Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Saindo do Egipto e entrando no deserto

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

 

Não passámos mais que 30 horas na grande cidade do Cairo, mas foram de tal forma intensas e preenchidas que mais parecia que já ali estávamos há anos e anos! 

Tínhamos visto a faceta gloriosa do Egipto, a imponência das Pirâmides, os grandes palácios, os hotéis revestidos de mármore, as cores vivas, as pedras preciosas abundantes .... 

Mas também tínhamos já visto a outra face do Egipto, muitíssimo mais abundante - a do caos, a da "lei do mais forte", a do "salve-se quem puder", a da pobreza, às vezes de tal modo extrema que tinha obrigado milhares de famílias a viverem dentro dos cemitérios, dentro dos túmulos de pedra que aí existem, na chamada Cidade dos Mortos ... 

 

Está na altura de continuarmos a nossa peregrinação. Está na altura de fazermos exactamente aquilo a que nos propusemos nesta peregrinação - a seguir as pegadas do êxodo do povo hebreu, fazendo caminho com eles, deixando para trás a "Cidade dos Mortos" e seguindo em direcção à "Cidade da Vida", onde abundará leite e mel, tal como nos promete o Senhor.

Está na altura de sair do Egipto e de entrar no deserto

 

deserto 1.jpg

Quando o faraó se aproximou, os filhos de Israel ergueram os olhos, e eis que os egípcios acampavam atrás deles, e os filhos de Israel tiveram muito medo e clamaram ao Senhor. Disseram a Moisés: «Foi por falta de túmulos no Egipto que nos trouxeste para morrermos no deserto? O que é isto que nos fizeste, fazendo-nos sair do Egipto? Não foi isto que te dissemos no Egipto, quando dizíamos: ‘Deixa-nos! Queremos estar ao serviço do Egipto, porque é melhor para nós servir o Egipto do que morrer no deserto’?» 

Moisés disse ao povo: «Não tenhais medo. Permanecei firmes e vede a salvação que o Senhor fará para vós hoje. Pois vós vistes os egípcios hoje, mas nunca mais os tornareis a ver. O Senhor combaterá por vós. E vós ficai tranquilos!»

Gn 14, 10-14

 

Saímos do Cairo em direcção ao Monte Sinai (que é ainda dentro do território egípcio), um percurso que fazemos em pouco mais de 6 horas de autocarro. O povo hebreu demorou 50 dias, cerca de 7 semanas, a fazer este mesmo percurso ... 

deserto 2.jpg

Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o Senhor fez recuar o mar com um vento forte de oriente, toda a noite, e pôs o mar a seco. As águas dividiram-se, e os filhos de Israel entraram pelo meio do mar, por terra seca, e as águas eram para eles um muro à sua direita e à sua esquerda. Os egípcios perseguiram-nos, e todos os cavalos do faraó, os seus carros de guerra e os seus cavaleiros, entraram atrás deles para o meio do mar.

O Senhor disse a Moisés: «Estende a tua mão sobre o mar, e que as águas voltem sobre os egípcios, sobre os seus carros de guerra e sobre os seus cavaleiros.» Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o mar voltou ao seu leito normal, ao raiar da manhã.

As águas voltaram e cobriram os carros de guerra e os cavaleiros; de todo o exército do faraó que entrou atrás deles no mar, não ficou nenhum. 

O Senhor salvou, naquele dia, Israel da mão do Egipto.

Gn 14, 21-23; 26-28; 30

 

Tal como eles, também nós atravessámos o Mar Vermelho - e a pé enxuto, também! Mas, enquanto eles atravessaram literalmente pelo Mar Vermelho adentro, nós ... fizemos um pouquinho de batota e atravessámos por baixo do Mar Vermelho (através dum túnel construído recentemente) - mas, oh, deviam ter visto a alegria e a euforia dentro do autocarro quando chegámos ao outro lado da margem!! Atravessámos o Mar Vermelho!!

 

percurso no deserto.jpg

Um dos possíveis percursos que o povo de Deus seguiu durante os 40 anos em que esteve no deserto, até chegar à Terra Santa.

