Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

A Humildade de Maria

Tal como já devem ter percebido por um post anterior, passei os últimos 2 meses a preparar-me, diariamente, para me consagrar a Nossa Senhora, pelo Método da Verdadeira Devoção, que nos foi ensinado por São Luís Maria de Montfort. 

O mês de Maio é um mês que me é muito querido, como também já vos tinha contado antes. E dentro em breve irá tornar-se ainda mais especial! 

No próximo sábado, dia 13 de Maio, celebraremos o Centenário das Aparições de Fátima, o Papa Francisco vem aqui a Portugal para celebrar esse dia e para proclamar a santidade dos pastorinhos Jacinta e Francisco -  e eu irei consagrar-me a Nossa Senhora   Oh, como o meu coração começa a bater mais depressa só de pensar nesse dia!!

 

Devoção 1.jpg

 

Nesse contexto, hoje gostaria de partilhar convosco um excerto maravilhoso, acerca da humildade da Virgem Maria - um excerto do livro Glórias de Maria de São Afonso Maria de Ligório (podem fazer o download aqui, se quiserem), que li no livro Meditações para o Mês de Consagração a Nossa Senhora (podem fazer o download aqui, se quiserem) 

 

A Humildade de Maria

 

De todas as virtudes é a humildade a mais fundamental. Sem humildade, não há virtude que possa existir numa alma. Mesmo que se possuisse todas as virtudes, todas fugiriam ao lhe faltar a humildade. Pelo contrário, Deus é tão amante da humildade, que se apressa a correr onde a vê, escreve São Francisco de Sales.
No mundo era desconhecida essa virtude tão bela e necessária. Mas, para ensiná-la, veio à terra o próprio Filho de Deus, exigindo que Lhe procurássemos imitar o exemplo. “Aprendei de Mim, porque sou manso e humilde de coração” (Mt 11,29). E, assim como em todas as virtudes, foi Maria a primeira e mais perfeita discípula de Jesus Cristo, também na humildade. Por isso, ela merece ser exaltada sobre todas as criaturas. 

 

I. O primeiro traço da humildade é o modesto conceito de si mesmo.
Maria, embora se visse mais enriquecida de graças do que todos os outros seres, nunca se julgou acima de quem quer que fosse. Pelo contrário, teve sempre uma modesta opinião de si mesma. O humilde conceito de si mesma foi o encanto com que Maria prendeu o coração de Deus. Não podia, é claro, a Santíssima Virgem, julgar-se uma pecadora. Pois, na frase de Santa Teresa, a humildade é a verdade, e Maria tinha consciência de que nunca tinha ofendido a Deus. Não é também que deixasse de confessar a preferência com que Deus lhe concedera maiores favores do que às demais criaturas.

A nítida compreensão da infinita grandeza e dignidade de Deus, porém, aprofundava na Virgem o conhecimento da sua própria pequenez. Segundo São Bernardo, ela jamais perdia de vista a grandeza de Deus e o seu próprio nada. Vendo-se uma mendiga revestida de custosas vestes, que lhe foram dadas, não se envaidece, mas antes se humilha ao contemplá-las diante do seu Benfeitor. Justamente essa presença fá-la recordar a sua própria pobreza. Assim, a Virgem, quanto mais enriquecida se via, mais se humilhava. E lembrava-se, sem cessar, de que tudo aquilo era dom de Deus.

 

II. O humilde recusa os louvores, referindo-os todos a Deus
Tal foi o procedimento de Maria, ao perturbar-se diante dos louvores que lhe dirigia o Arcanjo Gabriel. E foi outro o seu procedimento, quando Isabel a chamou de bendita entre todas as mulheres e de Mãe do Senhor? Imediatamente Maria atribuiu toda a glória a Deus, respondendo no seu humilde cântico: "Minha alma engrandece ao Senhor". Vale como se dissesse: Isabel, tu me louvas, porém eu louvo ao Senhor, a quem unicamente é devida toda a honra. Tu te admiras de eu vir até ti, mas eu admiro a Bondade Divina, na qual, tão somente, meu espírito se alegra. Louvas-me porque eu acreditei, mas eu louvo a meu Deus que quis exaltar o meu nada. 

