Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Caderneta de Cromos da Santa Missa - 2º Período

Sei que este blog tem andado um pouco abandonado - mas já passaram no site das Famílias de Caná? Já exploraram todos os artigos com jogos, trabalhos manuais e atividades de evangelização que têm sido publicados ultimamente? Não se esqueçam de passar por lá!

 

Hoje, tal como vos tinha prometido, venho partilhar convosco a Caderneta de Cromos da Santa Missa para o 2º Período de catequese deste ano. É maior que a do Período passado, uma vez que existirá um maior número de celebrações litúrgicas nos próximos meses....

 

caderneta 2 - frente.jpg

Caderneta de Cromos da Santa Missa 2º Período - vista por fora

 

Como fazer a Caderneta da Santa Missa?

  1. Fazer o download da Caderneta em branco (podem fazer o download em documento pdf ou então word).
  2. Imprimir a Caderneta em branco, idealmente em papel mais grosso e espesso (eu utilizei folhas de papel A4 com 160g), imprimindo frente e verso
  3. Dobrar a Caderneta ao meio
  4. Fazer o download dos Cromos (podem fazê-lo em documento pdf ou então word).
  5. Imprimir os Cromos a cores, em papel autocolante branco (que pode ser encontrado em lojas como a Staples).
  6. Recortar os Cromos
  7. Podem visualizar o resultado final da Caderneta aqui ou então aqui

 

caderneta 2 - verso.jpg

Caderneta de Cromos da Santa Missa 2º Período - vista por dentro e com todos os cromos

 

Como temos utilizado a Caderneta da Santa Missa na catequese?

Eu entreguei uma Caderneta em branco a cada menino. Eles puderam pintar a capa/parte de fora da Caderneta como quisessem. Expliquei-lhes o objectivo da Caderneta: por cada vez que viessem à Missa, receberiam um cromo, com uma imagem alusiva ao tema da Missa e uma citação do Evangelho, para aprenderem de coração. Desta forma, tento ajudá-los (e aos pais, claro!) a desenvolverem o hábito da Missa Dominical, em especial preparação para a Primeira Comunhão de cada menino (que será em Junho 2019).

 

Esta Caderneta tem tido uma enorme adesão na nossa paróquia e, sem dúvida nenhuma, que tem tido um enorme sucesso com o meu grupo de catequese - têm vindo cada vez mais meninos à missa e de forma regular! Como Deus é bom! 

 

Esta Caderneta pode também ser utilizada em contexto familiar, entre irmãos ou primos, ou noutras actividades da Igreja.

 

Aceitam o desafio?

 

Disse-lhes Jesus:

«Todo o doutor da Lei instruído acerca do Reino do Céu

é semelhante a um pai de família,

que tira coisas novas e velhas do seu tesouro.»

(Mt 13, 52)

 

Ps. 1: Esta Caderneta de Cromos foi desenhada por mim e pela Teresa Capela. Utilizámos imagens que encontrámos na internet para fazer os cromos, nenhuma das imagens nos pertence. 

Ps. 2: Estão à vontade para imprimir e partilhar a Caderneta da Missa pelas vossas paróquias. Lembrem-se apenas de rezar uma Avé Maria por nós!

Caderneta de Cromos da Santa Missa - 1º Período

Hoje vamos continuar na maré de partilha de actividades que tenho desenvolvido na Catequese, junto do meu grupo de 3º volume (em preparação para a 1ª Comunhão, que responsabilidade!!).

 

Uma das maiores dificuldades com que me deparei, no ano passado, com o meu grupo de meninos da catequese foi o facto de eles, na grande maioria, não virem à missa! (já tinha falado convosco acerca deste assunto, lembram-se?) Ora, tempos modernos exigem soluções modernas ...

 

Assim, depois do sucesso que a Caderneta de Cromos do Pai Nosso teve com os meninos, este ano lectivo, em colaboração com a catequista do outro grupo de catequese, lembrámo-nos de criar uma Caderneta de Cromos para a Santa Missa. Parece uma boa ideia, não parece?

 

Caderneta - frente.jpg

Caderneta de Cromos da Santa Missa 1º Período - vista de frente

  

Como fazer a Caderneta da Santa Missa?