 

Quando Jacob e toda a sua família desceram de Canaã até ao Egipto, para ficarem a viver junto de José, trazendo consigo tudo quanto possuíam, desde os objectos da casa até aos rebanhos, eram apenas 70 pessoas, tal como nos dizem as Sagradas Escrituras:

 

Israel partiu com tudo o que lhe pertencia e chegou a Bercheba. Deus falou a Israel numa visão, durante a noite, e disse-lhe: «Jacob! Jacob!» Ele respondeu: «Eis-me aqui.» E Deus prosseguiu: «Eu sou o Deus de teu pai: não hesites em descer ao Egipto, porque tornar-te-ei ali uma grande nação. Eu mesmo descerei contigo ao Egipto; e Eu mesmo far-te-ei voltar de lá.»

Jacob partiu de Bercheba. Os filhos de Israel fizeram subir Jacob, seu pai, assim como as suas mulheres e os seus filhos, para os carros enviados pelo faraó para os transportar. Tomaram os seus rebanhos e os bens que tinham adquirido no país de Canaã e foram para o Egipto, Jacob e toda a família. 

E todas as pessoas da família de Jacob e seus descendentes, que entraram no Egipto, além das mulheres dos filhos de Jacob, foram ao todo sessenta e seis pessoas. Depois, os filhos de José, que nasceram no Egipto: duas pessoas. Total das pessoas da casa de Jacob que foram para o Egipto: setenta pessoas.

Gn 46, 1-6; 26-27

 

Deus promete a Abrãao (e a Isaac e a Jacob) que fará do seu povo uma grande nação. Ora 70 pessoas é pouco mais que uma aldeia ... Contudo, ao fim dos 430 anos em que o povo hebreu permaneceu no Egipto, fazem ideia de quantas pessoas seguiram Moisés em direcção à Terra Prometida?

Os filhos de Israel partiram de Ramessés para Sucot, cerca de seiscentos mil a pé, só os homens fortes, sem contar as crianças. Também uma turba numerosa partiu com eles, juntamente com ovelhas, bois e gado em grande quantidade.

Ex 12, 37-38

Ora 600.000 homens, sem contar com mulheres e crianças. Fazendo uma pequena estimativa, e assumindo que todos os homens eram casados e que tinham no mínimo 2 filhos por casal (vocês sabem perfeitamente que a maioria deveria ter bastante mais!) .... isto dá cerca de 2.400.000 pessoas, 2 milhões e meio de descendentes de Jacob!... Bem que Deus tinha dito a Abrãao para tentar contar as estrelas do Céu ou os grãos de areia da praia, porque a sua descendência iria ser assim tão numerosa (e nós vamos apenas no início da história do povo de Deus!)

deserto 3.jpg

 

É verdade, acho que ainda não vos tinha contado, mas nós somos exactamente 40 peregrinos. Nem 1 a mais, nem 1 a menos; exactamente 40 peregrinos. Quão adequado, não?  

Eu falei-vos da importância do número 40 há uns tempos atrás, mas, basicamente, ao longo de toda a Bíblia, sempre que é referido o número 40 quer dizer que algo ou alguém foi posto à prova e que, de seguida, algo de extraordinário ou decisivo irá acontecer.

Cada um de nós tem uma história, única e irrepetível, frequentemente difícil e cheia de adversidades, de cruzes pesadas, sim, mas também de muitas bênçãos, graças e milagres, que vamos tendo a oportunidade de partilhar entre nós ao longo desta peregrinação. O Senhor é realmente bom e compassivo! O amor de Deus é realmente eterno e inesgotável! Oh, como o Senhor é bom!

deserto 4.jpg

Areia e areia, rochas e rochas ... Estamos a chegar ao local onde iremos almoçar, no meio do deserto, segundo nos dizem. Pela janela do autocarro, a paisagem tem vindo a mudar e começaram a surgir plantas e alguma vegetação rasteira ...

deserto 5.jpg

O céu está mesmo bonito hoje, não é Senhor? Olha-me bem para estas cores!...

Isto começa a fazer-me lembrar das praias da Costa da Caparica ... Acho que estou com saudades de casa ... Espera!! O que é aquilo que eu vejo lá ao fundo?? Acho que estou a ver uma miragem ...

mar vermelho 1.jpg

Água! O Mar Vermelho, afinal, continua a acompanhar-nos ... O quê? Vamos mesmo almoçar aqui?! Ai que bom!! 