 

III. É próprio do humilde prestar serviço
Maria não se negou a servir Isabel durante três meses. Sobre isto escreve São Bernardo: Admirou-se Isabel da vinda de Maria, porém mais admirável era ainda o motivo da sua vinda: vinha para servir e não para ser servida.

 

Meditações para o Mês de Consagração a Nossa Senhora, pág.57

da autoria de D. António Alves de Siqueira

Calendário Católico - mês de Maio

~ Mês dedicado à Santíssima Virgem Maria ~

Maio 2017

Podem fazer à vontade o download grátis do Calendário mensal católico para 2017 que eu criei.

Peço-vos apenas que, ao fazerem o download do calendário, rezem uma Avé Maria por mim - obrigado! 

 

 1 de Maio (2ªfeira) - Dia de São José Operário

7 de Maio - 4º Domingo da Páscoa

13 de Maio (Sábado) - Centenário das Aparições de Nossa Senhora em Fátima

14 de Maio - 5º Domingo da Páscoa

21 de Maio - 6º Domingo da Páscoa

25 de Maio (5ªfeira) - Ascensão do Senhor

28 de Maio - 7º Domingo da Páscoa

31 de Maio (4ªfeira) - Visitação da SS Virgem a Sta Isabel

Dicas para rezar o Terço

Em Maio passado comecei a escrever uma série de posts acerca do Santo Rosário. Lembram-se?

Primeiro, contei-vos acerca da minha surpresa quando descobri que Nossa Senhora nos tinha pedido para rezarmos o Terço todos os dias e da forma como eu costumo rezá-lo. Depois, num post seguinte, falei-vos das 15 promessas associadas ao Santo Rosário e das várias graças que recebemos ao sermos fiéis a esta devoção.

 

Quando comecei a descobrir a Fé Católica e a devoção a Nossa Senhora, comecei a rezar cheia de vontade e de entusiasmo por esta “novidade” para mim … mas alguns dias depois, as circunstâncias da vida intrometem-se, a vontade foge pela janela, os minutos do dia não esticam e, com milhares de outras coisas a fazer sendo estudante de medicina, esta devoção inicial foi-se perdendo, debaixo da enorme pilha de livros para estudar ….

 

Entretanto, a nossa querida Teresa Power lá escrevia um post no blog acerca do Terço, e eu voltava a tentar e nesse dia rezava … mas no seguinte ou no depois já não … e vinha então mais um post no blog, mais uma tentativa, mais um esquecimento …. Isto vezes e vezes sem conta. Sentia-me como se estivesse numa rodinha dum hamster, a rodar, a rodar, a rodar, sem sair do sítio …

 

Nossa Senhora.jpg

Capela do Hospital Pulido Valente

 

Um dia disse finalmente, basta! Isto assim não pode continuar!

Fui conversar (e confessar) com um dos padres da nossa paróquia, e pedi-lhe ajuda. O que podia eu fazer para mudar a situação? Ele deu-me alguns conselhos, muito úteis e práticos, que hoje partilho convosco.

Além disso, nos dias seguintes fui à procura na internet de dicas para rezar o Terço – e na verdade, acabei por encontrar muitas mais do que estava à espera! Uau, afinal não era a única com dificuldades em conseguir rezar regularmente! O sentimento de compreensão mútua e o apoio companheiro e amigo é um dos traços que mais aprecio na Igreja Católica …

 

Ora, aqui vão elas - as 5 melhores dicas que vos posso dar:

 

Dicas para rezar o Terço ... quando se é péssimo nisso!

 Maria 2.jpg

  1.  Peçam ajuda a Nossa Senhora

Esta primeira dica é tão simples que a esquecemos facilmente – peçam ajuda a Nossa Senhora para que consigam rezar o Terço – e já agora, para todas as outras orações que façam no vosso dia! Afinal, a Virgem Maria é o exemplo mais perfeito de oração e de comunhão com a vontade de Deus…

Embora o Terço seja uma oração muito simples e fácil de praticar e acessível a todos, na verdade, assim como nós, vários santos tiveram dificuldades em pô-lo em prática regularmente. Não desanimem e não desistam … uma das lições que o Terço nos pode ensinar é exactamente o valor da persistência.