  1. Fazer o download da Caderneta em branco (podem fazer o download em documento pdf ou então word).
  2. Imprimir a Caderneta em branco, idealmente em papel mais grosso e espesso (eu utilizei folhas de papel A4 com 160g), imprimindo frente e verso! (NOTA 1: esqueçam a página que aparece em branco, não consigo eliminá-la por causa da tabela .... é apenas para imprimir a página 1, em frente e verso!)
  3. Cortar a folha A4 ao meio (pela linha cinzenta) - ou seja, a Caderneta é apenas metade duma folha A4, frente e verso (para ser mais fácil de transportar pelas crianças ...)
  4. Fazer o download dos Cromos (podem fazê-lo em documento pdf ou então word).
  5. Imprimir os Cromos a cores, em papel autocolante branco (que pode ser encontrado em lojas como a Staples -- NOTA 2: esqueçam novamente a última página, em branco ... é só para imprimir as primeiras 14 páginas!).
  6. Recortar os Cromos
  7. Podem visualizar o resultado final da Caderneta aqui ou então aqui

 

Caderneta - verso.jpg

 Caderneta de Cromos da Santa Missa 1º Período - vista de trás / verso

 

Como temos utilizado a Caderneta da Santa Missa na catequese?

Eu entreguei a Caderneta em branco na 1ª catequese que tivémos este ano, uma para cada menino, e eles puderam pintar a capa/parte da frente da Caderneta cada um ao seu gosto (assim que conseguir, partilho as fotos - ficaram tão bonitas!)

Expliquei-lhes qual o objectivo da Caderneta: por cada vez que viessem à missa (no Sábado à tarde ou nos horários de Domingo - a nossa paróquia dá-nos muitas horas por onde escolher), receberiam um cromo, com uma imagem alusiva ao tema da missa e uma citação do Evangelho, para aprenderem de coração.

Os meninos têm recebido o cromo logo após a missa (a situação ideal), ou então na catequese seguinte (caso, por exemplo, fossem à missa a outras paróquias onde nenhuma de nós estivesse presente)

 

Para ser sincera, não estava à espera de tanta adesão a esta Caderneta como na realidade se tem verificado: os meninos passaram a vir, gradualmente, cada vez mais à missa e a novidade acerca da Caderneta da Missa já se espalhou por outros volumes de catequese, de tal forma que o cromo nº5, deste Domingo dia 04/11, foi entregue a 4 grupos de catequese de anos diferentes! Ena, como Deus é bom! Como Deus consegue trabalhar nos nossos corações através destas pequenas iniciativas ... 

 

Claro que a ideia dos meninos receberem uma recompensa por cada vez que vierem à Santa Missa, não está propriamente correcta ... mas se os ajudar (e aos pais, claro!) a desenvolverem o hábito da missa dominical, então esta pequena Caderneta terá cumprido a sua função!

 

Esta Caderneta pode também ser utilizada em família ou noutras actividades da Igreja.

Aceitam o desafio?

 

Disse-lhes Jesus:

«Todo o doutor da Lei instruído acerca do Reino do Céu

é semelhante a um pai de família,

que tira coisas novas e velhas do seu tesouro.»

(Mt 13, 52)

 

 

Ps. 1: Esta Caderneta de Cromos foi desenhada por mim e pela Teresa Capela. Utilizámos imagens que encontrámos na internet para fazer os cromos, nenhuma das imagens nos pertence. 

Ps. 2: Estão à vontade para imprimir e partilhar a Caderneta da Missa pelas vossas paróquias. Lembrem-se apenas de rezar uma Avé Maria por nós!

Ps. 3: Assim que a terminar, eu partilho convosco a Caderneta do próximo período, com antecedência desta vez! 

Caderneta de cromos para aprender a rezar o Pai Nosso

Ah, Setembro ...

O mês dos recomeços! Recomeça o trabalho, recomeça a escola, recomeça a catequese ... Este ano, na nossa paróquia, a catequese só irá recomeçar no dia 13 de Outubro, mas os preparativos para este novo ano de evangelização já começaram! 

 

No outro dia apercebi-me que nunca tinha chegado a partilhar convosco algumas actividades que desenvolvi com o meu grupo do 2ºvolume da catequese (crianças com 7-8 anos). Então hoje gostava de partilhar convosco a primeira dessas actividades - uma caderneta de cromos para as crianças aprenderem a rezar o Pai Nosso.

