Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

A Consagração surpresa

«Foi pela Santíssima Virgem Maria que Jesus Cristo veio ao mundo

e é também por ela que deve reinar no mundo.» (TVD 1)

 

Ontem foi sem dúvida um dos dias mais felizes da minha vida!

Consagrei-me a Nossa Senhora!

Para sempre!

consagração.jpg

 

E eu que tinha pensado que ía fazer tudo em segredo, sem ninguém saber ... Aparentemente Nossa Senhora tinha outros planos! 

O dia começou com a belíssima missa de celebração do Centenário das Aparições de Fátima e da canonização dos dois pastorinhos, Santa Jacinta e São Francisco Marto! Uma lindíssima celebração, com o nosso querido Papa Francisco. Eu tentei "colei-me" à transmissão pelo Youtube o máximo que consegui, mas ontem era dia para oferecer vários sacrifícios - e portanto, o escritório tinha de ser todo limpo. E ui! que sacrifício foi para mim ... 

Não fui a única que chorei durante toda a celebração, pois não? Oh, quanta beleza! E que coro maravilhoso!

 

 À tarde, fui confessar-me e falar com o nosso pároco acerca do tributo que decidi oferecer a Nossa Senhora (parece que terei óptimas notícias para vos contar em breve!). E foi então que surgiu a grande surpresa!

Ainda se lembram do que escrevi acerca da minha história com a Consagração acerca do grupo de consagrados da minha paróquia? Aqueles que me inspiraram a consagrar-me também?

Pois adivinhem só! Algumas dessas pessoas tinham previamente combinado renovar a sua consagração nesse mesmo dia, 13 de Maio! Assim, no final da missa, eu consagrei-me a Nossa Senhora, rodeada do sr. padre e desse grupo de pessoas que renovavam a sua consagração! Todos juntos!

Oh, quanta alegria!!! O coração queria sair-me do peito! Eu não conseguia parar de sorrir e sorrir e sorrir! Oh, que dia maravilhoso! Quantas graças, quantas bênçãos!

 

Glória a Jesus em Maria!

Glória a Maria em Jesus!

Glória a Deus somente!

(TVD 265)

 

Para quem quiser ficar a saber mais acerca da consagração a Nossa Senhora através deste método, o livro - Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem de São Luís Maria Grignion de Montfort - é relativamente fácil de encontrar nas livrarias (admirem-se! mesmo não católicas!) - a Editora Paulus tem e a Wook também e muitas outras livrarias/editoras também o vendem. 

Também podem fazer o download do pdf do livro aqui ou então aqui. Ou até podem ouvir o audiobook (em brasileiro, mas belissimamente bem feito).

 

Devoção 2.jpg

Eu comprei o meu livro na minha paróquia. É uma edição da Editora Caminhos Romanos, que está muito bem escrita e que tem uma gráfica muito agradável. 

«A leitura deste livro marcou na minha vida uma reviravolta decisiva (...) a devoção da minha infância e também da minha adolescência para com a Mãe de Cristo foi substituída por um novo comportamento, uma devoção surgida do mais profundo da minha fé, como do próprio coração da realidade Trinitária e Cristológica.»

Santo Papa João Paulo II

Que, durante toda a sua vida, tinha sempre o Tratado na sua mesinha de cabeceira

 

Depois, se ainda tiverem dúvidas, ou se pretenderem também consagrar-se por este método, o melhor site que vos posso indicar e que vos ajudará muitíssimo é o Blog da Canção Nova, especialmente dedicado à Consagração. Explorem bem a barra lateral direita deste site - TEM MONTANHAS DE COISAS acerca desta Consagração!!!

Além disso, deixo-vos uma série de vídeos com algumas das dúvidas mais comuns acerca da Consagração, da autoria da Ana Paula Barros do blog Salus in Caritate

 

 

Se alguém se sentir chamado a realizar esta Consagração, não pense que, por já termos passado o dia 13 de Maio, já não poderá consagrar-se este ano. São Luís diz-nos que devemos escolher um dia de consagração em que seja também um dia de festa Mariana. Ora, existem inúmeras festas em honra de Nossa Senhora ao longo do ano. As próximas datas são:

Maio

24 – Nossa Senhora Auxiliadora

26 – Nossa Senhora de Caravaggio

31 – Nossa Senhora da Visitação

31 – Nossa Senhora Medianeira de todas as Graças

 

Junho

24 – Nossa Senhora Rainha da Paz

27 – Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

 

Julho

8 – Nossa Senhora das Graças

13 – Nossa Senhora da Rosa Mística

16 – Nossa Senhora do Carmo

 

Agosto

2 – Nossa Senhora dos Anjos

5 – Nossa Senhora das Neves

15 – Nossa Senhora da Assunção

15 – Nossa Senhora Desatadora dos Nós

16 – Nossa Senhora do Amparo

22 – Nossa Senhora Rainha

 

Eu dediquei cerca de um mês e meio de estudo e meditação do Tratado, tentando descobrir as respostas a todas as dúvidas que tinha e fortalecendo o meu desejo de me consagrar. Depois, seguiram-se os 30 dias de exercícios preparatórios que são propostos por São Luís. 