Da próxima vez que pegarem no vosso Terço para rezar, imaginem-se a dar a vossa mão a Nossa Senhora e que, juntos, caminharão os dois numa bela viagem pela vida de Jesus.

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

 

  1. Lembrem-se da vossa liberdade

Apesar das milhares de razões que existem para rezar o Terço, o facto de não o fazerem não faz de vós “maus cristãos” nem “mau católicos”. Um dos principais dons que recebemos como filhos de Deus é exactamente a nossa liberdade – liberdade em escolher, em servir, a amar. Deus nunca nos obriga a coisíssima nenhuma, e Nossa Senhora muito menos! É possível amá-La e honrá-La adequadamente sem rezar o Terço – assim como o fizeram outros santos que viveram antes da ampla divulgação desta devoção ou como aqueles que nunca tiveram a oportunidade de a conhecer!

Maria 12.jpg

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

  1. Descontraíam

Reforçando um pouco mais a ideia anterior: o Rosário é, sem dúvida, uma oração belíssima e permite-nos alcançar uma profunda e preciosa meditação sobre a vida de Jesus …. Mas não é o fim do mundo se vocês não o conseguirem rezar! Não há problema e Nossa Senhora certamente que não ficará ofendida que vocês não rezarem perfeitamente. Há dias em que rezamos assim-assim, mais ou menos bem, mais ou menos mal. Outros, em que rezamos mal, mal, mal … Mas, outros dias até nos surpreendemos com o que conseguimos fazer! Na maior parte dos dias, contudo, garanto-vos, rezaremos modestamente bem.

Além disso, não há problema se só rezarem o Terço às vezes. Não há problema se se esquecerem de o rezar. Não há problema se adormecerem a meio ou no fim, e não o completarem. Mais uma vez digo, não fará de vocês “maus católicos”. A sério! Podem tirar esse peso dos vossos ombros…. Contudo, é sim verdade, que rezar o Santo Rosário irá transformar-vos - em melhores e mais humildes pessoas!

Nossa Senhora é a estrada mais segura, directa e célere para o coração de Jesus e o Terço é um grande dom, uma graça especial, um lindo presente – mas não é o único, existem outros!

 

  1. Maria 6.jpgUm dia de cada vez

Não tentem, como eu tentei, fazer logo TUDO à primeira! Na primeiríssima vez que tentei rezar o Terço decidi rezar todo o Rosário, todos os mistérios, todos os dias, com todas as orações, perfeitamente bem e … vocês já sabem o resultado, não é?....

Eu não sou mãe, e ainda não experimentei aquele encanto e entusiasmo que vejo sempre surgir na face de todas as mães, ao verem os seus filhos fazerem algo pela primeira vez - o primeiro sorriso, o primeiro balbuciar, o primeiro passo … ou então, quando os seus filhos se superam e fazem algo melhor do que alguma vez conseguiram, como correr, chutar à bola, pegar bem numa colher ou garfo …

Ora, o Terço é uma oração que nos foi dada pela nossa Mãe celestial e, como a melhor das mães, tenho a certeza que a Santíssima Virgem se encanta e “se derrete” com cada passo, por mais pequenino que seja, que nós damos a caminho da santidade e duma vida de oração mais profunda e plena.

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

 

Rezar o Terço todos os dias pode-vos parecer impossível. E é, se o tentarem todo, duma vez e sozinhos. Mas, se pedirem ajuda a Nossa Senhora e tentarem rezar uma Avé-Maria a mais a cada dia que passa, ou uma década por dia, uma década rezada em família ao fim do dia ou no fim-de-semana, um pouco mais por dia, um pouquinho mais de amor … quando derem por vocês, estarão a rezar o Terço diariamente! E não desejarão outra coisa!

 

  1. Tempos modernos exigem medidas modernas

Concordarão certamente que, nos dias de hoje, as nossas vidas são bastante diferentes das vidas das pessoas que viveram há 500 anos atrás, ou até há 50 anos atrás. Antes, parece-me sempre, as pessoas tinham mais tempo - faziam as coisas com mais calma e tinham menos distracções, do que nós. Assim, talvez fosse mais fácil para os nossos antepassados encontrar o tempo necessário, todas as manhãs ou todas as noites, para rezar o Terço.  