E que surpresa foi para todos, poder almoçar bem juntinho do Mar Vermelho. Já não me lembro sequer o que foi o almoço, só me lembro que todos almoçámos o mais depressa que conseguimos a fim de termos ainda alguns minutinhos na praia do Mar Vermelho. Vejam bem esta maravilha que o Senhor fez ...

mar vermelho 2.jpg

mar vermelho 3.jpg

mar vermelho 4.jpg

mar vermelho 5.jpg

Sei que não conseguem ver bem nas fotos, mas havia muitos peixinhos pequeninos a nadarem connosco no Mar Vermelho ... 

Estão a ver esse homem que nada como um atleta olímpico? Sim, é o nosso querido Padre Miguel, que nos acompanhou ao longo da peregrinação

 

Vinde, exultemos de alegria no Senhor,
aclamemos o rochedo da nossa salvação.
Vamos à Sua presença com hinos de louvor,
saudemo-Lo com cânticos jubilosos.
Pois grande Deus é o Senhor,
é um Rei poderoso, mais que todos os deuses.
Na Sua mão estão as profundezas da terra
e pertencem-Lhe os cimos das montanhas.
Dele é o mar, pois foi Ele quem o formou;
a terra firme é obra das Suas mãos.
Vinde, prostremo-nos por terra,
ajoelhemos diante do Senhor, que nos criou.
Ele é o nosso Deus e nós somos o seu povo,
as ovelhas por Ele conduzidas.

Salmo 95

 

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

O valor das tamareiras

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

 

O homem justo é como a tamareira

Este é um provérbio frequentemente usado no Egipto, conta-nos o nosso guia Samuel. Eu nunca tinha visto antes uma tamareira na minha vida mas nesta peregrinação até à Terra Santa aquilo que eu mais vi foram tamareiras. Estavam por todo o lado, em especial no Egipto e na Jordânia, parecia que cresciam em todos os lugares possíveis!

tamareira.jpg

A tamareira é uma árvore da família das palmeiras, que se adaptou muito ao clima destas regiões e por isso ela é muitas vezes referida nas Sagradas Escrituras (às vezes sob o nome de palmeira).

Aliás, quando Deus promete a Abrãao e a Moisés uma terra rica em mel e leite, não se está a referir a mel de abelhas (as pobres abelhas não conseguem aguentar as temperaturas altas destes países) mas sim a mel das tâmaras

Também quando Jesus chegou a Jerusalém, antes de celebrar a Sua Páscoa, os habitantes desta cidade receberam-no com ramos de tamareira (sim, na celebração do Domingo de Ramos!)

 

Sabiam que a tamareira é uma árvore com a qual podemos aprender bastante? E que podemos inclusivamente retirar autênticas lições para a nossa vida, só de a contemplarmos e meditarmos nas suas características?

 

Na cultura egípcia é costume dizer-se que, quem planta uma tamareira, raramente comerá dos seus frutos, apenas os seus filhos e netos o farão - mas é exactamente por este motivo, por este valor sacrificial e doador de vida para as gerações seguintes, que os egípcios as plantam. 

A tamareira demora pelo menos 18 anos a crescer e a começar a dar os seus primeiros frutos, as doces tâmaras. Mas, a partir do momento em que começam a produzir os seus frutos, fazem-no para o resto das suas vidas (entre 100 a 200 anos!), durante o ano inteiro, sem cessar - aliás, é comum dizer-se que a tamareira não se cansa de dar o seu doce fruto, mesmo para aqueles que lhes atiram pedras, a fim de fazerem cair estes frutos até ao nível do chão...

Porque demora tanto tempo até dar fruto? Porque primeiro é necessário que as suas raízes cresçam; primeiro, é preciso que as suas raízes se tornem fortes e profundas, e se prolonguem por vários metros, até alcançarem as fontes de água mais profundas (raramente alcançadas por outras plantas ou árvores); deste modo, a tamareira terá como certa uma longa e frutuosa vida.

As tamareiras podem crescer em altura até atingirem 30m; aliás, quanto mais alta for a tamareira, mais sol poderá apanhar e mais doces serão as suas tâmaras - mas isto só será possível se mantiver sempre as suas raízes profundamente enraizadas na terra ...

A tamareira é também uma árvore muito resistente às intempéries da vida. No Egipto são comuns as tempestades de areia, que por vezes destroem e arrancam diversas árvores. Quando surge uma tempestade de areia, a tamareira é capaz de se ir inclinando, a favor da direção do vento, por vezes até chegar ao chão, mas raramente é arrancada do seu lugar. Aliás, quanto mais árido for o clima à volta da tamareira, mais doces serão os seus frutos!