 

Não tenham receio!

Independentemente do método que escolherem usar - consagrem-se a Nossa Senhora!

Consagrem-se ao seu Imaculado Coração, tal como ela nos veio expressamente pedir em Fátima, há 100 anos atrás. 

Não tenham medo. Esqueçam as vossas dúvidas. 

Não se sentem dignos? Ora, é exactamente por isso que se devem consagrar! 

Nossa Senhora levar-vos-á pela mão, pelo caminho da santidade!

Confiem no seu coração de Mãe!

 

Sugestão para celebrar o dia 13 de Maio

O tão aguardado dia 13 de Maio esta aí à porta!

Já pensaram como o vão celebrar?

 

Tentem que seja um dia de muita oração e serviço. Um dia em família. Um dia para criar memórias. Um dia para celebrar. Façam um esforço para rezarem o Terço. E agradecer, agradecer, agradecer! Louvar, louvar, louvar!

 

Eu não sou grande fã de cinema. Aliás, sou capaz de contar pelos dedos o número de filmes que vejo por ano. Também não tive oportunidade de ver nenhum dos vários filmes acerca de Fátima que estrearam este ano. Mas esta semana lembrei-me de procurar na internet se, no passado, alguma vez se tinha feito algum filme acerca das aparições de Nossa Senhora em Fátima e da história dos pastorinhos... 

Nossa-Senhora-de-Fátima2.jpg

 

 

Inacreditavelmente, descobri vários!

Um óptimo artigo (em inglês) deu-me a logo a conhecer 3 bons filmes! Ena!

 

Escolhi ver primeiro um filme português, realizado em 1991, denominado "Aparições", que, segundo esse artigo, era o filme que a Irmã Lúcia achava estar mais parecido com o que realmente aconteceu. É absolutamente maravilhoso!!! É um óptimo filme que se pode ver em família, muito simples e humilde, mas que nos ajuda bastante a experienciar um pouquinho deste grande milagre que Deus quis oferecer à Sua Igreja.

 

Que passemos todos este dia memorável a rezar, vezes e vezes sem conta, tal como o Anjo de Portugal e depois Nossa Senhora ensinaram aos pastorinhos

 

Imagem retirada daqui

"Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos.
Peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam"


"Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, adoro-vos profundamente
e ofereço-vos o preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo,
presente em todos os sacrários da terra,
em reparação de todos os ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido.
E pelos méritos infinitos do Seu Santíssimo Coração e do Imaculado Coração de Maria,
peço-Vos a conversão dos pobres pecadores"
 

"Ó Jesus, é por Vosso amor, pela conversão dos pecadores e em reparação pelos pecados cometidos contra o Imaculado Coração de Maria!"

"Ó meu bom Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do inferno; levai as almas todas para o Céu, socorrei principalmente as que mais precisarem"

 

 

E porque quem canta, reza duas vezes, deixo-vos duas canções especialmente dedicadas a este dia, cantadas belíssimamente pela Melissa Bergonso do blog Mulher Católica:

 

A Treze de Maio

 

Bendito o Rosário

 

História da minha Consagração a Nossa Senhora

No próximo sábado, dia 13 de Maio, irei consagrar-me a Nossa Senhora pelo Método da Verdadeira Devoção ensinado por São Luís Maria de Montfort.

 

Esta decisão tem um longa história por detrás, que tentarei hoje contar-vos um pouco ...

Poucos meses depois de eu me ter (re)convertido à Igreja Católica (há quase 3 anos atrás), a minha paróquia recebeu um grupo de Irmãs de Évora (Vila Viçosa), as Irmãs Escravas do Divino Amor - Fraternidade da Arca de Maria (contacto aqui). Estas irmãs têm percorrido Portugal, de paróquia em paróquia, a auxiliarem na formação desta Consagração. Durante várias semanas, elas deram aulas de catequese acerca deste método de Consagração, aqui na nossa paróquia e, na altura, um grande grupo de pessoas consagrou-se, no dia 8 de Dezembro de 2014. Sim, decorei o dia. Porquê? 

Irmas_escrava_de_Maria.jpg

As Irmãs Escravas de Maria - foto da Fundação AIS

 

Porque aquela experiência foi muito marcante para mim. Naquela altura, eu era muito novinha nestas coisas da Igreja e, apesar de ter ido apenas a uma ou duas catequeses, lembro-me perfeitamente daquilo que nos foi dito e ensinado. Aquelas freiras foram as primeiras freiras que eu alguma vez conheci. E eram TODAS jovens freiras! E pareciam todas tão VERDADEIRAMENTE felizes! Nunca antes tinha tido contacto com alguém que tivesse um olhar tão sincero, uma voz tão pura, ou que tivesse uma forma de falar tão cheia de amor e devoção e alegria, numa mistura sem igual .... E nunca tinha ouvido alguém falar de Maria, como se fosse REALMENTE a sua melhor e mais íntima amiga ... oh, elas marcaram-me profundamente, sem dúvida nenhuma.

