Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Um Santo Natal

Queridos amigos, queridos leitores,

Lamento muito a ausência de posts no blog ultimamente, mas Deus tem mantido a minha vida de trabalhadora-estudante muito movimentada e preenchida. E se lhe juntarmos o florescer duma vocação então ... Quantas bênçãos mas quanto trabalho também!

Assim, pelo menos até meados de Janeiro, não prevejo que vá conseguir escrever-vos nada de jeito ... 

 

Não podia, contudo, deixar de partilhar convosco a meditação e reflexão mais profunda e transformadora que tive a oportunidade de ouvir neste Advento. Louvado seja Deus por esta enorme graça!  Que ela possa também transformar este vosso restinho de Advento e início de Natal...

 

Um feliz e santo Natal para cada um de vós! 

Se ao menos eu Lhe tocar ...

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

Continuamos a explorar a líndissima igreja recém terminada na cidade de Magdala, uma cidade com tanta importância nas Sagradas Escrituras para nós, mas que esteve perdida e escondida debaixo da areia durante séculos e séculos ...

O nome desta Igreja, em latim, 'Duc In Altum', consagrada em 2014 pelo Patriarca de Jerusalém, foi inspirado nas palavras que Jesus disse aos Seus primeiros Apóstolos, entre eles Simão Pedro, após uma noite de pesca infrutífera. Depois de ter ensinado uma multidão inteira, Jesus diz-lhes 

"Lançai [as redes] para as profundezas"   

ou "Duc in altum"                                                   (Lc 5,4)

E eles assim fizeram, eles assim obedeceram, apesar de algo hesitantes. O resultado? Bem, nada menos que uma rede de pesca quase a rasgar-se com o peso de tal pescaria extraordinária ... 

Na verdade, toda a construção desta bela igreja (cujas fotos partilhei já convosco no post anterior) serve para nos relembrar e inspirar a não ter medo de confiar nestas palavras de Jesus, nosso Mestre, que nos incentiva a lançar-nos nas profundezas do Seu tremendo e infinito amor... Ouçamos, confiemos, obedeçamos e lancemo-nos - sem qualquer medo ou receio. Jesus estará lá - sempre - connosco e Ele promete-nos que os frutos de tal acto de coragem serão - sempre - imensamente numerosos ...

 

Nós avançamos também, explorando esta bela e ampla igreja, construída para receber multidões de peregrinos ... mas quase só estamos aqui nós, os 40 peregrinos vindos de Portugal. E eu lembro-me das outras palavras de Jesus

Como é estreita a porta e quão apertado é o caminho que conduz à vida,

e como são poucos os que o encontram!

                                                                                               Mt 7,14

magdala 10.jpg

 

Encontramo-nos sob o manto de Nossa Senhora de Guadalupe (cuja festa celebramos esta semana, a 12 de Dez!), pintado no tecto da igreja - e que nos faz sentir quase como se, também nós, à semelhança de Jesus neste período de Advento, estivéssemos dentro do ventre desta querida Mãe, que nos acolhe e protege com a sua perpétua oração e intercessão...

A nossa guia indica-nos que devemos seguir através duma porta estreita. Porque sorris tanto Marisa? - perguntam-me os outros peregrinos. Oh, Deus tem cá um sentido de humor! . 

Esta porta estreita leva-nos, tão adequadamente, até às profundezas desta igreja e, bem, até às profundezas do meu coração quando, através dum quadro nesta modesta e simples capela, chamada Capela do Encontro, sem qualquer aviso, Jesus me leva às lágrimas...

 

magdala 13.jpg

[Havia uma ] certa mulher, vítima de um fluxo de sangue havia doze anos, que sofrera muito nas mãos de muitos médicos e gastara todos os seus bens sem encontrar nenhum alívio, antes piorava cada vez mais ...

                                                                                                                          Mc 5, 25-26

Começo eu a recitar esta parábola de Jesus que, talvez, mais que qualquer outra, eu sei quase de cor, de tantas e tantas vezes que a li e reli e reli ... E de tantas vez que a cantei - graças a uma das minhas músicas favoritas da Danielle Rose - If I touch Him (se eu Lhe tocar).

