Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Festa de Catequese Mariana ...

... ou sugestão de Festa da Catequese para celebrar o próximo dia 8 de Dezembro, dia da Imaculada Conceição - se a meteorologia assim o permitir! 

 

Ora, hoje gostava de partilhar convosco a nossa Festa de início de ano da Catequese (bem atrasada, eu sei!).

Estávamos no início do mês de Outubro, num belíssimo dia de sol e portanto pudemos, pela graça de Deus, realizar a nossa grande festa, que envolveu todos os volumes de catequese (eram mais de 100 crianças e jovens!), no descampado à frente da nossa paróquia. Que bênção tem sido aquele descampado!...

Escolhemos como dia para a Festa o sábado, dia 13 de Outubro e, por isso, claro que o tema da nossa Festa só podia ser Nossa Senhora .... assim, eis como fizemos a nossa Festa Mariana:

 

Criámos 5 equipas constituídas da seguinte maneira:

  • O 1º ano com o 10º ano
  • O 2º ano com o 9º ano
  • O 3º ano com o 8º ano
  • O 4º ano com o 7º ano
  • E o 5º ano com o 6º ano

 

Criámos 5 estações, cada uma representando um Mistério Gozoso do santo Terço (visto que a Festa foi num sábado), e tentámos ir explicando os Mistérios às crianças e jovens com o auxílio de pequenas reflexões e de jogos divertidos. Nada como associar oração + alegria + convívio para fazer feliz a nossa grande Mãe!

 

Além disso, o mês de Outubro é especialmente dedicado à oração por intercessão de todas as missões e vocações no mundo e nós tentámos também incluir esse tema na nossa Festa - incentivando-os a rezarem por todos os meninos e meninas espalhados pelos cinco continentes do mundo!

Uma estação era verde e lembrava-nos de rezar pelas pessoas que vivem em África; outra estação era vermelha e lembrava-nos da América; outra estação era branca e representava a nossa Europa; outra estação era azul e fazia-nos lembrar a Oceânia e, por fim, uma estação amarela a representar o continente Asiático.

 

 

Entrada da Festa

O lema da nossa Festa foi escolhido do Evangelho de São João, do episódio das Bodas de Caná, onde Maria, como sábia mãe, nos diz:

Fazei tudo o que Ele vos disser!

 

Usámos um velho lençol branco, fizemos letras em cartolina colorida e prendemo-las com alfinetes de dama e cola ao lençol. Depois atámos os quatro cantos do lençol com fio de lã à porta principal do descampado.

Também vos apetece participar na nossa Festa?

 

Festa de acolhimento 1.jpg

Todas as fotos que possuo da nossa Festa foram tiradas pela catequista Lourdes Messias

e gentilmente cedidas para partilhar convosco neste blog.

 

A imagem de Nossa Senhora que nos acompanhou durante a Festa foi a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Porquê? Ora, porque, por um lado, a festa de Nossa Senhora Aparecida tinha sido uns dias antes desta nossa Festa; por outro lado, um dos nossos padres é originário do Brasil; e, por fim, pareceu-nos ser a imagem mais apropriada para representar a multiculturalidade que pretendíamos difundir na nossa Festa.

 

Festa de acolhimento 2.jpg

Juntos rezamos por todos os meninos e meninas do Mundo!

Terço das Missões (3).jpg

Todas as imagens utilizadas na nossa Festa foram retiradas do site da Tia Paula.

Podem fazer o download desta imagem aqui

 

Agora, os guiões que acompanhavam cada estação ...

 

1ª Estação - 1º Mistério Gozoso - O Anjo anuncia que Jesus nascerá através de Maria

 

1º Misterio.jpg

Podem fazer o download da imagem desta estação (adaptada ao português) aqui

 

O Anjo Gabriel disse a Maria: “Alegra-te, ó cheia de graça! Deus ama-te muito e escolheu-te para seres a Mãe de Jesus, o nosso Salvador!” Respondeu-lhe Maria: “Eu entrego a Deus a minha vida e o meu coração. Que se faça em mim tudo o que Deus deseja!”