A minha vida de estudante universitária é também diferente da vossa, como trabalhadores por conta própria ou de outrem, como solteiros ou como pais e avós, tenham uma família numerosa ou menos numerosa. Mas, falando-vos um pouco da minha vida em particular, ela é bastante diferente quer eu esteja em período de aulas na faculdade, em época de exames ou, claro, de férias de Verão

 

Durante o tempo de aulas, eu não consigo rezar o Terço todinho à noite, antes de ir para a cama, como gosto. Entre as coisas que preciso de fazer, as matérias que tenho de estudar para o dia seguinte e o enorme sono e cansaço diários, eu simplesmente não consigo rezar à noite.

Que solução encontrei? De manhã, na viagem de comboio para a faculdade, tenho o tempo suficiente para rezar o Terço. Vou contando as Avé-Marias pelos dedos, abstenho-me do stress matinal típico de Lisboa, e tenho todas as minhas orações rezadas antes de começar verdadeiramente o meu dia de trabalho no hospital. Simples e eficaz.

Vocês também podem rezar nas viagens de carro para o vosso trabalho – não devem conseguir rezar sozinhos, contando pelos dedos, mas podem gravar num cd ou no mp3 ou no telemóvel uma gravação do Terço (aconselho-vos duas óptimas gravações aqui* ou aqui) e assim não “se perdem”. Além disso, far-vos-á companhia e sentir-se-ão mais em comunhão com todos os outros católicos que poderão estar a rezar convosco. Para quem gostar de ainda mais modernices, existem hoje até aplicações para o telemóvel ou tablet (aqui, aquiaqui ou aqui) que ajudam-nos a rezar o Terço.

 

Maria 1.jpg

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem 

 

Por outro lado, quando estou em época de exames, já não vou todos os dias de comboio para Lisboa. Além disso, tenho imensa matéria para estudar por dia e os intervalos são poucos e curtos. Assim, nestas alturas, rezo uma dezena do Terço por cada intervalo de estudo que faço. Vocês também podem adaptar este método ao vosso dia – por exemplo, uma dezena ao entrarem no carro de manhãzinha, uma dezena numa pausa da manhã, outra dezena na hora de almoço, outra dezena ao irem para casa ou ao chegarem a casa e, por fim, a última antes de irem para a cama.

 

Por fim, nos fins-de-semana e durante as férias, posso rezar da maneira que prefiro – rezo o Terço completo à noite, antes de ir para a cama.

Como sabem, eu não tenho experiência em rezar o Terço em família, nem com crianças – mas para isso podem passar pelo blog da Família Power ou, agora, no site das Famílias de Caná, que têm diversas ideias e sugestões!

 

E vocês, têm alguma dica? 

Se tiverem, por mais pequena que seja, escrevam-na nos comentários - pode fazer toda a diferença na vida de oração de outra pessoa! 

 

Podem encontrar aqui no blog outras ideias e sugestões para rezar o Terço - aqui.

 

* Existem inúmeros sites na internet com gravações já em formato áudio, grátis, que podem fazer download a vossa vontade – como por exemplo, o Passo-a-Rezar. Existem também vários sites que transformam estes vídeos do youtube em ficheiros áudio. É fácil e rápido, basta pesquisar no google!

Eu, o Terço e Nossa Senhora

Maio

 

 

Ah, mês de Maio!

Eu adoro o mês de Maio!

 

Vê-se flores por todo o lado, a temperatura está amena, o sol brilha, as pessoas andam mais felizes...

No 1º domingo de Maio é dia da mãe! E cá em casa, o avô faz anos no dia 3 e a mãe no dia 26. Para nós, o mês de Maio é sinónimo de festa e muita alegria!

 

Quando me (re)converti ao Catolicismo, descobri que o mês de Maio era também dedicado à Virgem Maria. Oh, só podia, fazia todo o sentido! Mais uma razão para eu ADORAR o mês de Maio!