Além disso, e apesar de não ter participado, a cerimónia de consagração do nosso grupo paroquial foi um dos momentos mais bonitos que já vivi na Igreja Católica ... a beleza da cerimónia simplesmente deixou-me sem palavras.

 

Naquela altura, eu não estava pronta para me comprometer. Aliás, naquela altura eu ainda me debatia muito acerca do papel de Nossa Senhora (eu tinha vindo duma vivência protestante durante 2 anos, lembram-se?). Decididamente que não era a altura certa....

 

Mas, sai da cerimónia e fui imediatamente comprar o livro do Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem de São Luís Maria Grignion de Montfort. 

 

Desde esse dia, já tentei por duas vezes preparar-me e consagrar-me. Mas, por causa de variadíssimas voltas e reviravoltas e umas quantas cambalhotas, não me foi possível. Apesar disso, parecia que a ideia de me consagrar crescia e crescia dentro de mim a cada dia. Lá eu voltava a pegar no livro, a ler e a meditar, e essa vontade, esse desejo crescia e crescia ... 

 

No início deste ano, após muitas horas de oração, decidi que ia mesmo consagrar-me.

E, pouco tempo depois, descobri a campanha "Doe Seus Méritos", que está a ser organizada no Brasil pelo Pe Rodrigo Maria, em honra do Ano Mariano que a Igreja Católica celebra este ano (por causa do Centenário das Aparições de Fátima). Podem pesquisar mais acerca desta campanha no google, no facebook ou no youtube. Há muita informação disponível e são inúmeros os voluntários, na maioria jovens, que se têm associado a esta campanha. 

O principal objectivo desta campanha é a difusão da Total Consagração à SS. Virgem segundo o método de São Luís Maria de Montfort (que falarei um pouco melhor num post seguinte). Através desta campanha, fui parar a 2 vídeos extraordinariamente inspiradores e esclarecedores, da Ana Paula Barros do blog Salus in Caritate (de quem já vos tinha falado antes)

 

 

 

Ficou decidido - consagrar-me-ia a 13 de Maio de 2017. 

 

P.s: Quão adequado é que eu tenha terminado este post a tempo do Dia da Mãe? 

A Humildade de Maria

Tal como já devem ter percebido por um post anterior, passei os últimos 2 meses a preparar-me, diariamente, para me consagrar a Nossa Senhora, pelo Método da Verdadeira Devoção, que nos foi ensinado por São Luís Maria de Montfort. 

O mês de Maio é um mês que me é muito querido, como também já vos tinha contado antes. E dentro em breve irá tornar-se ainda mais especial! 

No próximo sábado, dia 13 de Maio, celebraremos o Centenário das Aparições de Fátima, o Papa Francisco vem aqui a Portugal para celebrar esse dia e para proclamar a santidade dos pastorinhos Jacinta e Francisco -  e eu irei consagrar-me a Nossa Senhora   Oh, como o meu coração começa a bater mais depressa só de pensar nesse dia!!

 

Devoção 1.jpg

 

Nesse contexto, hoje gostaria de partilhar convosco um excerto maravilhoso, acerca da humildade da Virgem Maria - um excerto do livro Glórias de Maria de São Afonso Maria de Ligório (podem fazer o download aqui, se quiserem), que li no livro Meditações para o Mês de Consagração a Nossa Senhora (podem fazer o download aqui, se quiserem) 

 

A Humildade de Maria

 

De todas as virtudes é a humildade a mais fundamental. Sem humildade, não há virtude que possa existir numa alma. Mesmo que se possuisse todas as virtudes, todas fugiriam ao lhe faltar a humildade. Pelo contrário, Deus é tão amante da humildade, que se apressa a correr onde a vê, escreve São Francisco de Sales.
No mundo era desconhecida essa virtude tão bela e necessária. Mas, para ensiná-la, veio à terra o próprio Filho de Deus, exigindo que Lhe procurássemos imitar o exemplo. “Aprendei de Mim, porque sou manso e humilde de coração” (Mt 11,29). E, assim como em todas as virtudes, foi Maria a primeira e mais perfeita discípula de Jesus Cristo, também na humildade. Por isso, ela merece ser exaltada sobre todas as criaturas. 

 

I. O primeiro traço da humildade é o modesto conceito de si mesmo.
Maria, embora se visse mais enriquecida de graças do que todos os outros seres, nunca se julgou acima de quem quer que fosse. Pelo contrário, teve sempre uma modesta opinião de si mesma. O humilde conceito de si mesma foi o encanto com que Maria prendeu o coração de Deus. Não podia, é claro, a Santíssima Virgem, julgar-se uma pecadora. Pois, na frase de Santa Teresa, a humildade é a verdade, e Maria tinha consciência de que nunca tinha ofendido a Deus. Não é também que deixasse de confessar a preferência com que Deus lhe concedera maiores favores do que às demais criaturas.