 

Á semelhança de Maria, também nós somos convidados a dizer "Sim!" a Deus e viver na alegria de sabermos que somos amados por Ele. Assim, devemos tentar sempre pôr em prática nas nossas vidas os ensinamentos de Jesus, para a nossa própria felicidade eterna!

Rezar não é como usar uma varinha mágica. A oração requer empenho, constância e determinação!

Vamos participar num jogo em que todos vamos ser vencedores… Vamos, em grupo, tentar colocar por ordem as diversas orações que fazem parte do Terço (Pai Nosso, Avé Maria e Glória). Tenho o cronómetro na mão ... 1,2,3 ... vamos começar!!

 

Jogo: puzzle do Pai Nosso (download aqui), Avé Maria (download aqui) e Glória (download aqui).

Basta imprimirem em papel colorido (eu escolhi papel verde, amarelo, azul, laranja e cor de rosa), recortar as peças (e se quiserem, plastificar, para durar mais tempo), baralha-las e jogar! Podem começar por jogar só com um "baralho" (uma oração para colocar por ordem) e ir aumentando a dificuldade do jogo ao adicionar duas ou até três orações! Pode ser jogado num grupo de catequese ou mesmo em casa em família. 

 

Festa de acolhimento 3.jpg

 

 

2ª Estação - 2º Mistério Gozoso - Maria visita a sua prima Isabel

 

2º Misterio.jpg

Podem fazer o download da imagem desta estação (adaptada ao português) aqui

 

Logo após ter falado com o Anjo, Maria apressou-se a ir visitar a sua prima Isabel, que estava grávida com João Baptista, a fim de a ajudar. Mal se saudaram, o bebé de Isabel saltou de alegria por saber que no ventre de Maria já se encontrava Jesus, o Filho de Deus.

 

Seguindo o exemplo de Nossa Senhora, aprendemos a descobrir a alegria de servir os nossos irmãos e a oferecer-nos sem medida. Tal como Maria, também nós devemos ter pressa em partilhar o amor de Jesus com todos os nossos amigos e ajudar quem mais necessita, com carinho e alegria. Afinal, onde está Jesus, a alegria surge e torna-se contagiosa!

Nesta 2ª estação, vamos jogar um jogo onde podemos experimentar com (bastante!) alegria como é levar Jesus aos outros. Preparados? Liguem a música!

 

Jogo: da lagarta dançante

Escolhemos a música e coreografia da dança do pinguim ... e acreditem, esta tornou-se na estação que os meninos (e os graúdos!) mais gostaram! Primeiro rimo-nos uns dos outros ao tentar decorar a coreografia (e todos os erros associados) e depois dançámos e dançámos e dançámos até já a festa ter terminado! A alegria desta estação era muito contagiante! Experimentem aí em casa só uma vez e vão ver!

 

Festa de acolhimento 4.jpg

 

 

3ª Estação - 3º Mistério Gozoso - O nascimento de Jesus em Belém

 

3º Misterio.jpg

Podem fazer o download da imagem desta estação (adaptada ao português) aqui

 

Jesus nasceu em Belém e Maria colocou-O sobre as palhas duma manjedoura, porque ninguém O queria receber nas suas casas. Um dia, vieram visitá-lo uns pobres pastores de ovelhas e depois os reis magos, que Lhe trouxeram tudo o que de melhor possuíam e todos O adoraram.

 

O nascimento de Jesus foi um evento tão, tão, tão importante para todo o mundo, que levou até à divisão do tempo. O nascimento de Jesus mudou a História da humanidade, de uma forma irreversível e permanente. E por isso, contamos os anos como Antes (A.C.) e Depois (D.C.) do nascimento de Cristo.

Vamos jogar um jogo que nos ajuda a perceber essa mesma mensagem - o jogo da corda!

 

Jogo: da corda

Um jogo bem velhinho mas tão bom, tão bom, que não o podiamos deixar de incluir! Prendemos um lenço vermelho no meio duma corda comprida. Imprimimos e prendemos também uma imagem do nascimento de Jesus e fizémos duas equipas, cada uma do seu lado da corda. Eu nem queria acreditar quando vi os meus meninos a agarrarem-se e a puxarem pela ponta da corda como se não houvesse amanhã ... foi um jogo tão renhido! E quem ganhou? Jesus e todos nós, pois claro!