 

Esta caderneta foi adaptada duma ideia que encontrei no site do ABC da catequese.

 

Como fazer a Caderneta do Pai Nosso?

  1. Imprimir a Caderneta (podem fazer o download aqui ou então aqui) em papel - idealmente, em papel espesso e resistente, imprimindo frente e verso
  2. Dobrar a folha de papel ao meio
  3. Imprimir os cromos (podem fazer o download aqui ou então aqui) em papel autocolante (que se pode encontrar em lojas como a Staples)
  4. Recortar os cromos 

Caderneta Pai Nosso 1.jpg

 

Caderneta Pai Nosso 2.jpg

 

Caderneta Pai Nosso 3.jpg

Exemplo de como ficou a Caderneta do Pai Nosso duma menina do meu grupo de catequese. 

 

Eu entreguei uma caderneta em branco a cada menino na 1ª catequese em que falámos acerca da oração do Pai Nosso. Para que as cadernetas não se perdessem, eu agrafei-as à ultima página do catecismo do 2ºvolume que cada menino tinha.

No final de cada catequese em que se ensinava e desenvolvia uma frase / ideia da oração do Pai Nosso (segundo o manual de catequese do 2ºvolume), eu distribuia o cromo correspondente. Os meninos eram incentivados a descobrir o porquê da imagem do cromo corresponder à frase do Pai Nosso que tinhamos aprendido naquele dia.

 

Esta ideia revelou-se um grande sucesso com os meninos do meu grupo de catequese!

Festa do Pai Nosso

- Esta vai ser a primeira vez que vou à missa! - disse-me uma menina na catequese deste sábado, numa voz cheia de entusiasmo

- Eu também!

- Também eu!

- E a minha também! - disseram os outros meninos e meninas, também eles cheios de entusiasmo e expectativa. Estavam empolgados com a missa do dia seguinte, porque nessa Eucaristia iríamos celebrar a Festa do Pai Nosso, dos meninos do 2º ano de catequese. 

 

Tenho de fazer um esforço para não pensar na pena e tristeza que sinto, sempre que me apercebo que a grande maioria dos 25 meninos da minha catequese não vem à missa .... nunca. Por mais que eu os convide (e aos pais e avós) todas as semanas, dentro destes 25, apenas 3 vêm regularmente à missa. Outros tantos vêm às vezes. Os restantes.... nunca vieram ao longo do ano porque, apercebi-me neste sábado, nunca vieram nas suas pequenas vidas.

 

- Quer dizer - retomou a primeira menina - a primeira vez não é, porque a minha mãe diz que houve uma no meu baptizado, mas aí eu era pequena e não me lembro de nada!... E várias vozes de concordância seguem a sua resposta.

 

Desta vez, recuso a deixar-me levar por pensamentos de derrota e de desânimo, como nas outras catequeses. Agarro-me às suas vozes de entusiasmo por irem pela primeira vez à missa. Estão realmente empolgados! 

Eu quero crer que este entusiasmo venha, não só por ser a primeira vez que vêm ou apenas porque vai ser a "sua" Festa do Pai Nosso, mas também por todas as conversas que já tivemos na catequese acerca da missa, de como é a missa e do que acontece na missa; mas, mais importante que tudo, vejo a Fé a desabrochar nos seus corações. 

 

Deviam ver também as carinhas de felicidade dos meninos que vêm regulamente à missa - esses sim, não conseguiam caber em si de contentes!! Não só por terem finalmente a companhia dos seus amigos mas também porque já sabem reconhecer a importância da Santa Missa.

 

Oh, Deus meu, que eles venham e que voltem!

Esta é uma das preces que eu mais rezo. Que eles, os Teus filhos pródigos, dispersos, cheios de dor e com tanta falta do Teu amor e misericórdia, que eles voltem para casa!

 

Penso que conhecem a velha máxima de Santo Inácio de Loyola

Trabalha, como se tudo dependesse de ti, e confia, como se tudo dependesse de Deus

 

Eu quero cativar aquelas crianças, mas principalmente os seus pais e avós, que desta vez aceitaram o meu quinquagésimo terceiro convite para virem à missa. Quero cativá-los para que voltem mais vezes!