A nítida compreensão da infinita grandeza e dignidade de Deus, porém, aprofundava na Virgem o conhecimento da sua própria pequenez. Segundo São Bernardo, ela jamais perdia de vista a grandeza de Deus e o seu próprio nada. Vendo-se uma mendiga revestida de custosas vestes, que lhe foram dadas, não se envaidece, mas antes se humilha ao contemplá-las diante do seu Benfeitor. Justamente essa presença fá-la recordar a sua própria pobreza. Assim, a Virgem, quanto mais enriquecida se via, mais se humilhava. E lembrava-se, sem cessar, de que tudo aquilo era dom de Deus.

 

II. O humilde recusa os louvores, referindo-os todos a Deus
Tal foi o procedimento de Maria, ao perturbar-se diante dos louvores que lhe dirigia o Arcanjo Gabriel. E foi outro o seu procedimento, quando Isabel a chamou de bendita entre todas as mulheres e de Mãe do Senhor? Imediatamente Maria atribuiu toda a glória a Deus, respondendo no seu humilde cântico: "Minha alma engrandece ao Senhor". Vale como se dissesse: Isabel, tu me louvas, porém eu louvo ao Senhor, a quem unicamente é devida toda a honra. Tu te admiras de eu vir até ti, mas eu admiro a Bondade Divina, na qual, tão somente, meu espírito se alegra. Louvas-me porque eu acreditei, mas eu louvo a meu Deus que quis exaltar o meu nada. 

 

III. É próprio do humilde prestar serviço
Maria não se negou a servir Isabel durante três meses. Sobre isto escreve São Bernardo: Admirou-se Isabel da vinda de Maria, porém mais admirável era ainda o motivo da sua vinda: vinha para servir e não para ser servida.

 

Meditações para o Mês de Consagração a Nossa Senhora, pág.57

da autoria de D. António Alves de Siqueira

Anunciação do Senhor

Hoje a Igreja celebra a Anunciação do Senhor - o dia em que o Anjo Gabriel desceu à Terra para perguntar à Virgem Maria se aceitava ser a mãe do Messias, o Filho de Deus ... E Maria disse SIM!

Que dia de magníficas reflexões! Que profundíssimos mistérios! Quantas maravilhas para nos deleitarmos! Que belo dia!

 

Curioso que recentemente (ou melhor dizendo, Providencialmente) tive o imenso prazer de ler uma pequena parte das Revelações de Nossa Senhora à Santa Brígida da Suécia (aqui) - que me deixou absolutamente boquiaberta e sem palavras (e com uma enorme vontade de ler o resto do livro!!), que partilho hoje convosco neste dia tão especial:

 

Mary appearing to St Bridget of Sweden.jpg

Pintura de Nossa Senhora e o Menino Jesus a revelarem-se à Santa Brígida da Suécia.

Revelações de Nossa Senhora a Santa Brígida

 

“Sou a Rainha do Céu. Ama meu Filho, porque ele é o honestíssimo e quando tens a Ele, tens tudo o que é honesto. Ele é o mais desejável e quando tens a Ele tens tudo o que é desejável. Ama-o também porque Ele é virtuosíssimo e quando o tens, tens todas as virtudes. Vou te contar como foi maravilhoso seu amor pelo meu corpo e minha alma e quanta honra deu ao meu nome. Ele, meu filho, me amou antes que eu o amasse, pois é meu Criador. Ele uniu meu pai e a minha mãe em um matrimonio tão casto que não se pode encontrar nenhum casal mais casto.

Nunca desejaram unir-se exceto de acordo com a Lei, só para terem descendência. Quando o anjo lhes anunciou que teriam uma Virgem pela qual chegaria a salvação do mundo, antes desejariam morrer do que unir-se em um amor carnal, pois a luxuria estava extinta neles. Asseguro-te que, pela caridade divina e devido à mensagem do anjo, eles se uniram na carne, não por concupiscência, mas contra sua vontade e por amor a Deus. Dessa forma, minha carne foi gerada de suas sementes e através do amor divino.

Quando meu corpo se formou, Deus enviou nele a alma criada a partir da sua divindade. A alma foi imediatamente santificada junto com o corpo e os anjos a vigiavam e custodiavam dia e noite. É impossível expressar-te que grandíssimo gozo sentiu minha mãe quando minha alma santificada se uniu ao meu corpo. Depois, quando o curso da minha vida se cumpriu, meu Filho primeiro elevou minha alma, por ter sido a dona do corpo, a um lugar mais eminente que os demais, perto da glória de sua divindade, e depois meu corpo, da forma que nenhum outro corpo de criatura esteja tão perto de Deus como o meu.