 

Festa de acolhimento 5.jpg

 

 

4ª Estação - 4º Mistério Gozoso - Maria e José levam Jesus ao Templo

 

4º Misterio.jpg

Podem fazer o download da imagem desta estação (adaptada ao português) aqui

 

Jesus ainda era pequenino quando Maria e José O levaram ao Templo. Ali rezaram, cantaram e agradeceram a Deus pelas maravilhas que Ele fez, pelo dom da vida de Jesus e pela salvação que Ele nos vinha oferecer.

 

Como Maria e José, também nós queremos, em família, ir à casa de Deus! Também nós queremos ir à Missa, rezar, cantar, agradecer e receber Jesus na Eucaristia.... por mais dificuldades que encontremos no caminho!

Assim, vamos agora empenhar-nos numa tarefa difícil: vamos tentar transportar estas bolas (que simbolizam a nossa Fé) dentro destas colheres até ao nosso destino. Será que conseguimos?

 

Jogo: dos ovos/bolas nas colheres, em estafetas.

Outro jogo bem velhinho que não podia faltar! Formámos 4 equipas (em estafetas) que tinham que transportar pequenas bolas dentro de colheres presas entre os dentes, desde a linha de partida até a um cesto, a alguns metros de distância.... Não correu assim muito bem, a maior parte das bolas caia das colheres a meio do percurso ... era do vento! diziam-me os meninos ... pois claro, do vento, não da falta de jeito e prática ... 

 

Festa de acolhimento 6.jpg

 

 

5ª Estação - 5º Mistério Gozoso - Maria e José reencontram Jesus

 

5º Misterio.jpg

Podem fazer o download da imagem desta estação (adaptada ao português) aqui

 

Jesus tinha 12 anos quando, um dia, Maria e José não sabiam onde O encontrar. Tinham-n’O perdido! Procuram-n’O durante 3 dias e foram encontrá-Lo no Templo do Senhor, a rezar e a ensinar. Voltaram juntos para casa e Jesus cresceu e aprendeu a ser obediente aos pais.

 

Como Jesus, também nós queremos ser obedientes e seguir o caminho do Senhor. Maria e José, se eu também me perder, tragam-me de novo até Deus!

A nossa tarefa nesta estação é muito simples (ou assim parece!): basta levarmos esta água (que representa o nosso Baptismo como filhos de Deus) a bom porto ... se conseguirem!

 

Jogo: do copo furado (em estafetas)

Para terminar, nada como um joguinho matreiro (a vida é assim!). Os meninos acharam que esta estação ia ser bastante fácil. Foram divididos em equipas. Só temos de levar um copo de água da linha de partida até ali ao balde? Oh, isso é fácil! .... o que eles não contavam era que os copos estavam furados (a vida também é assim!) e que a água ia saindo por esses buraquinhos. Como é que eu sabia que eles estavam furados? Chiuuu, não digam a ninguém que fui eu que furei os copos, okay? 

 

Festa de acolhimento 7.jpg

 

Final da Festa

No final desta nossa Festa, após termos todos passado pelas cinco estações, reunimo-nos e rezámos uma dezena do Terço (os meninos mais novos adoraram contar as Avés Marias pelos dedos!) e uma Salvé Rainha: em intercessão por cada um de nós ao longo deste ano, pela nossa paróquia, pelos nossos padres, por todas as missões de evangelização no mundo, e por todos os meninos e meninas dos cinco continentes.

 

Como recordação desta Festa, oferecemos a cada participante uma pequena pagela com a oração Salvé Regina (download aqui - basta imprimir, frente e verso, e recortar).

 

Pagela 1.jpgPagela 2.jpg

 

Esta festa é facilmente adaptável a qualquer data de celebração Mariana (como o próximo sábado, dia 8 de Dezembro, dia da Imaculada Conceição) ou a outra actividade catequética. Que vos parece? Experimentem e depois partilhem como correu! 

Festa do Pai Nosso

- Esta vai ser a primeira vez que vou à missa! - disse-me uma menina na catequese deste sábado, numa voz cheia de entusiasmo

- Eu também!