 

Portanto mãos à obra, há uma Eucaristia para embelezar!

E que bênção é poder contar com a catequista do outro grupo do 2º ano, com a sua experiência, bom senso e abertura para novas ideias e sugestões. Conversas e conversas e conversas, emails e telefonemas, emails e telefonemas ....

Finalmente, tudo está organizado e dividido. Inacreditavelmente, em ambos os grupos, tanto os meninos como os pais, parece que todos aceitaram participar e ajudar em alguma coisa durante a missa. Glória a Deus! 

 

Voltemos ao dia de ontem, sábado de manhã, na catequese, véspera da Festa do Pai Nosso, onde decorreu aquele pequeno diálogo. Há uma grande actividade para preparar para o dia seguinte .... Shiu! Não contém a ninguém o que é! É surpresa!

 

Cartaz 1.jpg

Eu desenhei este mega-cartaz, para colocar à frente do altar na igreja. Não sei se dá para perceber muito bem, mas é composto por 2 cartolinas. Cada grupo de catequese pintou uma metade (uma cartolina) deste cartaz, sem saber como o outro grupo pintara a sua parte. Uns usaram lápis de cor, outros lápis de cera, algumas tintas e colas brilhantes... foi uma divertida confusão, todos queriam ajudar a pintar!

 

Eu tirei esta ideia do cartaz deste blog maravilhoso, que tem montes de ideias de trabalhos manuais para a catequese (apesar de ser escrito por uma catequista da igreja Anglicana)!

Depois de os meninos terem pintado o cartaz, eu reforcei os contornos dos desenhos com marcador preto e colei sobre cartão grosso para fortificar um pouquinho ... 

 

É domingo de manhã, o despertador toca e eu salto da cama, abrindo logo a janela mais próxima. Oh não! Chuva! Chuva, chuva e mais chuva! Vai estragar tudo!

Sim, choveu e bem ... até à exacta hora em que devíamos fazer a nossa entrada pela porta principal da igreja, dois a dois, num belo comboio com quase 40 crianças, à frente do Sr Padre e dos acólitos. A igreja está cheia de pessoas, que bom! Mas ai que vergonha, estão todos a olhar para nós!

 

Inacreditavelmente, ninguém tropeça nem cai ao ajoelhar-se à frente do Sacrário, ninguém empurra nem corre. Ena, eles estão a portar-se bem! E estão a ir direitinhos para os seus lugares! Mas que bem!

A missa pareceu-me um sonho - correu tudo tão bem! Tão bem! Todas as nossas ideias resultaram! E estão todos a cantar, ena!!

Subimos todos ao altar para rezarmos de mãos dadas a maravilhosa oração do Pai Nosso, que une sempre todas as pessoas que estão presentes na missa. Não importa se vêm sempre à missa, se participam na paróquia ou se há anos que não vinham - toda a gente sabe, de coração, a oração do Pai Nosso, e apenas isso é digno de louvor e de acção de graças!

 

Já no final da missa, algumas crianças reúnem-se à frente do altar, para algumas orações finais, enquanto outras elevam cartolinas coloridas com as frases do Pai Nosso, para toda a assembleia ver:

"Jesus obrigado:

Obrigado por nos ensinares que o Teu Pai também é nosso Pai,
Obrigado por nos ensinares que o Seu nome é santo e que também nós podemos ser santos,
Obrigado por nos ensinares que também nós podemos ajudar a construir o Reino de Deus, 
Obrigado por nos ensinares a importância de fazer o bem, e que através das nossas boas acções fazemos a vontade de Deus,
Obrigado por nos ensinares que o pão é vida, por nos ensinares a pedir pão para todas as pessoas, todos os dias,
Obrigado por nos ensinares que Deus tudo perdoa,
Obrigado por nos ensinares a perdoar,
Obrigado por nos ensinares que podemos pedir forças a Deus para sermos corajosos e fortes, para não fazermos o mal, mas sim o bem,
Obrigado por nos ensinares a falar com o nosso Pai que está no Céu e em todos os nossos corações."
Catequista Maria Teresa Capela

A missa terminou com muita alegria, muitos beijinhos e abraços e sorrisos ... e com alguns chocolates também - afinal é dia de festa!