 

Para o povo português, este mês é ainda mais especialíssimo - celebramos a 13 de Maio a 1ª Aparição de Nossa Senhora aos Pastorinhos, em Fátima

 

Os Milagres e as Aparições de Fátima - ora aí está um assunto que eu tive bastantes dificuldades em compreender e aceitar quando voltei a explorar a Fé Católica. E tornou-se ainda mais difícil quando descobri que, em cada uma das Suas seis aparições no ano de 1917, Nossa Senhora tinha pedido aos Pastorinhos para que rezassem o Terço todos os dias. Todos os dias

 

COMO TODOS OS DIAS???!

 

Não Marisa, não leste mal. Não, os Pastorinhos também não perceberam mal, com certeza.
Nossa Senhora pediu-nos mesmo, em SEIS* ocasiões diferentes, que rezássemos o Terço ... todos os dias

 

Ai ai ai!

Para vos ser sincera, na altura em que descobri isto fiquei assustada. Bué assustada!

Oh, com certeza que já ninguém se lembra disto... com certeza que ninguém consegue rezar o Terço todos os dias ... certo?

 

Já agora, como é que se reza o Terço??

Pois, vim a descobrir mais tarde pela internet que existem quase 5.000 formas diferentes de o fazer! Ai que bom, que coisas tão simples ... E eu que, com 20 aninhos na altura, NUNCA tinha rezado o Terço antes!

 

Na verdade, rezar o Terço é do mais simples que há:

como_rezar_terco.jpg

Fonte de imagem

 

Começo: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

                Pode-se dizer o Credo (e o Glória também) - se se quiser!

                Agradece-se por graças recebidas e/ou dedica-se a oração do Terço por alguma intenção (exemplos - pelas intenções do Santo Padre; pelas Famílias de Caná; pelos refugiados; pela paz; pelo fim da guerra; pela conversão dos pecadores)

 

Anunciação de cada Mistério (num total de 5): Começa-se com uma prece simples (por exemplo: Jesus, ensina-me a ser/fazer como Tu!) ou pode-se recitar a passagem bíblica a respeito de cada Mistério (ver em baixo)

Em cada Mistério:1 Pai-Nosso

                                10 Avés-Maria

                                1 Glória

                                Ó Maria, concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós!

                          Ó meu Bom Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do Inferno. Levai as almas todas para o Céu, e socorrei principalmente as que mais precisarem. 

 

Clicar aqui para saber cada Mistério individual de cada Terço - da autoria do Patriarcado de Lisboa

 

rosário.jpg

Fonte de imagem

 

Salve Rainha: Salve Rainha, Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A Vós bradamos, os degredados filhos de Eva. A Vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois, Advogada nossa, esses Vossos olhos misericordiosos a nós volvei. E depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do Vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce, sempre Virgem Maria! Rogai por nós, Santa Mãe de Deus, para que sejamos sempre dignos das promessas de Cristo. Amém.

 

Facultativo: Terminar rezando 1 Pai Nosso e 1 Avé Maria pelas intenções do Santo Padre. Ou rezar 3 Avés Maria em honra da pureza de Nossa Senhora. Ou de outra forma que se deseje!

 

Fim: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

 

Acreditem, com dedicação, isto torna-se super simples!

Mas a verdade, é que eu na altura não acreditei ... afinal, tenho eu lá tempo para algo que parece demorar tantoooo!...

 

Providencialmente, pouco tempo depois, Deus levou-me a descobrir o maravilhoso, iluminado e incrivelmente simples e esclarecedor, blog da família Power. Foi a partir dos textos da Teresa que descobri as razões por detrás desta Devoção. Foi com a ajuda da família Power (e depois, com os primeiros blogs das famílias de Caná) que descobri, aos poucos, o Amor a Nossa Senhora....

E assim, rezei o Terço pela primeiríssima vez no Retiro das Famílias de Caná em Almada, a 20 de Setembro de 2014. Ah, quantas bênçãos recebi a partir desse belíssimo dia ... 

 

* - Na verdade, Nossa Senhora faz-nos este pedido em TODAS as Suas aparições por todo o mundo, ou seja, dezenas e dezenas de vezes ...