- Também eu!

- E a minha também! - disseram os outros meninos e meninas, também eles cheios de entusiasmo e expectativa. Estavam empolgados com a missa do dia seguinte, porque nessa Eucaristia iríamos celebrar a Festa do Pai Nosso, dos meninos do 2º ano de catequese. 

 

Tenho de fazer um esforço para não pensar na pena e tristeza que sinto, sempre que me apercebo que a grande maioria dos 25 meninos da minha catequese não vem à missa .... nunca. Por mais que eu os convide (e aos pais e avós) todas as semanas, dentro destes 25, apenas 3 vêm regularmente à missa. Outros tantos vêm às vezes. Os restantes.... nunca vieram ao longo do ano porque, apercebi-me neste sábado, nunca vieram nas suas pequenas vidas.

 

- Quer dizer - retomou a primeira menina - a primeira vez não é, porque a minha mãe diz que houve uma no meu baptizado, mas aí eu era pequena e não me lembro de nada!... E várias vozes de concordância seguem a sua resposta.

 

Desta vez, recuso a deixar-me levar por pensamentos de derrota e de desânimo, como nas outras catequeses. Agarro-me às suas vozes de entusiasmo por irem pela primeira vez à missa. Estão realmente empolgados! 

Eu quero crer que este entusiasmo venha, não só por ser a primeira vez que vêm ou apenas porque vai ser a "sua" Festa do Pai Nosso, mas também por todas as conversas que já tivemos na catequese acerca da missa, de como é a missa e do que acontece na missa; mas, mais importante que tudo, vejo a Fé a desabrochar nos seus corações. 

 

Deviam ver também as carinhas de felicidade dos meninos que vêm regulamente à missa - esses sim, não conseguiam caber em si de contentes!! Não só por terem finalmente a companhia dos seus amigos mas também porque já sabem reconhecer a importância da Santa Missa.

 

Oh, Deus meu, que eles venham e que voltem!

Esta é uma das preces que eu mais rezo. Que eles, os Teus filhos pródigos, dispersos, cheios de dor e com tanta falta do Teu amor e misericórdia, que eles voltem para casa!

 

Penso que conhecem a velha máxima de Santo Inácio de Loyola

Trabalha, como se tudo dependesse de ti, e confia, como se tudo dependesse de Deus

 

Eu quero cativar aquelas crianças, mas principalmente os seus pais e avós, que desta vez aceitaram o meu quinquagésimo terceiro convite para virem à missa. Quero cativá-los para que voltem mais vezes!

 

Portanto mãos à obra, há uma Eucaristia para embelezar!

E que bênção é poder contar com a catequista do outro grupo do 2º ano, com a sua experiência, bom senso e abertura para novas ideias e sugestões. Conversas e conversas e conversas, emails e telefonemas, emails e telefonemas ....

Finalmente, tudo está organizado e dividido. Inacreditavelmente, em ambos os grupos, tanto os meninos como os pais, parece que todos aceitaram participar e ajudar em alguma coisa durante a missa. Glória a Deus! 

 

Voltemos ao dia de ontem, sábado de manhã, na catequese, véspera da Festa do Pai Nosso, onde decorreu aquele pequeno diálogo. Há uma grande actividade para preparar para o dia seguinte .... Shiu! Não contém a ninguém o que é! É surpresa!

 

Cartaz 1.jpg

Eu desenhei este mega-cartaz, para colocar à frente do altar na igreja. Não sei se dá para perceber muito bem, mas é composto por 2 cartolinas. Cada grupo de catequese pintou uma metade (uma cartolina) deste cartaz, sem saber como o outro grupo pintara a sua parte. Uns usaram lápis de cor, outros lápis de cera, algumas tintas e colas brilhantes... foi uma divertida confusão, todos queriam ajudar a pintar!

 

Eu tirei esta ideia do cartaz deste blog maravilhoso, que tem montes de ideias de trabalhos manuais para a catequese (apesar de ser escrito por uma catequista da igreja Anglicana)!