Mas, apesar de todas estas ricas características, a tamareira, com as suas longas folhas, viradas para baixo, é um dos símbolos mais belos da humildade e da simplicidade ... 

 

"Como a palmeira (tamareira) florescerão os justos,

que se elevarão como o cedro do Líbano"

(Sl 91, 13)

 

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

O início duma grande aventura

Aclamai a Deus, terra inteira,
cantai a glória do Seu nome, 
celebrai os Seus louvores,
dizei a Deus: «Maravilhosas são as Vossas obras».

Vinde contemplar as obras de Deus, 
admirável na Sua ação pelos homens.
Bendizei, ó povos, o nosso Deus, 
fazei ressoar a voz do Seu louvor.

Todos os que temeis a Deus, vinde e ouvi, 
vou narrar-vos quanto Ele fez por mim.

Salmo 66

 

Salmo da Eucaristia de hoje, dia 14 de Agosto .... que não podia ser mais apropriado!

Aliás, todas as leituras deste Tempo Comum do ano C, desde o Pentecostes, têm sido muitíssimo adequadas para a preparação do meu coração e da minha vida para a aventura a que Deus me chamava...

Alguém tem acompanhado as leituras da missa diária? Ao longo destas longas semanas, a Igreja tem-nos ajudado a relembrar as nossas origens, o princípio da nossa Fé, o início da história de amor de Deus por cada um de nós ...

Acompanhámos a bela e longa história de Abraão, do seu enamoramento por Deus, da sua Fé firme e contagiante no único Deus verdadeiro. Acompanhámos a história do seu filho tão amado, Isaac, e depois do seu neto, Jacob, que, de tantas e tantas formas, prefiguram Jesus. Acompanhámos a fantástica história de José, duramente incompreendido e acusado falsamente, mas que acaba por salvar todo o povo hebreu.

E acompanhámos, até às leituras do dia de hoje, a entusiasmante história de Moisés, aquele que falava longamente com o Senhor, face a face, como o seu melhor amigo e que, graças a este profundo enraizamento no amor de Deus, foi capaz de realizar feitos extraordinários - como vencer um Império aparentemente indestrutível e chefiar sabiamente um dos maiores êxodos da história da humanidade!

Enquanto isto, as leituras dos Evangelhos têm-nos vindo a contar os milagres, as curas e principalmente os ensinamentos (tão ousados e radicais naquela cultura e contexto) de Jesus ... 

Oh, nada melhor para me ajudar a preparar para o que iria ver e viver no início deste mês de Agosto, tão aguardado e desejado.

 

IMG_20190814_120126.jpg

 

Amigos, alegrem-se comigo - cheguei ontem da Terra Santa. Sim, da Terra Santa!  

Pela graça sempre tão abundante de Deus, tive a oportunidade de poder peregrinar durante 10 dias desde o Egipto até à Terra Santa, seguindo exatamente o percurso e a história do povo de Deus, até chegar à Terra Prometida! 

Mas, ainda mais maravilhoso que tudo, foi poder estar e tocar e ver alguns dos locais mais importantes durante a vida de Jesus aqui na nossa Terra. Lugares em que aconteceram factos de tal importância, como a Anunciação do Anjo Gabriel a Nossa Senhora, o nascimento de Jesus em Belém, a instituição da Eucaristia e do nosso primeiro Papa Simão Pedro, a morte de Jesus no Calvário, a sua esplendorosa Ressurreição, o fulgor, a alegria e a vida após o Pentecostes ... 

 

Oh, tenho tanto para vos contar! Tanto para partilhar! Tanto!

Aos pouquinhos, assim o farei nos próximos posts ... 

 

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

Lições de humildade ...

O Senhor levou-me a viver inúmeras aventuras, com Ele, neste ano de 2018, ano esse que agora termina para dar lugar a um novo ano - cheio de possibilidades, oportunidades, sonhos, conquistas e lições ....

 

Neste ano de 2018, iniciei a minha profissão como médica, passando por diversos serviços e áreas, passando da teoria abstrata, impessoal e indiferente para a prática real, imperfeita, humana, personalizada. Agora, neste ano de 2019, iniciarei a minha formação específica para me tornar médica de família, um processo que será, sem dúvida, díficil e muito trabalhoso, e que durará pelo menos 4 anos ...

