Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Egipto, a terra que oferece refúgio e crescimento

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

 

Só ao preparar-me para esta peregrinação até à Terra Santa é que me apercebi o quanto associava o Egipto a coisas, digamos assim, menos boas....

O Egipto significava para mim uma terra de escravidão, onde o povo de Deus tinha sido tratado com dureza nas mãos dos bárbaros egípcios pagãos, a fim dos poderosos poderem acumular os seus tesouros e riquezas. O Egipto representava para mim a terra da qual se desejava sempre fugir. Era o local das pragas, das doenças, das tragédias, da morte. Afinal, parecia que tinha sido no Egipto que o povo hebreu tinha aprendido a "criar" os seus próprios e falsos ídolos, meros animais de bronze ou ouro ... 

 

Só durante a nossa peregrinação pelas terras egípcias, ao ouvir as leituras das Sagradas Escrituras, durante as nossas viagens de autocarro, é que me apercebi duma outra realidade, duma outra faceta do Egipto, que eu tinha completamente ignorado até então. Esteve sempre ali e eu nunca me tinha apercebido dela ...

 

O Egipto foi um local de refúgio para Abrãao e a sua família, quando estes passaram fome.

Abrão continuou a sua viagem, acampando aqui e ali, em direcção ao Négueb. Houve fome naquela terra. Como a miséria era grande, Abrão desceu ao Egipto para aí viver algum tempo. 

Gn 12, 9-10

abraão no egipto.jpg

 

Enquanto esteve no Egipto, Abrãao tentou enganar os egípcios e o Faraó, mentindo e fingindo que Sara era sua irmã e não sua esposa. E assim aprendeu uma grande lição, tendo sido mandado embora do Egipto, sim, mas não de mãos a abanar (porque, apesar do mal e das asneiras que nós próprios fazemos, o Senhor não se cansa de nos abençoar....)

Abrão saiu do Egipto, em direcção ao Négueb, com a sua mulher e tudo o que lhe pertencia. Lot acompanhava-o. Abrão era muito rico em rebanhos, prata e ouro.

Gn 13,1-2

 

O Egipto representou também um local de refúgio para o povo hebreu, quando também este passou por dificuldades, através da bondade e perdão de José, filho de Jacob. 

Estendendo-se a fome a toda a terra, José abriu todos os celeiros do Egipto

Gn 41, 56

Os filhos de Israel foram comprar trigo, juntamente com outros que iam, pois também havia fome no país de Canaã.

Gn 42, 5

José instalou seu pai e seus irmãos e concedeu-lhes direitos de propriedade no Egipto, no melhor território, o de Ramessés, como o faraó lhe tinha ordenado. E José sustentou seu pai, seus irmãos e toda a casa de seu pai, dando-lhes víveres, de acordo com as necessidades de cada família.

Gn 47, 11-12

jose salva o povo.jpg

 

Mas, antes disso, o Egipto tinha sido um local de grande crescimento para José, que passou dum jovem de 17 anos mimado e apaparicado, a um homem honesto, íntegro, capaz de sofrer heroicamente as adversidades, chegando a tornar-se no sábio e prudente chefe do reino do Faraó. Mas isso ainda não era suficiente, José tinha de crescer ainda mais, tinha de expandir o seu coração, a dar e a doar-se até doer: era preciso que ele aprendesse a perdoar (sempre uma das nossas lições mais difíceis ...) e a perdoar mesmo aqueles que tinham tentado destruir a sua vida - os seus irmãos.

 

Anos mais tarde, o Egipto foi também uma terra de refúgio para alguns dos profetas, como Jeremias (apesar de este ter dito, antes, cobras e lagartos acerca do Egipto ...)

 

E claro, mais importante que todos estes exemplos, é a representação do Egipto como terra de refúgio para a Sagrada Família, quando esta foi perseguida pelo terrível Herodes...

fuga para egipto.jpg

 

O anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e disse-lhe: «Levanta-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egipto e fica lá até que eu te avise, pois Herodes procurará o menino para o matar.» E ele levantou-se de noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egipto, permanecendo ali até à morte de Herodes. Assim se cumpriu o que o Senhor anunciou pelo profeta: Do Egipto chamei o meu filho.

Mt 2, 13-15

Também aqui a Sagrada Família cresceu, em especial Jesus, uma vez que terão aí vivido até aos seus 6 a 7 anos de idade, altura em que voltaram para Nazaré, após a morte do rei Herodes.

 

Dentro do bairro cristão copta no Cairo, localiza-se uma igreja que se acredita que marque a casa da Sagrada Família, durante o tempo em que esta se refugiou no Egipto. E nós tivémos a maravilhosa oportunidade de a visitar ...

fuga para egipto 2.jpg

Nesta igreja copta, como na maioria das igrejas ortodoxas, existe uma separação bastante marcada entre a zona da assembleia dos cristãos e a zona do altar do Senhor. Apenas os Padres podem passar através da "porta de Nossa Senhora" e realizarem a Euraristia sobre o altar.

Não é belíssima a forma como arquitecturaram esta ideia de Maria como sendo a porta através da qual podemos aceder ao Céu, e assim, a Deus?

fuga para egipto 3.jpg

Theotokos = Mãe de Deus

fuga para egipto 4.jpg

O Anjo Gabriel que guia a Sagrada Família

fuga para egipto 5.jpg

Por baixo da igreja, situa-se aquela que terá sido a casa onde habitou a Sagrada Família no Egipto

fuga para egipto 6.jpg

fuga para egipto 7.jpg

O poço da casa da Sagrada Família

fuga para egipto 8.jpg

Líndíssimo ícone copta de Nossa Senhora

 

Oh, o que terá acontecido à Sagrada Família durante os anos em que viveram no Egipto?...

 

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~