Depois de os meninos terem pintado o cartaz, eu reforcei os contornos dos desenhos com marcador preto e colei sobre cartão grosso para fortificar um pouquinho ... 

 

É domingo de manhã, o despertador toca e eu salto da cama, abrindo logo a janela mais próxima. Oh não! Chuva! Chuva, chuva e mais chuva! Vai estragar tudo!

Sim, choveu e bem ... até à exacta hora em que devíamos fazer a nossa entrada pela porta principal da igreja, dois a dois, num belo comboio com quase 40 crianças, à frente do Sr Padre e dos acólitos. A igreja está cheia de pessoas, que bom! Mas ai que vergonha, estão todos a olhar para nós!

 

Inacreditavelmente, ninguém tropeça nem cai ao ajoelhar-se à frente do Sacrário, ninguém empurra nem corre. Ena, eles estão a portar-se bem! E estão a ir direitinhos para os seus lugares! Mas que bem!

A missa pareceu-me um sonho - correu tudo tão bem! Tão bem! Todas as nossas ideias resultaram! E estão todos a cantar, ena!!

Subimos todos ao altar para rezarmos de mãos dadas a maravilhosa oração do Pai Nosso, que une sempre todas as pessoas que estão presentes na missa. Não importa se vêm sempre à missa, se participam na paróquia ou se há anos que não vinham - toda a gente sabe, de coração, a oração do Pai Nosso, e apenas isso é digno de louvor e de acção de graças!

 

Já no final da missa, algumas crianças reúnem-se à frente do altar, para algumas orações finais, enquanto outras elevam cartolinas coloridas com as frases do Pai Nosso, para toda a assembleia ver:

"Jesus obrigado:

Obrigado por nos ensinares que o Teu Pai também é nosso Pai,
Obrigado por nos ensinares que o Seu nome é santo e que também nós podemos ser santos,
Obrigado por nos ensinares que também nós podemos ajudar a construir o Reino de Deus, 
Obrigado por nos ensinares a importância de fazer o bem, e que através das nossas boas acções fazemos a vontade de Deus,
Obrigado por nos ensinares que o pão é vida, por nos ensinares a pedir pão para todas as pessoas, todos os dias,
Obrigado por nos ensinares que Deus tudo perdoa,
Obrigado por nos ensinares a perdoar,
Obrigado por nos ensinares que podemos pedir forças a Deus para sermos corajosos e fortes, para não fazermos o mal, mas sim o bem,
Obrigado por nos ensinares a falar com o nosso Pai que está no Céu e em todos os nossos corações."
Catequista Maria Teresa Capela

A missa terminou com muita alegria, muitos beijinhos e abraços e sorrisos ... e com alguns chocolates também - afinal é dia de festa!

 

Oh, é verdade - querem ver como ficou o cartaz? Digam lá se não ficou bonito!

Cartaz 2.jpg

 

Cartaz 3.jpg

 

Será que resultou? Será que voltam noutro dia?

Não sei, só Deus saberá. Porque só Deus, pela sua extraordinária graça, pode mudar os corações - daqueles que aceitarem essa graça. Eu, pelo menos, vou passar o resto do dia a cantar

A Ti (a Ti), Senhor (Senhor), meu Deus (meu Deus);

A Ti (a Ti), Senhor (Senhor), meu Deus (meu Deus)!

Te dou tudo o que sou

Tudo o que sou, Senhor, a Ti, tudo Te dou.

 

Meu coração e minhas mãos
Minha pobreza, tudo te dou.
Minha ternura, minha amargura.
O pão e o vinho da minha vida.

A mensagem mais importante do Natal

Não faço a mínima ideia como é possível que dentro de poucos dias estejamos a celebrar o Natal!

Para mim, o Advento passou a correr! Não tive tempo, com muita pena minha, para grandes preparações meditativas ou espirituais, aliás, não tive tempo para quase nada do que costumava fazer .... Além do facto destas últimas semanas terem sido bastante atípicas e não pelas melhores razões... 