Neste ano de 2018, consolidei a minha vocação como catequista na minha paróquia, oferecendo-me verdadeiramente de corpo e alma, aceitando (uns dias melhores que outros) todas as contrariedades e dificuldades que foram surgindo pelo caminho, e aceitando desafios que outrora jamais teria tido a coragem de o fazer ...

Neste ano de 2018, assumi publicamente (no meu coração, já o tinha feito há muito tempo...) o meu compromisso com o movimento das Famílias de Caná, após um (demasiado longo) período de discernimento acerca do meu papel, como leiga solteira, dentro do movimento, e assim tornei-me numa activa Jovem de Caná - à semelhança de Nossa Senhora quando ainda solteira....

Little One.JPG

 

Neste ano de 2018, passei também por um intenso processo de discernimento vocacional, após ter aumentado, a passinhos de bebé (mas sempre aumentando, graças a Deus!), a minha vida de oração, e agora encontro-me num estado de maior claridade, desapego e entrega à vontade de Deus para a minha vida ...  

Por fim, neste ano de 2018, tomei a difícil e custosa decisão de sair da casa dos meus pais, para vir viver sozinha numa casinha, bem juntinho da casa de Jesus, e, com esta última decisão, as pequenas portas e janelas que ainda pudessem estar a impedir a ação do Espírito Santo, foram finalmente escancaradas e plenamente abertas às Suas infinitas Graças (até ao dia em que eu voltar a fechar alguma, novamente - convosco também é assim?)

 

Houve, sem dúvida, outros acontecimentos marcantes e significantes que podia referir, mas penso que estes servirão para explicar, pelo menos em parte, como cheguei às pequenas reflexões que hoje queria partilhar convosco. São anotações soltas que eu fui escrevendo ao longo do ano, no meu caderno espiritual. Todas elas partiram de situações difíceis, em que o meu orgulho e egoísmo desmedidos tiveram de morrer (aos bocadinhos, claro) - autênticas lições de humildade que Deus, tão carinhosa e pacientemente, me tem vindo a ensinar....

 

~

Dreaming.JPG

 

O ano de 2018, para mim, podia ter perfeitamente como tema e título - "Crescer em intimidade com Deus": crescer mesmo quando custa e dói, sem medo das mudanças, das transformações, daquilo que se perde e que tem de morrer, para algo melhor e mais santo poder germinar, nascer, crescer e florir; intimidade - um dos desejos mais profundos do nosso coração - com Deus, por Deus, em Deus ...

 

~

 

Neste ano, compreendi finalmente (de coração) que o nome que melhor revela a vocação da mulher é maternidade, é ser mãe; e que o verbo que melhor define a vocação da mulher é receber e estar sempre aberta à vida ... Esta vocação está profundamente enraizada no nosso coração, por mais que a neguemos ou tentemos fugir dela, e apenas encontraremos a felicidade verdadeira, plena, permanente, eterna e inalterável, independentemente das circunstâncias da vida, se a aceitarmos de braços abertos - à semelhança de Maria.

 

~

 

Neste ano, descobri que um dos maiores desejos do meu coração é receber Aquele que mais quero amar, Aquele que mais me ama, Aquele que é o amor, Aquele que é o meu Amado ...

Receber é uma palavra maravilhosa e divina, mas também é uma palavra difícil e muito exigente. Para eu poder receber, tenho de estar disposta a ser e estar vulnerável - oh, a vulnerabilidade de receber! - tenho de admitir e aceitar que tenho uma necessidade, que algo me falta, de que preciso de algo que não tenho e que não sou capaz ... Admitir e aceitar isto, pode ser assustador ao princípio, pode deixar-nos com medo e fazer-nos sentir ansiedade - e o mundo de hoje tem tantas formas apelativas de nos afastar desta realidade e de nos fazer esquecer estes sentimentos que, ao contrário do que popular e socialmente se propaga, não nos faz mal nenhum, antes pelo contrário - dá-nos vida e felicidade!

 

~

DSC_0401.JPG

 

O que significa intimidade, Senhor? O que significa ser íntimo de alguém, mas especialmente de Ti?

É sentir-se plenamente "em casa" na presença de alguém. É aceitar ser-se perfeita, total e completamente conhecida tal como sou - cheia de vícios, defeitos e pecados, cheia de feridas abertas e outras em resolução, "cheia" de espaços vazios e de pedaços que faltam - e, ainda assim, aceitar ser-se amada ... por aquele Amor louco e infinito de Deus que, tal como um dilúvio, é capaz de nos encher até transbordar, de inundar completamente todos os buracos e espaços vazios, de limpar todas as feridas, de remover todas as minhas manchas e sujidades e de santificar e purificar todos os meus desejos ... Intimidade significa eu poder ser, livremente, quem sou - sem máscaras, sem medos, sem sentir necessidade de ser aprovada, nem de conseguir ser ou fazer algo ... para ser amada.