Veja quanto meu Filho amou a minha alma e meu corpo! Existem pessoas, entretanto, que maliciosamente negam que eu tenha sido assunta em corpo e alma, e existem outras que simplesmente não tem maior conhecimento. Mas a verdade disso é certa: Fui elevada até a Gloria de Deus em corpo e alma! Escuta agora o muito que meu Filho honrou meu nome! Meu nome é Maria, como diz o evangelho.”

(...)

“Sou a Rainha do Céu, a Mãe de Deus. Agora te mostrarei com mais detalhes como, desde o principio, quando eu primeiro ouvi e entendi que Deus existia, sempre e com temor estive zelosa sobre minha salvação na observância de seus mandamentos.

Quando aprendi mais plenamente que o mesmo Deus era meu Criador e o Juiz de todas minhas ações, cheguei a amá-Lo profundamente e estive constantemente alerta e atenta para não ofendê-Lo por palavra ou por obra.

Quando soube que Ele havia dado sua Lei e mandamentos a seu povo e fez milagres através deles, fiz a firme resolução em minha alma de não amar nada mais a não ser Ele, e as coisas mundanas se tornaram muito amargas para mim. Então, sabendo que o mesmo Deus redimiria o mundo e nasceria de uma Virgem, eu estava tão movida de amor por Ele que não pensava em nada mais a não ser em Deus, nem queria nada fora Dele. Separei-me, no possível, da conversação e presença de parentes e amigos, e dei aos necessitados tudo o que havia chegado a ter, ficando somente com um moderado vestuário e alimentação.

Nada me agradava a não ser Deus. Sempre esperei em meu coração viver até o momento de seu nascimento, e talvez, aspirar a ser uma indigna servidora da Mãe de Deus. Também fiz em meu coração o voto de preservar minha virgindade, se isso fosse aceitável a Ele, e de não possuir nada no mundo. Mas se Deus quisesse outra coisa, meu desejo era que se cumprisse em mim seu desejo e não o meu, porque acreditei que Ele era capaz de tudo e que Ele só queria o melhor para mim. Por Ele, submeti-lhe toda a minha vontade.

Quando chegou o tempo estabelecido para a apresentação das virgens no templo do Senhor, estive presente com elas graças à religiosa obediência de meus pais.

Pensei comigo, que nada era impossível para Deus e que, como Ele sabia que eu não desejava nem queria mais que a Ele, Ele poderia preservar minha virgindade, se isto lhe agradasse, e se não, que se fizesse sua vontade.

Depois de ter escutado todos os mandamentos no templo, voltei a casa ainda ardendo mais que nunca por Deus, sendo inflamada com novos fogos e desejos de amor a cada dia. Por isso, me separei ainda mais de tudo e estive só noite e dia, com grande temor de que minha boca falasse e meus ouvidos ouvissem algo contra Deus, ou de que meus olhos olhassem algo em que me deleitasse; em meu silencio senti também temor e ansiedade por estar calando sobre algo que deveria falar.

Com essas perturbações em meu coração, e a sós comigo mesma, encomendei todas as minhas esperanças a Deus. Naquele momento veio ao meu pensamento considerar o grande poder de Deus; como os anjos e todas as criaturas o servem; e como sua glória é indescritível e eterna.

Enquanto me perguntava tudo isso, tive três visões maravilhosas: Vi uma estrela, mas não como as que brilham no Céu. Vi uma luz, mas não como a que ilumina o mundo. Percebi um aroma, mas não de ervas nem de nada disso, mas indescritivelmente suave, que me plenificou tanto que senti como se saltasse de gozo. Nesse momento, ouvi uma voz, mas não de fala humana.

Tive muito medo quando a ouvi e me perguntei se seria uma ilusão. Então, apareceu diante de mim um anjo de Deus de uma belíssima forma humana, mas não revestida de carne, e me disse: “Ave, cheia de graça...”

annunciation-william-brassey-hole.jpg

A Anunciação - pelo pintor William Brassey Hole 

Imaculada Conceição

Em honra do dia de hoje, em que celebramos a Imaculada Conceição de Nossa Senhora, partilho convosco duas das minhas canções favoritas, tocadas e cantadas pela extraordinária Danielle Rose 

 

 

Hail Holy Queen

 

Hail Holy Queen, Mother of mercy,

Our life, our sweetness, and our hope.

To thee do we cry, poor banished children of Eve.

To thee do we send up our sighs mourning and weeping

in this valley of tears.

Turn then, most gracious advocate,

thine eyes of mercy toward us,

and after this our exile,

show unto us the blessed Fruit of thy womb, Jesus.

O clement,

O loving,

O sweet Virgin Mary!

Pray for us O most holy Mother of God,

that we may be made worthy of the promises of Christ.

Amen

Salvé Rainha

 

Salvé Rainha, Mãe de Misericórdia

Vida, doçura e esperança nossa, Salvé!

A Vós bradamos, os degredados filhos de Eva

A Vós suspiramos, gemendo e chorando

neste Vale de Lágrimas.