 

De qualquer das formas, o Senhor assegurou-Se que eu me mantinha bastante ocupada a fazer minúsculos, (aparentemente) infinitos e (quase) insignificantes mini-mini-mini actos de amor e de sacrifício, que Ele lá me ía pedindo ...  muitos "quase nadas", muitas "coisinhas pequeninas", bastante mascaradas e disfarçadas mas ... ainda assim, actos de amor e de sacrifício, feitos com todo o coração. Não tenho dúvidas que o Senhor esteve atento a todas elas, como está sempre em relação ao que cada um de nós faz.

 

No meio disto tudo, ontem acabei por me lembrar dum texto que escrevi no Natal passado - precisamente acerca de não me sentir preparada para receber Jesus como Ele merecia. Reler aquele texto ajudou-me bastante a aceitar a minha situação e as minhas limitações neste período da minha vida, e espero que vos ajude um pouco também. 

 

Quando temos pouco tempo, temos de escolher o que é mais importante.

Existem inúmeros temas acerca dos quais se pode reflectir durante o Advento e nas celebrações do Natal que se avizinham. Mas, este ano, escolho focar-me apenas no essencial - na mensagem mais importante, mais profunda e primordial por detrás do Natal, belissímamente apresentada pelo nosso querido Pe. Paulo Ricardo (vídeo do Natal de 2015).

 

 

A todos os meus amigos e leitores, 

 

* Um Santo e Feliz Natal! *

Ser Igreja Doméstica

Olá a todos 

Sim, estou de volta ao blog! Os exames da faculdade já terminaram, correu tudo bem graças a Deus, e agora estou de férias :) oh, como será bom descansar ...

 

Descansar?

Bem, as "férias" começaram num fim-de-semana com muita coisa para fazer e para preparar, mas por uma belíssima, e há muito desejada, razão - a Eucaristia comemorativa da aprovação do Movimento das Famílias de Caná, em Mogofores, Aveiro! 

Podem ficar a saber mais sobre esta comemoração no novo e magnífico site das Famílias de Caná - vocês têm de ir lá espreitá-lo! Tem tantas coisas, tantos recursos, tantas formas e ideias de evangelização! Tem até um canal oficial do Movimento no Youtube, com vários vídeos!

É um site ideal para catequistas e para as famílias que pretendem ser Igreja Doméstica - têm actividades para quase todas as faixas etárias  Está simplesmente magnífico!!

 

A propósito das famílias de hoje a tentarem ser Igreja Doméstica, descobri por acaso (ou talvez não ) no facebook da Aleteia um pequeno vídeo legendado (de 4min), com o testemunho duma família que adoptou várias crianças, algumas delas com deficiências, onde falam também da sua Fé e das suas actividades na Igreja Católica. Que inspiração!

 

 

Na viagem até Aveiro, aproveitámos para passar por Fátima, onde fiz questão de rezar e acender uma velinha por todos os leitores que têm passado aqui pelo blog. O vosso apoio tem sido essencial na minha vida, e tenho no meu coração um local especial para cada um de vós. Obrigado por todas as mensagens de força, fé e coragem! Deus vos abençoe muito  

Crisma

crisma.jpg

Chegou o dia!!

Hoje celebrarei o segundo dia mais importante da minha vida! Mas como fui baptizada quando bebé (e portanto não me recordo da celebração), para mim este dia será, na minha memória, o dia mais importante de sempre!!! :)

Não consigo expressar por palavras a alegria e felicidade que hoje sinto! O desejo e a vontade de responder Sim! a Deus! A excitação, as "borboletas na barriga", o entusiasmo! Oh, hoje sinto-me capaz de conquistar o mundo inteiro para a glória de Jesus Cristo! Sinto o coração a transbordar de alegria, de força e de amor! Como desejo espalhar por toda a Terra o Evangelho e as promessas eternas do Senhor! 

Porque "a Deus tudo é possível"! (Marcos 10:27)

 

Hoje, "o Espírito Santo descerá sobre vós, e d'Ele recebereis força para serdes as minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria, e até aos confins da Terra"! (Actos dos Apóstolos 1:8)

 

Hoje, será o dia em que Jesus pedirá ao Pai que nos dê "um outro Defensor, para estar sempre convosco - o Espírito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê nem O conhece, mas vós conheceis, porque habita convosco e está em vós"! (João 14:15-17)

 

Uma grande celebração

celebração.jpg

 

Não podia deixar passar o dia de hoje sem escrever um pequeno post.