 

Oh, é verdade - querem ver como ficou o cartaz? Digam lá se não ficou bonito!

Cartaz 2.jpg

 

Cartaz 3.jpg

 

Será que resultou? Será que voltam noutro dia?

Não sei, só Deus saberá. Porque só Deus, pela sua extraordinária graça, pode mudar os corações - daqueles que aceitarem essa graça. Eu, pelo menos, vou passar o resto do dia a cantar

A Ti (a Ti), Senhor (Senhor), meu Deus (meu Deus);

A Ti (a Ti), Senhor (Senhor), meu Deus (meu Deus)!

Te dou tudo o que sou

Tudo o que sou, Senhor, a Ti, tudo Te dou.

 

Meu coração e minhas mãos
Minha pobreza, tudo te dou.
Minha ternura, minha amargura.
O pão e o vinho da minha vida.

A Alegria de Jesus

Qual é a primeira palavra que se forma na vossa mente quando pensam em Jesus?

Instantaneamente. A primeira palavra. Apenas uma palavra.

 

Talvez seja – Messias, Senhor, Salvador, Graça, Luz, Amigo, Rei, Amor, Paz, Misericórdia, Justo, Poderoso, Santo, Fiel, Glorioso?

Acertei em alguma?

 

Sem dúvida alguma que Jesus é tudo isso e infinitamente mais.

 

Mas, e que tal Alegre? Contente? Feliz?

E que tal Brincalhão?

Quando foi a última vez que associaram essas palavras à pessoa de Jesus?

Quantas vezes já O imaginaram a sorrir? Quantas vezes já O imaginaram a rir? A rir à gargalhada?

Quantas vezes O imaginaram a brincar com alguém? Com a Sua Mãe, por exemplo – alguma vez O imaginaram a fazer cócegas à Sua Querida Mãe Maria?

 

Às vezes, noto que retracto Jesus na minha mente com uma face semelhante à maioria das imagens e das pinturas que já vi Dele – com um rosto austero e sério.

No entanto, quando penso bem no assunto, chego à conclusão que Jesus não podia ter tido um rosto assim – pelo menos, não na maior parte do tempo. Não, não acredito que Ele pudesse ter um ar grave e pesado.

Jesus foi um homem real, verdadeiro, vivo, completo, que respirava e que possuía emoções e sentimentos tão como vocês e eu. E apesar de tudo isso, Ele foi perfeito.  

Jesus smilling.gif

 

Cada sentimento, cada emoção, cada alegria, cada gargalhada, cada lágrima, cada pequena gota de raiva ou de paixão, cada menor e maior dor – Jesus sentiu-as a todas, tal como vocês e eu as sentem na nossa vida. Claro, os Seus sentimentos e emoções eram perfeitos e sempre correctos. Mas Ele sentiu-os. A todos.

 

Quanto mais aprendo acerca de Jesus, o nosso grande Salvador, mais Deus me mostra como o Seu Amado Filho só podia ser (vou-me atrever a dizer) o homem mais feliz que já esteve neste mundo. Jesus só pode ter sido o homem mais alegre do mundo inteiro!

 

Jesus deve ter rido muito, deve ter sorriso abundantemente e deve ter dado as gargalhadas mais maravilhosas que a terra alguma vez ouviu… Oh, quantas vezes imagino como terá sido a gargalhada de Jesus – só pode ter sido a gargalhada mais pura, cristalina e melodiosa de todo o sempre!

Imagem retirada daqui

E penso também que Jesus deve ter sido um grande brincalhão! O facto das crianças se sentirem tão atraídas por Ele deve ser o melhor exemplo disso.

 

São Mateus [Mt 10:13-15] conta-nos exactamente que:

 

“Apresentaram-Lhe uns pequeninos para que Ele os tocasse; mas os discípulos repreenderam os que os haviam trazido. Vendo isto, Jesus indignou-Se e disse-lhes: «Deixai vir a Mim os pequeninos e não os afasteis, porque o Reino de Deus pertence aos que são como eles. Em verdade vos digo: quem não receber o Reino de Deus como um pequenino, não entrará nele.» Depois, tomou-os nos braços e abençoou-os, impondo-lhes as mãos”

 

Jesus abraçou aquelas crianças!