Estava escrito no livro do Levítico que

«Quando uma mulher tiver o fluxo de sangue que corre do seu corpo, permanecerá durante sete dias na sua impureza. Quem a tocar ficará impuro até à tarde. Todo o objecto sobre o qual ela se deitar, durante a sua impureza, ficará impuro; tudo aquilo em que se sentar, ficará impuro. Quem tocar no seu leito, deverá lavar as vestes, banhar-se-á em água e ficará impuro até à tarde. Quem tocar em qualquer objecto em que ela tenha estado sentada lavará as vestes, banhar-se-á em água e ficará impuro até à tarde. Quem tocar nalguma coisa que estiver sobre a cama ou sobre o móvel em que ela se sentou, ficará impuro até à tarde. Se um homem coabitar com ela e a sua impureza o atingir, ficará impuro durante sete dias, e todo o leito em que se deitar ficará impuro.

Quando uma mulher tiver um fluxo de sangue durante vários dias, fora do tempo normal de impureza, isto é, se o fluxo se prolongar para além do tempo da sua impureza, ficará impura durante todo o tempo desse fluxo, como no tempo da sua impureza. Durante todo o tempo desse fluxo, todo o leito em que se deitar será para ela como o leito em que se deitava durante a sua impureza; qualquer móvel sobre o qual se sentar ficará impuro, como no tempo da sua impureza; quem os tocar ficará impuro; deverá lavar as suas vestes, banhar-se-á em água e ficará impuro até à tarde. Quando terminar o fluxo de sangue, contará sete dias e, depois, ficará pura.»

Lev 15, 19-28

Conseguem imaginar o profundo e intenso sofrimento desta mulher, que há 12 anos mantinha este fluxo de sangue?

Há 12 anos que não podia tocar em ninguém, nem ninguém lhe podia tocar. Teria ela uma família, um marido e filhos? Meu Deus, imaginar 12 anos sem lhes poder tocar... Oh, quanto desejava fazê-lo ... Mas ela sabia que, se o fizesse, os tornaria impuros ... E o amor de mãe e o amor de esposa é muitíssimo maior que este desejo - então, por amor aos outros, lutando contra os desejos do seu próprio coração, mantinha-se firme na resolução de não tornar os outros impuros, de não levar os outros a pecar ... 

Ela tinha procurado ajuda em tudo quanto fosse lugar, tinha gasto tudo o que tinha, tinha-se colocado nas mãos de todos os que eram chamados de sábios e de médicos ... e nada, absolutamente nada, era capaz de sarar aquela ferida aberta, aquela profunda ferida aberta, que lentamente, gota por gota, lhe retirava toda a vida ... 

Até que surgiu Jesus. É sempre assim, também nas nossas vidas - chega Jesus e nunca nada é o mesmo!

Tendo ouvido falar de Jesus, veio por entre a multidão e tocou-lhe, por detrás, nas vestes, pois dizia: «Se ao menos tocar nem que seja as Suas vestes, ficarei curada.» 

                                                                                                                        Mc 5, 27-28

Ela tinha-se tentado esconder por entre a multidão. Já estava tão habituada a isso ... Durante anos tinha vivido com intensos sentimentos de vergonha e de culpa. Durante anos tinha-se sentido suja .... Terá sido, muito provavelmente, expulsa de muitos locais pela sua situação. Oh, o que aconteceria se alguém a reconhesse? Oh, se alguém descobrisse que ela se tinha atrevido a estar no meio duma multidão! ...

Pela primeira vez, ao fim de tantos e tantos anos, um sentimento mais forte que a culpa e a vergonha tinha surgido na sua vida - a Fé. Sim, apenas Ele a poderia salvar, oferecendo-lhe o amor misericordioso que ela tanto procurava. A que tem origem no amor de Deus torna-nos corajosos e audazes...