Hoje, dia 14 de Setembro, é um dia muito especial, por diversas razões:

- a Igreja celebra hoje a Exaltação da Santa Cruz! - Hip! Hip! Hurra!

- o movimento das Famílias de Caná celebra 2 anos de existência! - Duplo hip! Hip! Hurra!!

- recomeço as aulas de catequese de preparação para o Crisma! - ooooh, está quase! Quase!!

- e inicio o 5ºano de Medicina, ou seja, o último ano de aulas na faculdade de Medicina! (o 6ºano, apesar de ainda estar oficialmente na faculdade, é na verdade realizado, na totalidade, fora da faculdade...)

 

Pai Nosso, peço-Te que abençoes a vida de todas as Famílias de Caná de hoje e as de amanhã, que as protejas, que as ampares e que as oriente sempre na Tua divina direcção. 

Querida Mãe, olha por todos nós, recebe-nos sempre no teu colo e ensina-nos a sermos cada vez mais como Tu!

Louvado seja o Senhor para sempre! Amén

O Santuário de Nossa Senhora dos Remédios

Remédios 1

Foto do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Agosto de 2014, antes de ser iniciado o processo de limpeza e renovação do exterior que, até Agosto de 2015 (quando lá estivémos novamente), ainda não estava completo. 

 

A cidade de Lamego, onde nós estivemos de férias, é habitualmente reconhecida por um grande monumento que possui no centro da cidade – o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, que quase todos os anos visitamos.

 

Remédios 2

Foto do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Agosto de 2015, após parte da limpeza exterior e renovação dos painéis de azulejos. 

 

A sua história tem início em 1361, quando é construída, no topo do monte de Santo Estevão, uma pequena ermida dedicada ao mesmo santo, fruto da devoção popular dos lamecenses.

Mais tarde, em 1568, o então bispo de Lamego decide demolir a velha ermida, prestes a ruir, e manda erguer uma nova capela onde coloca uma imagem da Virgem Maria a dar de mamar ao Menino Jesus. Nos anos seguintes, muitas pessoas recorreram a esta imagem em busca de alívio para as suas doenças, o que deu origem, por sua vez, à devoção a Nossa Senhora dos Remédios.

Como não há duas sem três, também esta capela acabou por ter de ser demolida e o actual Santuário começou a ser construído em 1750. Apesar de todos os esforços, dada a sua dimensão e complexidade, a construção só terminou mais de 150 anos depois, em 1905.

Remédios 3

Remédios 4

 Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Agosto de 2015

 

A principal característica deste monumento, a grande escadaria (ou “escadório”, como chamam os lamecenses), possui um total de 686 degraus (!!), divididos entre 9 lances de escadas e entre vários patamares ornamentados com pequenas capelas, várias estátuas, fontes e obeliscos.

 

Apesar de todos estes degraus, a subida é feita alegremente e com bom ânimo, uma vez que em cada patamar somos recebidos pessoalmente por Maria :) É verdade, em cada patamar podemos encontrar painéis de azulejos belíssimos que retratam alguns dos mistérios do Rosário – conseguem reconhecê-los?

Remédios 8

Remédios 9

 Remédios 10

Remédios 11

Painéis de azulejos sobre Nossa Senhora, Agosto de 2014, antes da recuperação de 2015.

 

Além disso, quando chegamos finalmente ao topo da escadaria podemos deliciarmo-nos com a água sempre fresquinha duma bela fonte, mesmo ao lado do Santuário, ao mesmo tempo que perdemos o fôlego ao olhar para baixo e ao ver toda aquela paisagem maravilhosa que só o Alto Douro tem. Lá em cima, sentimo-nos quase como se tivéssemos no topo do mundo, bem pertinho do Céu e da casa do nosso Pai :)

 

No interior do Santuário, encontramos no centro a imagem de Nossa Senhora dos Remédios, emoldurada por entalhamentos muito pormenorizados, e rodeada por dois altares laterais, dedicados aos Seus pais, S. Joaquim, à direita, e Santa Ana, à esquerda, o que traduz a importância que é dada à família pelos habitantes locais :)