 

~

 

Mas, como se chega a essa intimidade - conTigo? Como podemos nos tornar íntimos?

Para se ser íntimo, é necessário confiar no outro. Em que se baseia a confiança?

Em promessas realizadas. Num amor que tenha sido comprovado e testado, que tenha sido posto à prova no fogo, por diversas vezes, e ainda assim subsistir - e até aumentar de intensidade - apenas um amor assim pode chegar a esse nível de intimidade que eu tanto desejo .... E, na minha vida, Deus já me deu mais do que provas suficientes do Seu amor....

 

~

 

É realmente um dos desejos mais profundos do nosso coração ser-se conhecido e amado: é alguém conhecer toda a nossa história de vida, todo o nosso ser e, ainda assim, aceitar-nos e amar-nos. 

 

~

Secret.JPG

 

Se tivermos a coragem de olhar para o mais profundo do nosso coração, descobriremos que desejamos ser intimamente conhecidos; que desejamos permitir que possamos ser vistos, conhecidos e admirados; que desejamos permitir ser acarinhados e amados....

O maior desejo de Jesus (por inúmeras vezes e por inúmeras vozes Ele nos disse isto!) é oferecer-nos o Seu amor, é satisfazer e realizar todos estes nossos desejos mais profundos ... porque não O permitimos de vez?

Porque ainda tento eu fazer coisas, ser assim ou assado e, desta forma, "provar" a Deus que mereço o Seu amor...? Quem penso eu que sou? Merecer o amor de Deus? Como se fosse possível ... que heresia! Que pecado tão grande! Afinal, quem é para mim Jesus?....

 

~

 

 

Olho para Jesus na cruz - um dia, li algures que a cruz é o leito matrimonial de Jesus. Sim, leito matrimonial ...

Ali, Jesus encontra-se nu e sem qualquer proteção. Nada possui. Está completamente vulnerável e sem qualquer segurança a que se agarrar. Ali está Jesus - pregado, aberto, indefeso, vulnerável ... 

E o Seu maior desejo é tornar-se Um connosco. É abraçar os nossos medos, inseguranças, traumas e dores. É amar-nos completa e infinitamente....

Jesus, na cruz, não se preocupa em proteger-se a Si mesmo - o que apenas deseja é oferecer-se a Si mesmo, é entregar-se - por nós ...

 

Amar ~ Oferecer ~ Receber ~ Confiar ~ Amar

 

 

"Bendiz o Senhor, ó minha alma.

A minha única alegria encontra-se no Senhor.

Ao Senhor, glória eterna! Aleluia!"

Salmo 103

 

Um abençoado ano novo para todos! Que aceitem o convite de Deus, para crescerem em intimidade com Ele, ao longo deste ano ...

Calendário Católico - Novembro de 2018

~ Mês dedicado às Almas no Purgatório ~

Novembro 2018.jpg

Podem fazer à vontade o download grátis do Calendário mensal católico para 2018 que eu criei.

Peço-vos apenas que, ao fazerem o download do calendário, rezem uma Avé Maria por mim - obrigado! 

 

1 de Novembro (5ª feira) - Dia de Todos os Santos

2 de Novembro (6ª feira) - Comunhão dos Fiéis Defuntos

4 de Novembro (Domingo) - 31º Domingo do Tempo Comum

11 de Novembro (Domingo) - 32º Domingo do Tempo Comum

18 de Novembro (Domingo) - 33º Domingo do Tempo Comum

21 de Novembro (4ª feira) - Apresentação da Virgem Santa Maria

25 de Novembro (Domingo) - 34º Domingo do Tempo Comum - Cristo Rei

Retiro de preparação para o Crisma - parte 1

Retiro de preparação para o Crisma - Parte 2

Retiro de preparação para o Crisma - Parte 3

 

Recentemente, Deus ofereceu-me uma maravilhosa oportunidade para estar ao serviço da nossa paróquia e pôr os meus dotes a render.

 

Alguém ainda se lembra da partilha que fiz convosco acerca do meu retiro de preparação para o Crisma, há 3 anos atrás? 