♫ Se ao menos eu Lhe tocar, Ele curará o meu coração que sangra

Se eu Lhe tocar, Ele dar-me-á tudo o que eu preciso

Se apenas esticar a minha mão e Lhe tocar na orla das Suas vestes

Eu acredito que serei tornada inteira novamente ... ♪

                                                                        (refrão da música da Danielle Rose - If I touch Him)

magdala 14.jpg

Apreciem bem todo o realismo desta pintura belíssima do artista Daniel Cariola ...

De facto, no mesmo instante se estancou o fluxo de sangue, e sentiu no corpo que estava curada do seu mal. Imediatamente Jesus, sentindo que saíra Dele uma força, voltou-se para a multidão e perguntou: «Quem tocou as minhas vestes?» 

Os discípulos responderam: «Vês que a multidão te comprime de todos os lados, e ainda perguntas: ‘Quem me tocou?’» Mas Ele continuava a olhar em volta, para ver aquela que tinha feito isso. 

                                                                                                                    Mc 5, 29-32

Oh, o poder dum simples toque ...

Jesus tinha acabado de ser chamado, à pressa, para ir acudir a filha de Jairo, uma menina de 12 anos, que estava à beira da morte ... Também esta mulher tinha estado a morrer, esvaindo-se em sangue que brotava do seu corpo e da profunda ferida aberta da sua alma, nos últimos 12 anos .... 

À filha de Jairo, Jesus segurará na sua mão e ressuscita-la-á dos mortos ... Também a esta mulher bastará um simples toque, único e especial, incomparável a qualquer outro, para a trazer de novo à vida ... 

Num instante toda a vergonha, toda a culpa, toda a imundice, toda a solidão, toda a dor, oh tão forte e profunda, desapareceu ... terminou ... para sempre!

Então, a mulher, cheia de medo e a tremer, sabendo o que lhe tinha acontecido, foi prostrar-se diante Dele e disse toda a verdade. 

Disse-lhe Ele: «Filha, a tua fé salvou-te; vai em paz e sê curada do teu mal.»

                                                                                                                           Mc 5, 33-34

 

Como é grande o amor de Deus por nós! Tão grande e belo e imenso, que nos tira o fôlego e faz tremer o nosso corpo com toda a Sua intensidade! Que nos leva a desejar colocar-nos de joelhos diante d'Aquele que nos dá uma nova vida ...

Então a criança dentro da minha alma, que eu pensava que tinha morrido há tanto tempo atrás

Foi ressuscitada de novo à vida e eu senti uma alegria até nos meus ossos. 

Então eu fui a correr contar - aos cegos, aos coxos, aos que andavam de coração partido, aos que sentiam vergonha

Aos ricos, aos pobres, aos jovens, aos velhos - a verdade que precisa de ser proclamada! ♪

♪ Se tu Lhe tocares, Ele curará o teu coração que sangra,

Se tu Lhe tocares, Ele te dará tudo o que tu precisas,

Se tu ao menos esticares as tuas mãos e tocares no Pão do Céu,

Acreditas que Ele será capaz de te tornar inteiro novamente? ♫

                                                                                (estrofe e refrão final da música da Danielle Rose - If I touch Him)

E tu? Agora que também foste curado, tens coragem para ir proclamar todas as maravilhas que Deus fez na tua vida?

 

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

No barco com São Pedro

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

 

Continuamos a nossa visita pela recém descoberta cidade de Magdala... e continuamos a seguir, quase linha por linha, os relatos dos Evangelhos. Tanto São Mateus, como São Marcos e São João nos contam que, logo após ter alimentado a multidão de 5000 famílias, perto da praia de Tagba, mostrando, uma vez mais, o quanto a matemática de Deus é diferente da nossa, Jesus realizou outro grande milagre, igualmente cheio de simbolismo e tão, tão cheio de ensinamentos profundos para a nossa vida ... 

Depois, Jesus obrigou os discípulos a embarcar e a ir adiante para a outra margem, enquanto Ele despedia as multidões. Logo que as despediu, subiu a um monte para orar na solidão. E, chegada a noite, estava ali

Mt 14, 22-23

Bolas, Jesus! - parece que oiço o apóstolo Pedro a refilar (ou serei eu própria?) 