Remédios 5

Remédios 6

Remédios 7

 

É sempre uma boa ideia subirmos a escadaria do Santuário - sentimo-nos todos sempre melhores, mais bem dispostos, mais alegres e felizes! Como todas as crianças se sentem depois de estarem no colo da Sua Mãe ;)

Remédios 12

Nós viemos embora de Lamego a poucos dias do início das festas da cidade, que este ano decorrem entre 27 de Agosto e 9 de Setembro

O ponto alto destas festas é no dia 6 de Setembro, quando o andor de Nossa Senhora dos Remédios, desce o Santuário em procissão até à cidade, e no dia 8 de Setembro, dia em que se assinala a Festa da Natividade de Nossa Senhora. No dia 8 realiza-se uma grande procissão (chamada Procissão do Triunfo) que atravessa praticamente toda a cidade, cujos andores, pelo seu elevado peso, são puxados por juntas de bois (disseram-me que era a única procissão assim no nosso país)!

Festas de Nossa Senhora dos Remédios 2015.jpg

Por fim, partilho convosco um vídeo com uma beleza sem igual, com imagens de todo o Santuário, da autoria de António José Leitão, acompanhadas de canções das Irmãs Hospitaleiras Franciscanas com letras lindíssimas! Que Deus o abençoe por criar algo tão belo! Obrigado!

 

 

O início da nossa Salvação

Hoje celebramos a Anunciação do Anjo Gabriel à Virgem Maria - que celebração importante! 

Hoje festejamos o início da nossa Salvação!! 

 

 

A nossa Salvação Eterna dependeu (aprendi recentemente na minha paróquia) de 3 elementos/condições essenciais:

  1. O amor de Deus para com o Seu povo - o Senhor não suportou ver-nos mais a sofrer e a morrer à conta dos nossos pecados, e pela Sua imensa Misericórdia quis salvar-nos de tal fim!
  2. O "sim" de Jesus à vontade do Pai - tanto pelo Seu próprio amor para connosco, tanto pela Sua perfeita Submissão ao Pai
  3. E o "sim" de Maria à vontade do Senhor - demonstrando igualmente uma Submissão perfeita e uma extraordinária Fé e Confiança nos desígnios de Deus

 

"Sou a serva do Senhor. Faça-se em Mim segundo a Sua vontade!"

 

Quantas vezes é que eu não consigo dizer isto?

Ou, quantas vezes o digo mas suspiro ao mesmo tempo

 

Coração, tem esperança!

Já o consegues dizer mais vezes hoje do que disseste ontem! E amanhã, ainda melhor o conseguirás dizer! 

capela do HPV 6.jpg

 

Hoje celebramos também a primeira vez que o Avé Maria foi rezado!

Foi da boca dum Anjo que nasceu uma das orações mais poderosas - aquela que está continuamente nas nossas bocas e nos nossos corações:

 

Avé Maria, cheia de graça

O Senhor está conVosco!

 

Continuará sempre a espantar-me e a deslumbrar-me como Deus, Todo Poderoso, capaz de criar o Mundo e todas as coisas do nada, escolheu e quis que a nossa Salvação dependesse também da acção duma simples e humilde ser humana, a Virgem Maria!

E continuará também a maravilhar-me como Jesus, Filho do Altíssimo, desejou e aceitou tornar-se no mais pequeno ser, num frágil bebé, a fim de Encarnar como Redentor da Humanidade!

 

Ao dizer Sim ao Anjo, ao consentir no plano Divino de Deus, Maria aceitou não só a dignidade e a honra da maternidade do Cordeiro Perfeito, mas aceitou também os sofrimentos e os sacrifícios que a ela estavam ligados. Que exemplo! Que inspiração! Que serventia! Que humildade!

 

Querida Mãe de Jesus e de todos nós, ensina-nos a fazer tudo o que Jesus nos disser e ensina-nos a ser servos do Senhor como Tu! Guia todos os nossos passos e todas as nossas acções, para que glorifiquemos sempre o Senhor, como Tu o fizeste. Amén