Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem esposa e mãe católica portuguesa. Neste blog partilho a minha caminhada em busca de Deus e da santidade, através da nossa Igreja Doméstica crescente!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem esposa e mãe católica portuguesa. Neste blog partilho a minha caminhada em busca de Deus e da santidade, através da nossa Igreja Doméstica crescente!

A tenda de Abraão - actividade para catequese infantil

Este post será o primeiro de vários posts que pretendo ir escrevendo ao longo das próximas semanas, de forma a partilhar convosco algumas actividades manuais que desenvolvi com o meu grupo de catequese infantil durante o ano passado (em especial, nas alturas em que a catequese teve de ser online via Zoom dado o contexto da pandemia ...)

Tenda de Abraão 3 v2-2.jpg

 

Texto a ser explorado:

Três anjos anunciam o nascimento de Isaac a Abraão e a Sara

O SENHOR apareceu a Abraão junto dos carvalhos de Mambré, quando ele estava sentado à porta da sua tenda, durante as horas quentes do dia. Abraão ergueu os olhos e viu três homens de pé em frente dele. Imediatamente correu da entrada da tenda ao seu encontro, prostrou-se por terra e disse: «Meu Senhor, se mereci o teu favor, peço-te que não passes adiante, sem parar em casa do teu servo. Permite que se traga um pouco de água para vos lavar os pés; e descansai debaixo desta árvore. Vou buscar um bocado de pão e, quando as vossas forças estiverem restauradas, prosseguireis o vosso caminho, pois não deve ser em vão que passastes junto do vosso servo.» Eles responderam: «Faz como disseste.»

Abraão foi, sem perda de tempo, à tenda onde se encontrava Sara e disse-lhe: «Depressa, amassa já três medidas de flor de farinha e coze uns pães no borralho.» Correu ao rebanho, escolheu um vitelo dos mais tenros e gordos e entregou-o ao servo, que imediatamente o preparou. Tomou manteiga, leite e o vitelo já pronto e colocou-o diante deles. E ficou de pé junto dos estranhos, debaixo da árvore, enquanto eles comiam.

Então, disseram-lhe: «Onde está Sara, tua mulher?» Ele respondeu: «Está aqui na tenda.» Um deles disse: «Passarei novamente pela tua casa dentro de um ano, nesta mesma época; e Sara, tua mulher, terá já um filho.»

Ora, Sara estava a escutar à entrada da tenda, mesmo por trás dele. Abraão e Sara eram já velhos, de idade muito avançada, e Sara já não estava em idade de ter filhos. Sara riu-se consigo mesma e pensou: «Velha como estou, poderei ainda ter esta alegria, sendo também velho o meu senhor?» 

O SENHOR disse a Abraão: «Porque está Sara a rir e a dizer: ‘Será verdade que eu hei-de ter um filho, velha como estou? ‘Haverá alguma coisa que seja impossível para o SENHOR? Dentro de um ano, nesta mesma época, voltarei à tua casa, e Sara terá já um filho.» Cheia de medo, Sara negou, dizendo: «Não me ri.» Mas Ele disse-lhe: «Não! Tu riste-te mesmo.» (Gn 18, 1-15)

Actividade:

Construção de uma tenda de papel em origami

Tenda de Abraão 2 v2.jpg

 

Materiais necessários: 

  • 1 folha de papel A4 colorido (1ª versão que fiz) ou então 1 folha de papel A4 branco (2ª versão da actividade)
  • Tesoura 
  • Régua
  • Lápis de carvão
  • Lápis de cor / canetas para pintar

Tenda de Abraão 7 v2.jpg

Como fazer:

  1. Dobrar a folha de papel na diagonal, formando um triângulo grande. Cortar o excedente, de forma a obter uma folha de papel que seja quadrangular, ou seja, com os 4 lados todos iguais
  2. Seguir as instruções para a construção da tenda de papel em origami
  3. tenda em origami.jpg

  4. Se tiverem obtado pela folha de papel colorida - têm a vossa tenda feita!
  5. Se tiverem obtado pela folha de papel branco, então agora podem decorá-la ao vosso gosto. Eu tentei desenhar as cordas e os vincos do tecido da tenda, desenhei também a Sara na parte de trás da tenda e 3 asas que representavam os 3 anjos que vieram anunciar o nascimento de Isaac

 

Partilho convosco algumas fotos da minha versão desta actividade, assim como fotos tiradas pelos próprio meninos da catequese dos seus trabalhos (basta irem carregando nas setinhas laterais nas fotos). Muitos quiseram decorar o "interior" da tenda, desenhando peças de mobiliário e objectos alusivos ao povo judeu (reparem que há uma tenda com 2 pisos, incluindo com casa de banho, quarto, sala e cozinha equipada!). Outros desenharam Abraão, Sara e os 3 anjos. Outros preferiram decorar as tendas ao seu próprio gosto e imaginação.