Fazes um milagre absolutamente incrível, alimentas mais de 5.000 homens a partir de 5 pãezinhos de cevada e 2 peixes ... e em vez de ficares connosco e de nos explicares o simbolismo deste Teu acto, mandas-nos para o outro lado da margem do Mar das Tiberíades....

Fogo Jesus, aquilo que eu mais queria era ficar, agorinha mesmo, bem aqui, perto de Ti - e Tu pedes-me para seguir caminho, para avançar e ir para a outra margem ... Não era bem isso que eu tinha em mente, sabes? Era mais uma noite descansada, connosco sentados na praia à Tua volta, a ouvir-Te falar a cada um dos nossos corações ... Jesus, tem mesmo de ser?

 

Sim, Pedro, tem. Sim, Marisa, tem. 

Jesus estava bastante magoado, tinha acabado de receber a notícia da morte de João Baptista. Mal teve tempo de chorar a sua morte e de sentir a sua falta ... e logo uma grande multidão O tinha procurado, implorando pela Sua ajuda. Jesus esquece-se de Si mesmo e da Sua dor, e ensina-nos que é ao doarmo-nos aos outros que, por vezes, acabamos por curar as nossas próprias feridas....

O dia estava já no fim e Jesus estava tão cansado - não apenas aquele cansaço do corpo, depois dum dia longo de trabalho; mas aquele cansaço da alma, que só Deus pode aliviar. E Jesus dá-nos o exemplo do que devemos, sempre, fazer - encontrarmos um momento para estarmos a sós com Deus e falar-Lhe de coração aberto, agradecendo as Suas incontáveis bênçãos e graças, e pedindo o auxílio e a perseverança para levar a bom porto aquilo que Ele nos pede para fazer a seguir....

 

magdala 11.jpg

Igreja na cidade de Magdala - sim, o altar tem mesmo o feitio dum barco! Não é absolutamente lindíssimo?

 

A custo, lá vencemos a nossa vontade e cumprimos a Tua ordem, Jesus. Pomo-nos no barco e avançamos mar adentro. Pode ser que a noite seja calma ... 

O barco encontrava-se já a várias centenas de metros da terra, açoitado pelas ondas, pois o vento era contrário.

Mt 14, 24

A sério, Jesus? Estamos a cumprir aquilo que Tu nos disseste para fazer - não é suposto dar sempre tudo certo? Donde vem este vento contrário? Porquê esta tempestade, porquê esta dificuldade tão grande? Tem mesmo de ser assim tão difícil e custoso?

 

Na verdade, este vento de que nos fala os Evangelhos tanto pode representar as dificuldades que encontramos sempre que tentamos fazer a vontade do Senhor e as Suas obras; como pode, também, representar a força dos nossos próprios medos e dúvidas ... Ouvimos as palavras de Deus no nosso coração, confiamos em Jesus, arregaçamos as mangas e atiramo-nos às tarefas que nos são pedidas - em casa, no trabalho, na escola, na paróquia, na rua - mas, quando damos por isso, os problemas e as dificuldades parecem abanar o nosso barco por todos os lados, os nossos medos e dúvidas paralisam-nos e, quase sem darmos conta, permitimos que a água comece a entrar para dentro do nosso barco e comece a afundar-nos ...

 

Senhor, Senhor, onde estás Tu? Porque nos abandonaste?

De madrugada, Jesus foi ter com eles, caminhando sobre o mar. 

Ao verem-n'O caminhar sobre o mar, os discípulos assustaram-se e disseram: «É um fantasma!» E gritaram com medo. 

No mesmo instante, Jesus falou-lhes, dizendo: «Tranquilizai-vos! Sou Eu! Não temais!» 