Eia, pois, advogada nossa

Esses Vossos olhos misericordiosos a nós volvei!

E depois desse desterro,

Mostrai-nos Jesus, bendito fruto do Vosso Ventre

Ó Clemente,

Ó Piedosa,

Ó Doce Sempre Virgem Maria.

Rogai por nós Santa Mãe de Deus,

Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Amen.

 

Mary's Heart

 

(This song is a prayer written by Mother Teresa. It is prayed by the Missionaries of Charity to prepare their hearts to receive Jesus in the poorest of the poor.)

 

O Mary, Mother of Jesus,

Give me your heart

That I might receive Jesus.

Give me your heart,

So beautiful, so pure,

So immaculate, so full of love and humility.

 

Give me your heart,

To love Him as you loved Him,

And serve Him as you served Him,

In the distressing disguise of the poorest of the poor.

 

In the Bread of Life,

In the poorest of the poor,

In distressing disguise,

In Christ our Lord.

Coração de Maria

 

(Esta canção é uma oração escrita pela Madre Teresa de Calcutá e é rezada pelos Missionários da Caridade, para prepararem os seus corações a fim de receberem Jesus no mais pobre dos pobres).

 

Ó Maria, Mãe de Jesus,

Dá-me o Teu coração

Para que eu possa receber Jesus.

Dá-me o Teu coração,

Tão belo, tão puro,

Tão imaculado, tão cheio de amor e humildade.

 

Dá-me o Teu coração

Para poder amá-Lo como Tu O amaste,

E servi-Lo como Tu O serviste,

No aflitivo disfarce do mais pobre dos pobres.

 

No Pão da Vida,

No mais pobre dos pobres,

Num aflitivo disfarce,

Em Cristo, nosso Senhor.

Superando, aos poucos, o deserto

Nossa Senhora faz realmente milagres.

Se, nos últimos dias, tenho conseguido avançar um pouquinho neste deserto espiritual, de que vos falei no último post, o mérito é, sem dúvida, de Nossa Senhora! Tem sido com Ela e através Dela que comecei a ver finalmente um luzinha, no fundo deste túnel imenso … Tem sido o Seu exemplo de vida, infinito em graças e bênçãos, que me tem ensinado várias lições e me tem oferecido algumas respostas que eu procurava ....  E tudo graças a um pequeno livrinho, escrito há muito tempo atrás e que já transformou tantas pessoas antes de mim ... 

 

Adicionalmente, no início desta semana, já nem me lembro bem como, descobri um site com gravações de homilias dum padre americano, que me têm feito também, oh, tão bem à alma! Estas homilias estão em inglês, é verdade, e não tenho formas das vos traduzir, mas ainda assim espero que a sua partilha consiga, talvez, ajudar alguém, como me tem ajudado tanto a mim …

 

Podem ouvir todas as homilias aqui no site Luke 11:28.

Mas gostava de partilhar convosco algumas daquelas que mais me marcaram...

 

Homilia Mariana #1: Maria como nosso modelo de vida

O que especificamente nos pode ensinar Nossa Senhora nas nossas vidas? E como? Ora, não há melhor professora nesta vida do que a maior e melhor das Mães ...

 

Homilia Mariana #2: Nós seremos sempre filhos de Maria

O caminho da santidade não é fácil, tem sempre muitos obstáculos e barreiras a ultrapassar ... mas podemos contar sempre com o auxílio de Nossa Senhora, em todos os passos do nosso caminho, como só uma Mãe nos poderia ajudar...

 

 

Fazer a vontade de Deus não é nada fácil

O Evangelho diz-nos para amarmos os nossos inimigos, para abraçarmos o sofrimento, para obedecermos às autoridades na nossa vida .... mas isso não é nada fácil, como todos já pudemos comprovar, duma maneira ou de outra. Como poderemos então superar os nossos obstáculos e fazermos a vontade de Deus? A resposta foi já encontrada há muito tempo .... 

 

 

Defendendo o nosso castelo

Ao lutarmos contra os nossos pecados é extremamente fácil cairmos na armadilha, astutamente colocada pelo Maligno, de acreditar que podemos vencê-los com as nossas próprias forças, se estivermos no controlo das situações e de tudo o que acontece ... mas assim acabamos simplesmente por cair noutra tentação. Qual é então a solução?

 

 

 

Queria também agradecer a todos vós, queridos leitores e queridos amigos, pelas vossas inúmeras palavras de apoio! Obrigado 

Dicas para rezar o Terço

Em Maio passado comecei a escrever uma série de posts acerca do Santo Rosário. Lembram-se?

Primeiro, contei-vos acerca da minha surpresa quando descobri que Nossa Senhora nos tinha pedido para rezarmos o Terço todos os dias e da forma como eu costumo rezá-lo. Depois, num post seguinte, falei-vos das 15 promessas associadas ao Santo Rosário e das várias graças que recebemos ao sermos fiéis a esta devoção.