 

Caso realizem esta actividade manual com a vossa família ou com o vosso grupo de catequese, por favor partilhem connosco algumas fotos via email (marisa-milhano@hotmail.com)

Esta actividade manual foi realizada em simultâneo com outra, acerca do sacrifício de Isaac, que partilharei convosco nos próximos dias (daí os desenhos na base da tenda que podem ver nas fotos)

Os Profetas Menores - 12. Profeta Malaquias

Profetas Menores - 12. Malaquias 2.png

 

«E vós perguntais: 'Porquê?' É porque o Senhor Se constituiu testemunha entre ti e a esposa da tua juventude, aquela que tu atraiçoaste, embora ela fosse a tua companheira e aquela com quem fizeste aliança. Porventura não fez Ele um só ser que é carne com um sopro de vida? E este ser único que procura, afinal? Uma posteridade dada por Deus. Por conseguinte, tende cuidado convosco, e que ninguém atraiçoe a mulher da sua juventude. Porque Eu odeio o divórcio - diz o Senhor, o Deus de Israel - e que alguém cubra de injustiças as suas vestes - diz o Senhor do Universo. Portanto, tende cuidado convosco e não cometais essa traição.» (Ml 2, 14-16)

 

Malaquias, cujo nome quer dizer “meu mensageiro”, é o último dos profetas menores, e aquele cujo livro fecha o Antigo Testamento. Terá profetizado cerca de 20 anos depois da reconstrução do Templo de Jerusalém, durante uma nova crise religiosa, moral e económico para o povo judeu.

Porquê esta veemência do Senhor em recusar o divórcio? Porque, pelo Matrimónio cristão, o homem e a mulher tornam-se imagem da Santíssima Trindade, uma comunhão inseparável de pessoas que se amam. O homem e a mulher unidos pelo Matrimónio tornam-se um sacramento, ou seja, um sinal visível da união invisível de Cristo pela Igreja. Tornam-se assim um ícone do amor de Deus por cada um de nós.

E como é o amor de Deus por nós? Será que Deus se divorcia de nós? Não. Deus é fiel, mesmo na nossa infidelidade- Deus ama-nos, mesmo quando não O amamos. Deus entrega-se por nós - até ao fim.

 

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Os Profetas Menores - 11. Profeta Zacarias

Profetas Menores - 11. Zacarias 2.png

 

“Porque assim diz o Senhor do Universo - Ele que me enviou com autoridade - acerca das nações que vos despojaram: «Quem vos toca, toca a menina dos Meus olhos.» Eis que Eu levanto a Minha mão contra elas para que sejam a presa de seus escravos. E então vós sabereis que o Senhor do Universo me enviou. Rejubila e alegra-te, filha de Sião, porque eis que Eu venho para morar no meio de ti - oráculo do Senhor. Naqueles dias, muitas nações se unirão ao Senhor e serão o Meu povo; habitarei no meio de ti, e saberás que o Senhor do Universo me enviou a ti.” (Zc 2, 12-15)

 

Zacarias terá sido um dos sacerdotes regressados do Exílio da Babilónia, tal como referido por Neemias, e contemporâneo do profeta Ageu. Juntamente com este, foi um dos que mais impulsionou as autoridades civis e religiosas daquela época a reconstruirem o Templo de Jerusalém, após o regresso do Exílio.

Segundo Zacarias, Jerusalém é a menina dos olhos do Senhor - assim como cada um de nós o é também. A nossa vida é preciosa para Deus, tão preciosa que, para nos salvar, Ele próprio vem viver no meio de nós, fazendo-Se homem, semelhante a nós - excepto no pecado. Através das palavras do profeta Zacarias, o Senhor convoca-nos à alegria e a exultarmos pela Sua presença nos nossos corações …

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Os Profetas Menores - 10. Profeta Ageu

Profetas Menores - 10. Ageu 2.png

 

A palavra do Senhor foi dirigida por meio do profeta Ageu, nestes termos:

«Este povo diz: 'Não chegou ainda o momento de reedificar o templo do Senhor.'»

«É então tempo para vós habitardes em casas confortáveis,

enquanto esta casa está em ruínas?»

Eis, pois, o que declara o Senhor do Universo:

«Reflecti, no vosso coração, sobre o caminho que tomastes.» (Ag 1,2-4)

 

Pouco se sabe acerca do profeta Ageu, cujo nome significa “minha festa” e que terá tido um curtíssimo ministério profético, de apenas 4 meses, durante o reinado do rei Dário. Com este profeta começará o último período profético, após o exílio da Babilónia.

