Porque não outra pessoa qualquer? 

 

Segundo o senhor padre, Jesus escolheu Maria Madalena devido à sua vida anterior em grande pecado

Diz no Evangelho que Jesus expulsou 7 demónios de dentro de Maria Madalena. Vejam bem quantos pecados esta mulher não teria cometido ao longo da sua vida! 

 

Antes de conhecer Jesus, Maria Madalena estava morta. Jesus era o único capaz de lhe restaurar a vida, de lhe dar uma nova vida. Tal como fez.

 

Segundo o senhor padre, só alguém que soubesse o que era estar morto, só alguém que tivesse pecado muito, só alguém que tivesse sofrido muito, como Maria Madalena, poderia ser a primeira pessoa a acreditar na Ressurreição de Jesus! 

Porque, se não soubermos o quão perdidos estamos sem a salvação de Deus, não saberemos reconhecer a imensidão da vitória do Seu Filho, não saberemos reconhecer o mistério maravilhoso que é a Ressurreição, nem saberemos reconhecer o quão abençoados e amados somos!

Assim como, só alguém que saiba o nada que é sem Jesus, poderá aceitar o Seu Amor Salvador!

 

Ainda existem alturas em que eu penso em todos os pecados que cometi. E arrependo-me sempre tanto tanto tanto... Como fui capaz? Como?

Mas, de cada vez que penso nesses tempos negros e tenebrosos, nesses tempos de morte e sofrimento atroz, sinto novamente aquela alegria incontrolável e transbordante, aquela sensação de agradecimento eterno, aquela paz, aquele amor intensíssimo, que senti na primeira vez que me confessei depois de tantos anos de má vida.

 

Meu querido e amado Jesus, obrigado por Te teres sacrificado por mim. Eu jamais poderei agradecer-Te o suficiente, e jamais conseguirei recompensar-Te por isso. Assim, eu simplesmente aceito-Te e ao Teu Sacrifício de Amor, e prometo obedecer-Te, amar-Te, louvar-Te e honrar-Te sempre e em todas as circuntâncias. Amén.

Renovação

biblia.jpg

Recentemente celebrámos na minha paróquia a cerimónia de entrega da Bíblia aos catecúmenos da catequese de adultos.

Foi uma missa simples, mas tão cheia de significado para todos. Estamos um passo mais perto do tão desejado Crisma. Oh, que dia maravilhoso será...

 

"Mandai Senhor o Vosso Espírito e renovai a terra" era a resposta que cantávamos no hino ao Divino Espírito Santo (cliquem no link caso gostassem de ler a oração que fizémos).

 

"Sim, estamos dispostos" a iniciar inteiramente o caminho na direcção a Deus Pai, deixando-nos guiar por Jesus Cristo, Seu Filho.

"Sim, estamos conscientes" que isto implica uma mudança de mentalidade e atitudes, a fim de levarmos uma vida conforme as exigências do Evangelho.

"Sim, renunciamos" a tudo o que se opõe a este chamamento de Deus.

"Sim, acreditamos" na unidade da Igreja, Corpo de Cristo, e no Seu Sacramento de Salvação

"Sim, comprometemo-nos" a lutar contra as dificuldades do caminho, contra a fadiga, contra o medo às exigência, contra a superficialidade.

"Sim, queremos" fazer parte da comunidade de crentes que, em comunhão, em diálogo com Deus e entre si, atende os Seus planos, tentando descobrir os Seus desígnios e viver de acordo com eles.

 

"Nós Te damos graças, Pai clementíssimo, por estes teus servos que te procuram e a quem tens conduzido e estimulado de muitas maneiras e que hoje respondem ao teu chamamento.

Recebe-os com amor e concede-lhes o Teu Espírito para que, renovados pela força da Tua Palavra, cheguem com a Tua graça a ser plenamente conformes com o Teu Filho, que vive e reina pelos séculos dos séculos."

 

Glória a Ti, Glória ao Senhor!

Ámen