Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Festa do Pai Nosso

- Esta vai ser a primeira vez que vou à missa! - disse-me uma menina na catequese deste sábado, numa voz cheia de entusiasmo

- Eu também!

- Também eu!

- E a minha também! - disseram os outros meninos e meninas, também eles cheios de entusiasmo e expectativa. Estavam empolgados com a missa do dia seguinte, porque nessa Eucaristia iríamos celebrar a Festa do Pai Nosso, dos meninos do 2º ano de catequese. 

 

Tenho de fazer um esforço para não pensar na pena e tristeza que sinto, sempre que me apercebo que a grande maioria dos 25 meninos da minha catequese não vem à missa .... nunca. Por mais que eu os convide (e aos pais e avós) todas as semanas, dentro destes 25, apenas 3 vêm regularmente à missa. Outros tantos vêm às vezes. Os restantes.... nunca vieram ao longo do ano porque, apercebi-me neste sábado, nunca vieram nas suas pequenas vidas.

 

- Quer dizer - retomou a primeira menina - a primeira vez não é, porque a minha mãe diz que houve uma no meu baptizado, mas aí eu era pequena e não me lembro de nada!... E várias vozes de concordância seguem a sua resposta.

 

Desta vez, recuso a deixar-me levar por pensamentos de derrota e de desânimo, como nas outras catequeses. Agarro-me às suas vozes de entusiasmo por irem pela primeira vez à missa. Estão realmente empolgados! 

Eu quero crer que este entusiasmo venha, não só por ser a primeira vez que vêm ou apenas porque vai ser a "sua" Festa do Pai Nosso, mas também por todas as conversas que já tivemos na catequese acerca da missa, de como é a missa e do que acontece na missa; mas, mais importante que tudo, vejo a Fé a desabrochar nos seus corações. 

 

Deviam ver também as carinhas de felicidade dos meninos que vêm regulamente à missa - esses sim, não conseguiam caber em si de contentes!! Não só por terem finalmente a companhia dos seus amigos mas também porque já sabem reconhecer a importância da Santa Missa.

 

Oh, Deus meu, que eles venham e que voltem!

Esta é uma das preces que eu mais rezo. Que eles, os Teus filhos pródigos, dispersos, cheios de dor e com tanta falta do Teu amor e misericórdia, que eles voltem para casa!

 

Penso que conhecem a velha máxima de Santo Inácio de Loyola

Trabalha, como se tudo dependesse de ti, e confia, como se tudo dependesse de Deus

 

Eu quero cativar aquelas crianças, mas principalmente os seus pais e avós, que desta vez aceitaram o meu quinquagésimo terceiro convite para virem à missa. Quero cativá-los para que voltem mais vezes!

 

Portanto mãos à obra, há uma Eucaristia para embelezar!

E que bênção é poder contar com a catequista do outro grupo do 2º ano, com a sua experiência, bom senso e abertura para novas ideias e sugestões. Conversas e conversas e conversas, emails e telefonemas, emails e telefonemas ....

Finalmente, tudo está organizado e dividido. Inacreditavelmente, em ambos os grupos, tanto os meninos como os pais, parece que todos aceitaram participar e ajudar em alguma coisa durante a missa. Glória a Deus! 

 

Voltemos ao dia de ontem, sábado de manhã, na catequese, véspera da Festa do Pai Nosso, onde decorreu aquele pequeno diálogo. Há uma grande actividade para preparar para o dia seguinte .... Shiu! Não contém a ninguém o que é! É surpresa!

 

Cartaz 1.jpg

Eu desenhei este mega-cartaz, para colocar à frente do altar na igreja. Não sei se dá para perceber muito bem, mas é composto por 2 cartolinas. Cada grupo de catequese pintou uma metade (uma cartolina) deste cartaz, sem saber como o outro grupo pintara a sua parte. Uns usaram lápis de cor, outros lápis de cera, algumas tintas e colas brilhantes... foi uma divertida confusão, todos queriam ajudar a pintar!