Mt 14, 25-27

magdala 12.jpg

 

É verdade Jesus ... como pude eu esquecer-me? Tempestade nenhuma, por mais terrível ou assustadora que pareça, Te poderá afastar de mim ... Por mais poderosas que pareçam as águas do mar, Tu consegues, sempre, abrir um caminho até mim. Tu vens, sempre, até mim. Tu vens, sempre, socorrer-me. Por mais que eu me tenha afastado da margem segura. Por mais afastado que eu  esteja de Ti... Tu vens, Jesus, até junto de mim - sempre.

É verdade, Senhor, eu nem sempre reconheço os Teus passos. Eu nem sempre consigo perceber que és Tu que estás a vir na minha direção, em meu auxílio, quando me encontro em plena noite escura da minha alma ...

Mas, ainda assim, Tu vens até mim - sempre. 

Pedro respondeu-lhe: «Se és Tu, Senhor, manda-me ir ter conTigo sobre as águas.» 

«Vem» - disse-lhe Jesus.

Mt 14, 28

Sim, ver o amor que Jesus nos tem, capaz de enfrentar qualquer vento contrário, qualquer noite escura, faz-nos ganhar coragem. Faz-nos aumentar a nossa Fé. Faz-nos acreditar que, sim, conseguimos.

E Jesus convida-nos a irmos ao Seu encontro. Vem, não tenhas medo, vem! Pode parecer impossível, Eu sei, mas acredita, a Minha graça será suficiente. A Minha graça é, realmente, tudo o que tu precisas ...

Se acreditares nas Minhas palavras, então verás o poder do Meu amor; então verás todas as coisas impossíveis que o Meu amor será capaz de fazer na tua vida ...

Vem, até Mim, e Eu guiar-te-ei, Eu cuidarei de ti, Eu suportar-te-ei, Eu serei a tua força ... 

E Pedro, descendo do barco, caminhou sobre as águas para ir ter com Jesus. 

Mt 14, 29

Tu chamas-me, Senhor? Então eu vou!

Agarro-me à proa do barco. Ponho uma perna de fora e depois a outra. Os meus companheiros olham para mim e pensam que estou louco. O vento não pára de soprar. O mar não pára quieto. É tudo tão instável e inseguro...

Mas eu olho para Ti, Jesus, olho bem nos Teus olhos, e recebo, de Ti, a coragem que necessito. Abandono todos os meus medos e inseguranças, e confio - em Ti e nas Tuas promessas.

Confiante no Teu eterno amor, sou capaz de largar tudo o que eu achava que possuía e controlava... Sim, a Tua graça será suficiente!

magdala 8.jpg

Igreja em Magdala

Mas, sentindo a violência do vento, [Pedro] teve medo e, começando a ir ao fundo, gritou: «Salva-me, Senhor!» 

Imediatamente Jesus estendeu-lhe a mão, segurou-o e disse-lhe: «Homem de pouca fé, porque duvidaste?» 

E, quando entraram no barco, o vento amainou. Os que se encontravam no barco prostraram-se diante de Jesus, dizendo: «Tu és, realmente, o Filho de Deus!»

Mt 14, 30-33

Ah, maldito vento! 

O vento parece ser tão forte e eu tão fraco. Esta noite escura, interminável, parece tão aterradora e eu apercebo-me que tenho tanto medo. As águas das dúvidas e dos medos, dos problemas e das dificuldades, querem-me engolir .... oh, que me poderá acontecer? 

 

Mas agora eu sei o que devo fazer. E, com toda a confiança, clamo por Ti - Jesus!

Com alta voz chamo por Ti - Vem Senhor Jesus! Vem e salva-me! Só Tu o podes fazer! Só Tu!

 

E Tu, sem qualquer demora, estendes a Tua forte mão para me ajudar. Tu desces até mim, até às profundezas onde me encontro, e elevas-me à Tua altura. Com todo o Teu poder, libertas-me das águas opressoras. 

E, nos Teus braços, descubro que a tempestade acalmou ... Oh, Tu que és, realmente, o Filho de Deus!

Nada te perturbe, minha querida e frágil alma, pois a Deus, nada é impossível....

 

E tu? O que te impede de segurares na mão que Ele te estende?

 

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~