Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem esposa e mãe católica portuguesa. Neste blog partilho a minha caminhada em busca de Deus e da santidade, através da nossa Igreja Doméstica crescente!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem esposa e mãe católica portuguesa. Neste blog partilho a minha caminhada em busca de Deus e da santidade, através da nossa Igreja Doméstica crescente!

Encontros de Jesus - 13. Maria Madalena

Encontros com Jesus - 13. Maria Madalena.jpg

Não são muitas as passagens das Sagradas Escrituras que nos falam acerca da vida de Maria Madalena, mas dizem-nos o suficiente: tudo aquilo que acontece a quem permite ser amado, e assim transformado, pelo imenso amor de Deus; e tudo aquilo que alguém descobre ter a coragem de fazer quando aprende a amar, profundamente, com perseverança, o Senhor e os irmãos. A sua coragem e audácia, presente em cada relato seu, fará dela a “Apóstola dos Apóstolos”, ao ser a primeira a ir anunciar aos Discípulos, e a todos que a quisessem ouvir, a alegria contagiante do Seu encontro com o Senhor Ressuscitado!

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Encontros de Jesus - 12. Maria de Betânia, irmã de Lázaro e de Marta

Encontros com Jesus - 12. Maria, irmã de Lázaro

«Uma mulher, de nome Marta, recebeu [Jesus] em sua casa. Tinha ela uma irmã, chamada Maria, a qual, sentada aos pés do Senhor, escutava a Sua palavra. Marta, porém, andava atarefada com muitos serviços.» (Lc 10, 38-40)

Tanto Marta como Maria parecem ser jovens mulheres solteiras, que tomaram a decisão de dedicarem a sua vida a Jesus, o Seu Amado. Assim, alguns vêem-nas como protótipo dos 2 grandes ramos de vida religiosa – Marta, numa vida mais activa, em constante serviço dos irmãos e necessitados, pondo os seus talentos a render, e Maria, tendencialmente mais orante, intercessora e contemplativa ...

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Encontros de Jesus - 11. Marta, irmã de Lázaro e de Maria

Encontros com Jesus - 11. Marta, irmã de Lazaro e

"Marta, Marta, andas inquieta e perturbada com muitas coisas; mas uma só é necessária" - este episódio costuma fazer bastante eco na minha vida e no meu dia a dia. Também eu, à semelhança desta jovem Marta, tenho tendência a preocupar-me mais (e em preocupar-me em demasia! – que é isso que Jesus a alerta!) com o que é necessário fazer e garantir que aparece feito, do que utilizar tempo e disponibilidade para simplesmente estar com Jesus e com os irmãos, ou simplesmente ser-se amada por Jesus, como Ele tanto deseja fazer.

Claro que o trabalho é importante, que é necessário fazer – Jesus não diz em nenhuma altura que isso não tem importância. Mas, não nos podemos esquecer, não nos podemos “atarefar em muitos serviços” de tal modo que nos esqueçamos e percamos o foco daquilo que é O mais importante: escutar Jesus e permitir-mo-nos ser amados por Ele. Aliás, o Senhor ensina-nos que só conseguiremos fazer mais coisas, se primeiro permitirmos que Ele nos encha a mente e o coração com os Seus ensinamentos e os frutos do Seu amor ...

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Encontros de Jesus - 10. A mulher apanhada em adultério

Encontros com Jesus - 10. A mulher adúltera.jpg

Os doutores da Lei e os fariseus trouxeram [a Jesus] certa mulher apanhada em adultério, colocaram-na no meio e disseram-Lhe: «Mestre, esta mulher foi apanhada a pecar em flagrante adultério. Moisés, na Lei, mandou-nos matar à pedrada tais mulheres. E Tu que dizes?» (Lc 8,3-4)

Imagino os fariseus e doutores da Lei a esfregarem as mãos e a dizerem entre si: “Está no papo! Apanhámo-Lo bem! Desta não escapa!”. Jesus só parece ter 2 opções: ou afirma que “sim, Eu concordo com o que está escrito na Lei de Moisés” e o povo que está a assistir ficará desiludido com Jesus, e assim apenas a face “julgatória” de Deus será revelada; ou, então, “provará” que não é realmente um Profeta e dirá, “não, eu discordo da Lei de Moisés”, “provando” assim que Ele não vem realmente de Deus.