 

Quando comecei a descobrir a Fé Católica e a devoção a Nossa Senhora, comecei a rezar cheia de vontade e de entusiasmo por esta “novidade” para mim … mas alguns dias depois, as circunstâncias da vida intrometem-se, a vontade foge pela janela, os minutos do dia não esticam e, com milhares de outras coisas a fazer sendo estudante de medicina, esta devoção inicial foi-se perdendo, debaixo da enorme pilha de livros para estudar ….

 

Entretanto, a nossa querida Teresa Power lá escrevia um post no blog acerca do Terço, e eu voltava a tentar e nesse dia rezava … mas no seguinte ou no depois já não … e vinha então mais um post no blog, mais uma tentativa, mais um esquecimento …. Isto vezes e vezes sem conta. Sentia-me como se estivesse numa rodinha dum hamster, a rodar, a rodar, a rodar, sem sair do sítio …

 

Nossa Senhora.jpg

Capela do Hospital Pulido Valente

 

Um dia disse finalmente, basta! Isto assim não pode continuar!

Fui conversar (e confessar) com um dos padres da nossa paróquia, e pedi-lhe ajuda. O que podia eu fazer para mudar a situação? Ele deu-me alguns conselhos, muito úteis e práticos, que hoje partilho convosco.

Além disso, nos dias seguintes fui à procura na internet de dicas para rezar o Terço – e na verdade, acabei por encontrar muitas mais do que estava à espera! Uau, afinal não era a única com dificuldades em conseguir rezar regularmente! O sentimento de compreensão mútua e o apoio companheiro e amigo é um dos traços que mais aprecio na Igreja Católica …

 

Ora, aqui vão elas - as 5 melhores dicas que vos posso dar:

 

Dicas para rezar o Terço ... quando se é péssimo nisso!

 Maria 2.jpg

  1.  Peçam ajuda a Nossa Senhora

Esta primeira dica é tão simples que a esquecemos facilmente – peçam ajuda a Nossa Senhora para que consigam rezar o Terço – e já agora, para todas as outras orações que façam no vosso dia! Afinal, a Virgem Maria é o exemplo mais perfeito de oração e de comunhão com a vontade de Deus…

Embora o Terço seja uma oração muito simples e fácil de praticar e acessível a todos, na verdade, assim como nós, vários santos tiveram dificuldades em pô-lo em prática regularmente. Não desanimem e não desistam … uma das lições que o Terço nos pode ensinar é exactamente o valor da persistência.

Da próxima vez que pegarem no vosso Terço para rezar, imaginem-se a dar a vossa mão a Nossa Senhora e que, juntos, caminharão os dois numa bela viagem pela vida de Jesus.

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

 

  1. Lembrem-se da vossa liberdade

Apesar das milhares de razões que existem para rezar o Terço, o facto de não o fazerem não faz de vós “maus cristãos” nem “mau católicos”. Um dos principais dons que recebemos como filhos de Deus é exactamente a nossa liberdade – liberdade em escolher, em servir, a amar. Deus nunca nos obriga a coisíssima nenhuma, e Nossa Senhora muito menos! É possível amá-La e honrá-La adequadamente sem rezar o Terço – assim como o fizeram outros santos que viveram antes da ampla divulgação desta devoção ou como aqueles que nunca tiveram a oportunidade de a conhecer!

Maria 12.jpg

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

  1. Descontraíam

Reforçando um pouco mais a ideia anterior: o Rosário é, sem dúvida, uma oração belíssima e permite-nos alcançar uma profunda e preciosa meditação sobre a vida de Jesus …. Mas não é o fim do mundo se vocês não o conseguirem rezar! Não há problema e Nossa Senhora certamente que não ficará ofendida que vocês não rezarem perfeitamente. Há dias em que rezamos assim-assim, mais ou menos bem, mais ou menos mal. Outros, em que rezamos mal, mal, mal … Mas, outros dias até nos surpreendemos com o que conseguimos fazer! Na maior parte dos dias, contudo, garanto-vos, rezaremos modestamente bem.

Além disso, não há problema se só rezarem o Terço às vezes. Não há problema se se esquecerem de o rezar. Não há problema se adormecerem a meio ou no fim, e não o completarem. Mais uma vez digo, não fará de vocês “maus católicos”. A sério! Podem tirar esse peso dos vossos ombros…. Contudo, é sim verdade, que rezar o Santo Rosário irá transformar-vos - em melhores e mais humildes pessoas!

Nossa Senhora é a estrada mais segura, directa e célere para o coração de Jesus e o Terço é um grande dom, uma graça especial, um lindo presente – mas não é o único, existem outros!

 

  1. Maria 6.jpgUm dia de cada vez

Não tentem, como eu tentei, fazer logo TUDO à primeira! Na primeiríssima vez que tentei rezar o Terço decidi rezar todo o Rosário, todos os mistérios, todos os dias, com todas as orações, perfeitamente bem e … vocês já sabem o resultado, não é?....