 

Eu tirei esta ideia do cartaz deste blog maravilhoso, que tem montes de ideias de trabalhos manuais para a catequese (apesar de ser escrito por uma catequista da igreja Anglicana)!

Depois de os meninos terem pintado o cartaz, eu reforcei os contornos dos desenhos com marcador preto e colei sobre cartão grosso para fortificar um pouquinho ... 

 

É domingo de manhã, o despertador toca e eu salto da cama, abrindo logo a janela mais próxima. Oh não! Chuva! Chuva, chuva e mais chuva! Vai estragar tudo!

Sim, choveu e bem ... até à exacta hora em que devíamos fazer a nossa entrada pela porta principal da igreja, dois a dois, num belo comboio com quase 40 crianças, à frente do Sr Padre e dos acólitos. A igreja está cheia de pessoas, que bom! Mas ai que vergonha, estão todos a olhar para nós!

 

Inacreditavelmente, ninguém tropeça nem cai ao ajoelhar-se à frente do Sacrário, ninguém empurra nem corre. Ena, eles estão a portar-se bem! E estão a ir direitinhos para os seus lugares! Mas que bem!

A missa pareceu-me um sonho - correu tudo tão bem! Tão bem! Todas as nossas ideias resultaram! E estão todos a cantar, ena!!

Subimos todos ao altar para rezarmos de mãos dadas a maravilhosa oração do Pai Nosso, que une sempre todas as pessoas que estão presentes na missa. Não importa se vêm sempre à missa, se participam na paróquia ou se há anos que não vinham - toda a gente sabe, de coração, a oração do Pai Nosso, e apenas isso é digno de louvor e de acção de graças!

 

Já no final da missa, algumas crianças reúnem-se à frente do altar, para algumas orações finais, enquanto outras elevam cartolinas coloridas com as frases do Pai Nosso, para toda a assembleia ver:

"Jesus obrigado:

Obrigado por nos ensinares que o Teu Pai também é nosso Pai,
Obrigado por nos ensinares que o Seu nome é santo e que também nós podemos ser santos,
Obrigado por nos ensinares que também nós podemos ajudar a construir o Reino de Deus, 
Obrigado por nos ensinares a importância de fazer o bem, e que através das nossas boas acções fazemos a vontade de Deus,
Obrigado por nos ensinares que o pão é vida, por nos ensinares a pedir pão para todas as pessoas, todos os dias,
Obrigado por nos ensinares que Deus tudo perdoa,
Obrigado por nos ensinares a perdoar,
Obrigado por nos ensinares que podemos pedir forças a Deus para sermos corajosos e fortes, para não fazermos o mal, mas sim o bem,
Obrigado por nos ensinares a falar com o nosso Pai que está no Céu e em todos os nossos corações."
Catequista Maria Teresa Capela

A missa terminou com muita alegria, muitos beijinhos e abraços e sorrisos ... e com alguns chocolates também - afinal é dia de festa!

 

Oh, é verdade - querem ver como ficou o cartaz? Digam lá se não ficou bonito!

Cartaz 2.jpg

 

Cartaz 3.jpg

 

Será que resultou? Será que voltam noutro dia?

Não sei, só Deus saberá. Porque só Deus, pela sua extraordinária graça, pode mudar os corações - daqueles que aceitarem essa graça. Eu, pelo menos, vou passar o resto do dia a cantar

A Ti (a Ti), Senhor (Senhor), meu Deus (meu Deus);

A Ti (a Ti), Senhor (Senhor), meu Deus (meu Deus)!

Te dou tudo o que sou

Tudo o que sou, Senhor, a Ti, tudo Te dou.

 

Meu coração e minhas mãos
Minha pobreza, tudo te dou.
Minha ternura, minha amargura.
O pão e o vinho da minha vida.

2 comentários

Comentar post