Pois é, este ano fui convidada para ser uma das organizadoras do retiro de preparação para o Crisma da nossa paróquia! Conseguem acreditar?

Este pequeno projecto deu-nos bastante trabalho a preparar (quase 2 meses de trabalho!) e envolveu vários sacrifícios pelo caminho ... mas, pela graça de Deus, conseguimos receber e catequisar durante um fim-de-semana inteiro as 25 pessoas (entre adolescentes e adultos) que, na nossa paróquia, se estão a preparar para receber o Sacramento do Crisma no próximo domingo, dia 14 de Outubro .... e pensar que há apenas 3 anos eu era uma dessas pessoas! Deus consegue realmente fazer grandes milagres em pouco tempo!....

 

Se lerem até ao fim o post sobre o meu retiro de Crisma, há 3 anos, vão reparar que nesse ano eu estava radiante por poder participar no retiro do Crisma no sábado e participar dum retiro das Famílias de Caná no domingo ....

Este ano, Deus pediu-me o sacrifício de abdicar de participar no retiro das Famílias de Caná em Mogofores, para poder estar plenamente presente e em constante serviço durante os 2 dias do retiro para o Crisma...

Tu queres, Jesus? Então eu também quero - como nos ensinou a dizer a nossa querida Chiara Luce.

 

Tema do retiro.png

 

O título do nosso retiro foi "No Caminho da Santidade: Coragem, Esperança, Graça e Conversão" e todas as catequeses e reflexões partilhadas tiveram como base a recente exortação do nosso Papa Francisco "Gaudete et Exsultate – Alegrai-vos e exultai " (cujos trechos eu já tinha partilhado convosco antes aqui no blog). Assim, todo o nosso retiro andou à volta do tema da santidade a que Deus nos chama (sim, a todos e cada um de nós! sim, eu e tu!) e da santidade no dia-a-dia - que grande desafio!!

 

retiro 1.jpg

 

Um dos temas explorados durante o retiro foram as Bem-aventuranças, descritas por Jesus no Seu sermão da montanha do Evangelho segundo S. Mateus 5,1-12, utilizando para isso o exemplo de vida de alguns dos nossos amigos Santos.

 

“Ao ver a multidão, Jesus subiu a um monte. Então tomou a palavra e começou a ensiná-los, dizendo:

«Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino do Céu."

Santa Bernardette

 

"Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados."

 

São Maximiliano Kolbe

 

"Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra."

Santa Teresinha do Menino Jesus

 

"Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados."

São Paulo

 

"Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia."

Santa Maria Goretti

 

"Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus."

São Josémaria Escrivá

 

"Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus."

Santa Teresa de Calcutá

 

"Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça,

porque deles é o Reino do Céu."

São João Paulo II

 

"Bem-aventurados sereis, quando vos insultarem e perseguirem

e, mentindo, disserem todo o género de calúnias contra vós, por Minha causa.

Exultai e alegrai-vos, porque grande será a vossa recompensa no Céu.»"

Mateus 5,1-12

 

Os adolescentes, em particular, pareceram ficar bastante impressionados pela variedade de Santos que a Igreja nos apresenta como modelos de vida - impressionou-os não só existirem Santos tão novos quanto Santa Maria Goretti (Santa com apenas 11 anos! e após ter perdoado o homem que a tentou violar e assassinar!!), como também a coragem e, de certo modo, a rebeldia que alguns dos Santos demonstraram ao longo das suas vidas, a fim de defenderem sempre a fé católica e os valores da vida cristã....

 

Durante a tarde do primeiro dia do retiro, tivemos a oportunidade de explorar os dons e os frutos do Espírito Santo, com o auxílio do nosso pároco, Padre Miguel Alves, que fez um trabalho extraordinário, conseguindo explicar com muita clareza e bom humor aquilo que por vezes é bastante confuso ...

E no final dessa tarde rezámos ainda em conjunto o Santo Terço, meditando os Mistérios Gozosos.

 

Depois do jantar, tínhamos uma surpresa muito especial - pela graça de Deus, podemos contar com a presença de 5 irmãs do Instituto Hesed, que vieram recentemente para Portugal, encontrando-se na Paróquia de São Tiago em Almada.