Conseguem mesmo imaginar um homem de rosto firme e severo e com uma voz grossa e forte a dizer às crianças: “Venham até Mim”

 

Claro que não!

 

Christ+Blessing+Little+Children 5.jpg

Imagem retirada daqui

 

Ele deve ter-Se ajoelhado no chão, com o maior sorriso do mundo, de braços bem abertos e dizendo alegremente: "Deixai vir a Mim os pequeninos!"

Conseguem imaginá-las? Conseguem imaginar um grupo de crianças a correr à gargalhada e de braços abertos em direcção a Jesus? A saltarem sobre Ele, rindo, gritando, fazendo uma autêntica festa? Todas tão felizes por abraçar o Seu grande Amigo?

 

jesus smiling with children 5.jpg

jesus smiling with children 4.jpgjesus smiling with children 1.jpg

 

jesus smiling with children 2.jpgjesus smiling with children.jpg

Todas estas imagens maravilhosas são do artista Jean Keaton

 

Esta é a imagem que eu escolho de Jesus – um Homem capaz de tocar profundamente desde o coração das crianças mais pequenas ao coração dos mais sábios dos sábios. Um Homem capaz de mostrar a cada um o verdadeiro rosto – alegre, amoroso, misericordioso – de Deus-Pai e, duma forma simples e humilde, mudar as suas vidas para sempre.

 

Véspera de Natal

O que fazem os estudantes de Medicina na véspera de Natal?

A grande maioria de nós tenta estudar o máximo possível, na tentativa de "compensar" o estudo que não será feito no dia seguinte... outros põem o estudo de lado e dedicam-se à sua família e amigos!

E depois existem aqueles estudantes que decidem dedicar algumas horas do seu dia aos doentes que, infelizmente, terão de passar o Natal numa cama de hospital... 

 

Natal diferente Logo.jpg

 

 

Natal Diferente é uma iniciativa das Faculdades de Medicina de Lisboa e da Madeira, que tem como objetivo alegrar o dia de véspera de Natal de quem o passa internado num hospital.

 

E o que fazemos nós neste dia?

Nada de muito especial, na verdade. Coisas simples como um sorriso, palavras de conforto e de ânimo, uma canção de Natal, algumas brincadeiras ... e alguns presentes! 

 

 

O ano passado tivemos muitos patrocinadores nesta iniciativa, e pudemos dar presentes à maioria dos doentes internados nos hospitais onde estivemos. Eu estive no Hospital Garcia de Orta, onde pudemos alegrar um pouco o dia dos doentes na Medicina Interna e das crianças na Pediatria (que eram apenas 5 internadas!). Nesse ano, até tivemos a alegria de ter um verdadeiro Coro a cantar especialmente para os doentes!

Natal diferente 2014.jpg

Participantes do Natal Diferente 2014 

(eu sou a rapariga de casaco vermelho, na fila da frente à direita)

 

Este ano tivemos poucos patrocinadores, e portanto tinhamos poucas prendas para dar... No Hospital Garcia de Orta tivemos assim apenas na Pediatria, onde infelizmente tinhamos este ano mais de 20 crianças internadas ... 

Natal diferente 2015.jpg

 Participantes do Natal Diferente 2015

(eu sou a rapariga de casaco vermelho, na direita)

 

Não custou nada dar (mais) um pouco do nosso tempo, da nossa atenção e do nosso amor, àqueles que nós já pensamos todos os dias -  os doentes! Eles estão sempre no nosso coração, na nossa mente e nas nossas orações. É por eles que estudamos tanto, que trabalhamos tanto e que damos tanto de nós!

 

"Então dirá o Rei aos que estiverem à Sua direita:

Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o Reino

que vos está preparado desde a fundação do mundo;

Porque tive fome, e destes-me de comer;

Tive sede, e destes-me de beber;

Era estrangeiro, e hospedastes-me;
Estava nu, e vestistes-me;

Adoeci, e visitastes-me;

Estive na prisão, e foste me ver.


Em verdade vos digo que,

quando o fizestes a um destes meus irmãos pequeninos,

a Mim o fizestes."
Mateus 25:34-26, 40