Reconstruir o templo era a prioridade, restaurar o templo significava fazer renascer a verdadeira piedade e era a condição necessária para que o Senhor viesse e inaugurasse o Seu reino.

Assim, reconstrução do templo seria um renovar da esperança na vinda do Senhor, um sinal visível da presença de Deus – tal como hoje o são para nós as nossas igrejas – recordando a todo o povo o quanto Deus está, realmente, no meio de nós …

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Os Profetas Menores - 9. Profeta Sofonias

Profetas Menores - 9. Sofonias 2.png

“Procurai o Senhor, vós todos,

os humildes da terra que cumpris a Sua Lei.

Procurai a justiça, buscai a humildade:

talvez assim acheis abrigo no dia da cólera do Senhor.” (Sf 2,3)

 

O profeta Sofonias terá também profetizado em Judá, o reino do Sul, durante o reinado do rei Josias e, tal como outros profetas, vai denunciar a idolatria, o sincretismo religioso, a violência dos poderosos sobre os mais pobres, injustiças e o abuso de autoridade daquela época. Curiosamente, apesar desta corajosa denúncia pública, o nome Sofonias significa "o Senhor o escondeu" ou "o Senhor escondeu-Se".

Sofonias irá tentar defender, a todo o custo, os “anawim” de Deus - os oprimidos, os humildes e simples (não só materialmente, mas também espiritualmente porque se reconhecem “mendigos” de Deus). Aliás, pobres, no contexto bíblico, são de maneira especial aqueles que se submetem à vontade de Deus – à semelhança de Jesus, que foi e Se fez pobre, humilde, oprimido e obediente ao Pai até à morte de Cruz …

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Os Profetas Menores - 8. Profeta Habacuc

Profetas Menores - 8. Habacuc 2.png

 

"Então o Senhor respondeu-me:

«Escreve a visão, grava-a em tabuínhas,

para que possa ser lida facilmente.

Porque é uma visão para um tempo fixado:

ela aspira pelo seu termo e não falhará.

Se tardar, espera por ela igualmente;

que ela cumprir-se-á,

com toda a certeza não falhará.

Eis que sucumbe o que não tem a alma recta,

mas o justo viverá pela sua fidelidade.»" (Hab 2,2-4)

 

Pouco se sabe acerca do profeta Habacuc. Provavelmente terá profetizado em Judá, no reino do Sul, ao mesmo tempo que o profeta Jeremias no reino do Norte, por altura da primeira grande deportação do povo israelita para a Babilónia.

O grande tema do livro de Habacuc é o da Justiça Divina. Deus é o Senhor da História - lembra-nos o profeta repetidamente - e esta soberania de Deus só se compreende pela fé …

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Os Profetas Menores - 7. Profeta Naum

Profetas Menores - 7. Naum 2.png

“O Senhor é paciente e grande em poder,

mas a ninguém deixa impune.

Move-Se na tempestade e no vento impetuoso,

as nuvens são a poeira dos Seus pés”. (Na 1,3)

 

O livro do profeta Naum, cujo nome significa “Consolado por Javé” ou o “Consolador”, vai tentar responder a uma pergunta que perturbava o coração daquele povo e, provavelmente, o de todos nós: Será que Deus tolera o mal? Será que não castiga aqueles que fazem o mal, que oprimem os mais fracos e derramam o sangue dos inocentes?

A resposta do Profeta Naum é clara: Não. Deus nāo pode permitir que o mal seja vencedor, ainda que por vezes nos possa parecer o contrário. Não compreendemos os desígnios nem os tempos de Deus. Ele é que é o Senhor da História, e mais tarde ou mais cedo, a Sua justiça manifestar-se-á …

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Os Profetas Menores - 6. Profeta Miqueias

Profetas Menores - 6. Miqueias 2.png

“Mas tu, Belém-Efrata, tão pequena entre as famílias de Judá,

é de ti que me há-de sair

Aquele que governará em Israel.

Por isso, Deus abandonará o Seu povo

até ao tempo em que der à luz

aquela que há-de dar à luz” (Mq 5, 1a.2a)

 

Deus não tem os nossos pensamentos, não tem a nossa lógica. Ao longo de todo o livro do profeta Miqueias, um camponês pobre natural duma aldeia de Judá, o reino do Sul, percebemos que o Senhor escolhe pessoas humildes e lugares simples, para manifestar o Seu poder e a Sua glória. Nós provavelmente escolheríamos uma cidade rica, majestosa e poderosa para que Jesus nascesse lá, mas o Pai escolheu Belém, a “casa do Pão”, uma pequena aldeia da Judeia, quase esquecida, para se tornar o berço do nosso Salvador …

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz