Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Ainda sobre o pecado da preguiça ...

Em seguimento do post anterior - sobre o pecado da preguiça - lembrei-me de partilhar convosco alguns pequenos vídeos que tive a oportunidade de ver pela primeira vez há cerca de 1 ano, onde se fala e explica um pouco mais acerca deste pecado, das suas consequência e, mais importante de tudo, como combatê-lo!!

 

Acídia: Desânimo, Preguiça e Tédio

- Ana Paula Barros, do blog Salus in Caritate

 

O que é a Acídia - Padre Paulo Ricardo

 

Acedia: The Noonday Devil - Fr. Mike Schmitz

 

Aproveitem o fim-de-semana para reflectirem bem!

 

Preparando a Quaresma - a necessidade de Penitência

Hoje é Quarta-feira de Cinzas, o 1º dia da Quaresma!

O dia de hoje e os próximos dias são a altura ideal para cada um reflectir acerca da sua necessidade de (re)conversão ao amor de Deus e à plena comunhão com os nossos irmãos. Sugiro-vos começarem esta reflexão lendo a mensagem do Santo Papa para a Quaresma de 2018 e depois a mensagem quaresmal do nosso querido Bispo de Setúbal

Como irão certamente perceber, as duas mensagens falam da necessidade de realizarmos penitências durante este período de 40 dias - que pode tornar-se num período tão fértil de bênçãos, se nós assim o pedirmos humildemente ao Senhor. 

Esta vai ser apenas a 4ª Quaresma da minha vida, e portanto, ainda estou em processo de aprendizagem acerca do real valor destes dias que a Igreja nos propõe, assim como dos diversos elementos que a acompanham. As penitências, apercebi-me no outro dia, eram talvez o que eu mais ... evitava, a todo o custo, nas Quaresmas anteriores ... até eu ter a oportunidade de ouvir os 3 vídeos que se seguem! Aconselho-vos vivamente a encontrarem um tempinho para os ouvirem atentamente! 

 

A Penitência Quaresmal - Pe Paulo Ricardo

 

Formas de penitência e as suas razões - Pe Paulo Ricardo

 

Como escolher a penitência para esta Quaresma? - Pe Leonardo

 

Imaculada Concepção de Nossa Senhora

Hoje é um dia de grande festa para a Igreja - dia da Imaculada Concepção de Nossa Senhora.

 

Como explicar o mistério da Imaculada Concepção duma forma simples, em especial às crianças?

Já não me recordo onde li ou ouvi a seguinte explicação, mas ajudou-me bastante a compreender e a explicar um pouquinho melhor este grande mistério às crianças. 

 

Imaginem que vão a caminhar numa estrada e, sem darem por isso, caem dentro duma grande poça de água e lama. Ficam todos sujos, escorregam na lama e não conseguem levantar-se. Então aparece Jesus, estende-te a mão e ajuda-te a sair da poça de lama, que são os nossos pecados. E Ele ainda te ajuda a limpar toda aquela sujidade - perdoando os nossos pecados, e nós voltamos a ficar limpinhos.

Agora imaginem que, em vez de vocês, é Nossa Senhora que está a andar nessa estrada e não repara que existe essa enorme poça de lama. Está prestes a cair e a sujar-se - mas eis que surge Jesus, que a agarra e a impede de cair e de se sujar, ou seja, impedindo-a de pecar.

Em ambos os casos, Jesus é o nosso Salvador - mas de maneiras diferentes.

 

A graça que Nossa Senhora recebeu - sendo imaculada e sem qualquer vestígio de pecado desde a altura da sua concepção - é incomparável e inimaginável. Não foi Nossa Senhora que alcançou essa graça - ela foi-lhe dada por Deus, em vista das grandes maravilhas que iriam ser realizados, através dela, por Jesus.

 

Mas talvez o Padre Paulo Ricardo seja a pessoa mais indicada para vos explicar este grande mistério:

 

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós!

A mensagem mais importante do Natal

Não faço a mínima ideia como é possível que dentro de poucos dias estejamos a celebrar o Natal!

Para mim, o Advento passou a correr! Não tive tempo, com muita pena minha, para grandes preparações meditativas ou espirituais, aliás, não tive tempo para quase nada do que costumava fazer .... Além do facto destas últimas semanas terem sido bastante atípicas e não pelas melhores razões... 

 

De qualquer das formas, o Senhor assegurou-Se que eu me mantinha bastante ocupada a fazer minúsculos, (aparentemente) infinitos e (quase) insignificantes mini-mini-mini actos de amor e de sacrifício, que Ele lá me ía pedindo ...  muitos "quase nadas", muitas "coisinhas pequeninas", bastante mascaradas e disfarçadas mas ... ainda assim, actos de amor e de sacrifício, feitos com todo o coração. Não tenho dúvidas que o Senhor esteve atento a todas elas, como está sempre em relação ao que cada um de nós faz.

 

No meio disto tudo, ontem acabei por me lembrar dum texto que escrevi no Natal passado - precisamente acerca de não me sentir preparada para receber Jesus como Ele merecia. Reler aquele texto ajudou-me bastante a aceitar a minha situação e as minhas limitações neste período da minha vida, e espero que vos ajude um pouco também. 

 

Quando temos pouco tempo, temos de escolher o que é mais importante.

Existem inúmeros temas acerca dos quais se pode reflectir durante o Advento e nas celebrações do Natal que se avizinham. Mas, este ano, escolho focar-me apenas no essencial - na mensagem mais importante, mais profunda e primordial por detrás do Natal, belissímamente apresentada pelo nosso querido Pe. Paulo Ricardo (vídeo do Natal de 2015).

 

 

A todos os meus amigos e leitores, 

 

* Um Santo e Feliz Natal! *