Eu não sou mãe, e ainda não experimentei aquele encanto e entusiasmo que vejo sempre surgir na face de todas as mães, ao verem os seus filhos fazerem algo pela primeira vez - o primeiro sorriso, o primeiro balbuciar, o primeiro passo … ou então, quando os seus filhos se superam e fazem algo melhor do que alguma vez conseguiram, como correr, chutar à bola, pegar bem numa colher ou garfo …

Ora, o Terço é uma oração que nos foi dada pela nossa Mãe celestial e, como a melhor das mães, tenho a certeza que a Santíssima Virgem se encanta e “se derrete” com cada passo, por mais pequenino que seja, que nós damos a caminho da santidade e duma vida de oração mais profunda e plena.

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

 

Rezar o Terço todos os dias pode-vos parecer impossível. E é, se o tentarem todo, duma vez e sozinhos. Mas, se pedirem ajuda a Nossa Senhora e tentarem rezar uma Avé-Maria a mais a cada dia que passa, ou uma década por dia, uma década rezada em família ao fim do dia ou no fim-de-semana, um pouco mais por dia, um pouquinho mais de amor … quando derem por vocês, estarão a rezar o Terço diariamente! E não desejarão outra coisa!

 

  1. Tempos modernos exigem medidas modernas

Concordarão certamente que, nos dias de hoje, as nossas vidas são bastante diferentes das vidas das pessoas que viveram há 500 anos atrás, ou até há 50 anos atrás. Antes, parece-me sempre, as pessoas tinham mais tempo - faziam as coisas com mais calma e tinham menos distracções, do que nós. Assim, talvez fosse mais fácil para os nossos antepassados encontrar o tempo necessário, todas as manhãs ou todas as noites, para rezar o Terço.  

A minha vida de estudante universitária é também diferente da vossa, como trabalhadores por conta própria ou de outrem, como solteiros ou como pais e avós, tenham uma família numerosa ou menos numerosa. Mas, falando-vos um pouco da minha vida em particular, ela é bastante diferente quer eu esteja em período de aulas na faculdade, em época de exames ou, claro, de férias de Verão

 

Durante o tempo de aulas, eu não consigo rezar o Terço todinho à noite, antes de ir para a cama, como gosto. Entre as coisas que preciso de fazer, as matérias que tenho de estudar para o dia seguinte e o enorme sono e cansaço diários, eu simplesmente não consigo rezar à noite.

Que solução encontrei? De manhã, na viagem de comboio para a faculdade, tenho o tempo suficiente para rezar o Terço. Vou contando as Avé-Marias pelos dedos, abstenho-me do stress matinal típico de Lisboa, e tenho todas as minhas orações rezadas antes de começar verdadeiramente o meu dia de trabalho no hospital. Simples e eficaz.

Vocês também podem rezar nas viagens de carro para o vosso trabalho – não devem conseguir rezar sozinhos, contando pelos dedos, mas podem gravar num cd ou no mp3 ou no telemóvel uma gravação do Terço (aconselho-vos duas óptimas gravações aqui* ou aqui) e assim não “se perdem”. Além disso, far-vos-á companhia e sentir-se-ão mais em comunhão com todos os outros católicos que poderão estar a rezar convosco. Para quem gostar de ainda mais modernices, existem hoje até aplicações para o telemóvel ou tablet (aqui, aquiaqui ou aqui) que ajudam-nos a rezar o Terço.

 

Maria 1.jpg

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem 

 

Por outro lado, quando estou em época de exames, já não vou todos os dias de comboio para Lisboa. Além disso, tenho imensa matéria para estudar por dia e os intervalos são poucos e curtos. Assim, nestas alturas, rezo uma dezena do Terço por cada intervalo de estudo que faço. Vocês também podem adaptar este método ao vosso dia – por exemplo, uma dezena ao entrarem no carro de manhãzinha, uma dezena numa pausa da manhã, outra dezena na hora de almoço, outra dezena ao irem para casa ou ao chegarem a casa e, por fim, a última antes de irem para a cama.

 

Por fim, nos fins-de-semana e durante as férias, posso rezar da maneira que prefiro – rezo o Terço completo à noite, antes de ir para a cama.

Como sabem, eu não tenho experiência em rezar o Terço em família, nem com crianças – mas para isso podem passar pelo blog da Família Power ou, agora, no site das Famílias de Caná, que têm diversas ideias e sugestões!

 

E vocês, têm alguma dica? 

Se tiverem, por mais pequena que seja, escrevam-na nos comentários - pode fazer toda a diferença na vida de oração de outra pessoa! 

 

Podem encontrar aqui no blog outras ideias e sugestões para rezar o Terço - aqui.

 

* Existem inúmeros sites na internet com gravações já em formato áudio, grátis, que podem fazer download a vossa vontade – como por exemplo, o Passo-a-Rezar. Existem também vários sites que transformam estes vídeos do youtube em ficheiros áudio. É fácil e rápido, basta pesquisar no google!