A mulher, pelo contrário, não parece ter qualquer hipótese .... Parece estar condenada à morte desde o momento em que alguém a descobriu no seu pecado.

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Encontros de Jesus - 9. A mulher samaritana

Encontros com Jesus - 9. A mulher samaritana.jpg

"Nisto chegaram os Seus discípulos e ficaram admirados de Ele estar a falar com uma mulher". (Jo 4, 27)

Jesus transgride vários costumes em vigor naquela época: ousa falar a uma mulher, a sós, num lugar público, e ainda por cima uma mulher samaritana (e não judia) e além disso pecadora afamada. Tudo isto seriam razões suficientes para alguém ficar espantado com o comportamento de Jesus. Mas, do ponto de vista dos discípulos, esta não era nem a primeira vez, nem viria a ser a última vez, que viam o seu Mestre a falar com uma mulher pecadora. Porque então se mostram tão admirados, tão em choque com o que veem, como até o texto salienta?

Porque, aquilo que eles veem – Jesus sentado à beira dum poço, o poço de Jacob, em terra estrangeira, a sós com uma mulher – parecia a cena dum pedido de casamento!

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Encontros de Jesus - 8. A mulher da dracma perdida

Encontros com Jesus - 8. A mulher da dracma perdid

A parábola da dracma perdida surge no contexto de outras 2 parábolas contadas por Jesus, bastante mais conhecidas – a parábola da ovelha perdida e do filho pródigo. Todas estas parábolas falam-nos de bens preciosos que foram perdidos, e acerca da busca incessante de alguém para os reencontrar e resgatar. Um pormenor importante da parábola da dracma perdida, e que a distingue das outras duas, é que o bem precioso foi perdido dentro da própria casa … e o que o fez perder-se não parece ser algum acontecimento fora do comum, mas apenas as coisas aparentemente simples e banais do dia a dia, à quais tendemos a dar pouca importância ...

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Encontros de Jesus - 7. A mulher encurvada

Encontros com Jesus - 7. A mulher encurvada.jpg

O milagre da cura da mulher encurvada encontra-se descrito apenas no Evangelho segundo S. Lucas e é um dos 7 milagres e curas que Jesus se "atreveu" a realizar durante o dia de Sábado. Todas as curas sabáticas de Jesus descritas nos Evangelhos têm algo muito importante em comum: nenhuma dessas curas foi “pedida” a Jesus, em nenhuma delas veio alguém ou algum intermediário ter com Jesus, pedindo ou solicitando a sua cura ou a cura de outrem. Aliás, se repararmos com atenção, todos os milagres de Jesus em dia de sábado partiram da Sua própria iniciativa, foram voluntariamente concedidos por Si, sem que o doente Lho tenha pedido. Assim se manifesta claramente a iniciativa de Deus, o “Senhor do Sábado”, que vem salvar e libertar o seu povo ... 

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz

Encontros de Jesus - 6. A pecadora arrependida

Encontros com Jesus - 6. A pecadora arrependida.jp

[Jesus] entrou em casa do fariseu, e pôs-Se à mesa. Ora certa mulher, conhecida naquela cidade como pecadora, ao saber que Ele estava à mesa em casa do fariseu, trouxe um frasco de alabastro com perfume. Colocando-se por detrás Dele e chorando, começou a banhar-Lhe os pés com lágrimas; enxugava-os com os cabelos e beijava-os, ungindo-os com perfume. (Lc 7, 36-38)

Esta mulher, apesar de pecadora, demonstra desde cedo uma enorme fé, que lhe suscita uma coragem e audácia impressionante: atreve-se a ir até à casa do fariseu Simão, a entrar na sala das refeições cheia de homens e talvez convidados ilustres, a “interromper” – de certa forma – a sua refeição e diálogo, para oferecer a Jesus um dos seus bens mais preciosos. A sua fé parece dar-lhe a capacidade de vencer a vergonha e o medo do desprezo alheio, de correr o risco de poder ser repelida como impura ou pecadora ...

Para outras meditações: Canal Sede Sal, Sede Luz