 

Instituto Hesed das Irmãs da Santa Cruz

e da Bem-Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo

- Fundado no Brasil em 2001

- É um instituto de vida religiosa de adoração perpétua e de culto ao Sangue de Cristo

- Tem uma espiritualidade Carmelitana

- E tem como carisma experimentar, viver e cantar a Misericórdia de Deus, numa vida de oração, adoração, contemplação, expiação, celebração, acção de graças e missão.

irmas hesed.jpg

Foto retirada do site do Instituto Hesed

 

As queridas Irmãs deram-nos uma belíssima catequese acerca das diferentes formas de alcançar a santidade no nosso dia-a-dia. Partilharam também connosco um pouquinho dos seus próprios processos de conversão (que no caso delas as levou a aceitarem serem esposas de Deus e a entregarem toda a sua vida a Ele). Foi sem dúvida uma catequese muito inspiradora!

Depois, tivemos ainda a oportunidade de passarmos uma hora de Adoração ao Santíssimo! Uma Adoração muito, muito, muito especial, cantada e meditada com a ajuda das Irmãs.

 

No segundo dia de retiro, Domingo, pudemos partilhar uns com os outros as nossas experiências e perspectivas acerca do retiro e do Crisma. 

Pudemos também jogar uma espécie de pequeno jogo (podem fazer o download do powerpoint aqui ou então aqui) - onde podíamos descobrir as respostas de Deus, através da Bíblia, a alguns dos nossos principais anseios, dúvidas e medos. Foi distribuído a cada participante uma folha com as perguntas e com pistas para encontrarem as respostas, folheando cada um a sua Bíblia. O resultado final podem observar no powerpoint (esta ideia foi adaptada dum powerpoint de origem protestante que descobrimos na internet...)

 

retiro 2.jpg

 

Terminámos, como não podia deixar de ser, o nosso retiro com a Santa Missa Dominical - cujas Leituras não podiam ter sido mais concordantes com a mensagem que tentámos transmitir ao longo de todo o retiro ... 

 

"O Senhor Deus abriu-me os ouvidos e eu não resisti nem recuei um passo.

O Senhor Deus veio em meu auxílio e por isso não fiquei envergonhado.

O Senhor Deus vem em meu auxílio. Quem ousará condenar-me?"

Isaías 50,5-9a

 

"Justo e compassivo é o Senhor,

o nosso Deus é misericordioso.
O Senhor guarda os simples:
estava sem forças e o Senhor salvou-me.

Livrou da morte a minha alma,
das lágrimas os meus olhos, da queda os meus pés." 

Salmo 114 (115)

 

"Chamando a multidão com os seus discípulos, disse-lhes [Jesus]: 

«Se alguém quiser seguir-Me, 

renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me."

Evangelho de S. Marcos 8,35

 

Tenho mais actividades deste retiro de preparação para o Crisma que gostaria de partilhar convosco nos próximos dias, se Deus assim o permitir... fiquem atentos! 

Um abençoado fim-de-semana para todos! 

Calendário Católico - Outubro de 2018

~ Mês dedicado ao Santíssimo Rosário ~

Outubro 2018.jpg

Podem fazer à vontade o download grátis do Calendário mensal católico para 2018 que eu criei.

Peço-vos apenas que, ao fazerem o download do calendário, rezem uma Avé Maria por mim - obrigado! 

 

7 de Outubro (Domingo) - 27º Domingo do Tempo Comum / Nossa Senhora do Rosário

14 de Outubro (Domingo) - 28º Domingo do Tempo Comum

21 de Outubro (Domingo) - 29º Domingo do Tempo Comum

28 de Outubro (Domingo) - 30º Domingo do Tempo Comum

Calendário Católico - Setembro de 2018

~ Mês dedicado às Sete Dores de Maria ~

Setembro 2018.jpg

Podem fazer à vontade o download grátis do Calendário mensal católico para 2018 que eu criei.

Peço-vos apenas que, ao fazerem o download do calendário, rezem uma Avé Maria por mim - obrigado! 

 

2 de Setembro (Domingo) - 22º Domingo do Tempo Comum

8 de Setembro (Sábado) - Nascimento da Virgem Maria

9 de Setembro (Domingo) - 23º Domingo do Tempo Comum

14 de Setembro (6ª feira) - Exaltação da Santa Cruz

15 de Setembro (Sábado) - Nossa Senhora das Dores

16 de Setembro (Domingo) - 24º Domingo do Tempo Comum

23 de Setembro (Domingo) - 25º Domingo do Tempo Comum

30 de Setembro (Domingo) - 26º Domingo do Tempo Comum