Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Vivendo e amando como Maria Madalena

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

 

Seguimos caminho na nossa peregrinação na Terra Santa. Deixamos para trás, a muito custo da minha parte, a bela praia de Tagba... mas o Mar da Galileia, esse mar que tantas histórias presenciou da vida de Jesus, continua a acompanhar-nos. Dirigimo-nos para uma cidade que apenas aparece nos nossos mapas há um par de anos. Aliás, esta cidade, tão querida e significativa para o meu coração, foi apenas descoberta pelos arqueologos israelenses no ano de 2009....

Estavam ali, a observar de longe, muitas mulheres que tinham seguido Jesus desde a Galileia e O serviram. Entre elas, estavam Maria de Magdala, Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu.

Mt 27, 56-57

magdala 3.jpg

Estamos na cidade de Magdala (ou Migdal), a cidade que deu o nome a uma das minhas santas favoritas e mais inspiradoras, Maria Madalena - e está tanto, oh tanto calor! 

Passado o sábado, Maria de Magdala, Maria, mãe de Tiago, e Salomé compraram perfumes para ir embalsamá-Lo. De manhã, ao nascer do sol, muito cedo, no primeiro dia da semana, foram ao sepulcro.

Mc 16, 1-2

No tempo de Jesus, Magdala era uma próspera cidade, bem situada ao longo duma rota comercial que passava aqui perto, chamada de Via Maris. Por isso, era uma cidade que tinha direito ao seu próprio mercado, onde era vendido cerâmica, produtos têxteis e produtos frescos, tal como as ruínas e os achados aqui encontradas nos sugerem. Neste grande mercado também eram vendidos os peixes acabadinhos de pescar, que eram colocados em instalações de condutas de água, umas autênticas pequenas "piscinas" onde os peixes eram preservados ainda vivos, até ao cliente decidir que peixe desejava levar para a sua família jantar nesse dia ... 

magdala 2.jpg

Foram também encontrados fornos para cozer pão, pátios e ruas pavimentadas e a sinagoga mais antiga alguma vez encontrada na Galileia... Oh, parece que esta cidade vai ganhando vida diante dos meus olhos, enquanto a nossa guia nos relata como seria na altura dos seus habitantes ...

 

Ah, a cidade de Santa Maria Madalena ... 

Não são muitas as passagens das Sagradas Escrituras que nos falam acerca da vida de Maria Madalena, é verdade, mas dizem-nos o suficiente - tudo aquilo que acontece a quem permite ser amado, e assim transformado, pelo imenso amor de Deus; e tudo aquilo que alguém descobre ter a coragem de fazer quando aprende a amar, profundamente, com perseverança, o Senhor e os irmãos.

Jesus ia de cidade em cidade, de aldeia em aldeia, proclamando e anunciando a Boa-Nova do Reino de Deus. Acompanhavam-no os Doze e algumas mulheres, que tinham sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual tinham saído sete demónios.

Lc 8,1-2

Maria Madalena parece ter sido uma das primeiras mulheres a ter a coragem de abandonar tudo e seguir Jesus. Não terá sido nada fácil, claro, mas quando Jesus nos liberta dos nossos sete demónios, ou seja, dos nossos sete pecados capitais - gula, avareza, luxúria, ira, inveja, preguiça e orgulho - aqueles que mais poder têm para nos afastar do amor infinito e misericordioso de Deus, descobrimos que, afinal, somos capazes, sim, de deixar toda a nossa antiga vida e paixões para trás, e seguir, em frente, junto d'Aquele que tem as palavras que nos trazem vida eterna ... 

Junto à cruz de Jesus estavam, de pé, sua mãe e a irmã da sua mãe, Maria, a mulher de Clopas, e Maria Madalena.

Jo 19, 25

Aquele que o meu coração ama 1.jpg

Aquele que o meu coração ama - post escrito em Abril de 2019

No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo logo de manhã, ainda escuro, e viu retirada a pedra que o tapava. Correndo, foi ter com Simão Pedro e com o outro discípulo, o que Jesus amava, e disse-lhes: «O Senhor foi levado do túmulo e não sabemos onde o puseram.»

Maria estava junto ao túmulo, da parte de fora, a chorar. Sem parar de chorar, debruçou-se para dentro do túmulo, e contemplou dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha estado o corpo de Jesus, um à cabeceira e o outro aos pés. Perguntaram-lhe: «Mulher, porque choras?» E ela respondeu: «Porque levaram o meu Senhor e não sei onde o puseram.»

Dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus, de pé, mas não se dava conta que era Ele. E Jesus disse-lhe: «Mulher, porque choras? Quem procuras?» Ela, pensando que era o encarregado do horto, disse-lhe: «Senhor, se foste tu que o tiraste, diz-me onde o puseste, que eu vou buscá-lo.» Disse-lhe Jesus: «Maria!» Ela, aproximando-se, exclamou em hebraico: «Rabbuni!» - que quer dizer: «Mestre!» 

Jesus disse-lhe: «Não me detenhas, pois ainda não subi para o Pai; mas vai ter com os meus irmãos e diz-lhes: ‘Subo para o meu Pai, que é vosso Pai, para o meu Deus, que é vosso Deus.’» 

Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos: «Vi o Senhor!» E contou o que Ele lhe tinha dito.

Jo 20, 1-2. 11-18

magdala 5.jpg

 

Lendo este relato, não admira que o nosso Papa Francisco tenha declarado, em 2017, ano da Misericórdia, que a anterior Memória de Santa Maria Madalena, celebrada a 22 de Julho, fosse elevada à categoria de Festa. Afinal, Maria Madalena, que desde cedo ficou conhecida como a "Apóstola dos Apóstolos", foi a primeira a ir anunciar aos Discípulos, e a todos que a quisessem ouvir, a alegria contagiante do encontro com o Senhor Ressuscitado

 

O Advento está aí, à nossa porta. Também a nós o Senhor nos chama a irmos ao Seu encontro!

Mas primeiro, é necessário prepararmos o nosso coração, é preciso deixarmos que Jesus nos liberte dos nossos demónios. E tudo isso leva o seu tempo, se estamos realmente dispostos que o Senhor mude, radicalmente, as nossas vidas e nunca nada volte a ser o mesmo.

Que cada um de nós possa, à semelhança de Santa Maria Madalena, deixar-se purificar dos seus pecados. Que cada um de nós possa, à semelhança de Santa Maria Madalena, deixar-se desafiar por Jesus, deixando tudo o que não é importante para trás. Que cada um de nós possa, à semelhança de Santa Maria Madalena, deixar-se ser guiado, rumo ao amor ardente, infinito e misericordioso de Deus, ao longo deste Advento único e irrepetível que o Senhor nos oferece dentro de poucos dias ... Amén!

 

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

Amor Salvador

20150407_165238.jpg

Aqui por casa ainda estamos em festa!

 

Parece que estou em sintonia com a Olivia - não encontro palavras para vos descrever a minha semana santa e em particular o meu Tríduo Pascal. Ou devia antes dizer nosso - meu e de Jesus.

Sim, porque estes dias foram vividos em intensa e profunda união e comunhão com o nosso Príncipe Salvador. E foi incrivelmente maravilhoso, extraordinariamente belo e absolutamente estonteante!!!!!

Perdoem-me, simplesmente ainda não encontrei as palavras certas para descrever todos os acontecimentos da última semana...

                                                                     

Hoje queria relatar-vos algo que aconteceu ontem. Como já tinha dito antes, nesta quaresma uma das minhas resoluções era descobrir uma forma de ir à missa diária (ou quase diária). Consegui encontrar uma solução e consegui manter esta resolução durante toda a quaresma, o que só por si, dado o meu horário irregular e inacreditavelmente preenchido, foi algo incrível!

Agora, estou motivada em manter esta resolução! Já é algo que faz parte da rotina do meu dia, como antes tinha conseguido alcançar com o Terço.

 

Missa das 12.30h no Hospital de Santa Maria - com um senhor padre que possui um dom das palavras como não se vê todos os dias, além duma voz melodiosa!

As passagens da Bíblia falam-nos do primeiro aparecimento de Jesus após a Sua Ressurreição, à Santa Maria Madalena.

 

Mas porquê a Maria Madalena?

Com tantas, tantas pessoas diferentes que Jesus poderia ter escolhido para serem os primeiros a vê-lO ressuscitado, porquê Maria Madalena?

Porque não Maria, sua mãe tão amada? Porque não um dos apóstolos? Porque não outra pessoa qualquer? 

 

Segundo o senhor padre, Jesus escolheu Maria Madalena devido à sua vida anterior em grande pecado

Diz no Evangelho que Jesus expulsou 7 demónios de dentro de Maria Madalena. Vejam bem quantos pecados esta mulher não teria cometido ao longo da sua vida! 

 

Antes de conhecer Jesus, Maria Madalena estava morta. Jesus era o único capaz de lhe restaurar a vida, de lhe dar uma nova vida. Tal como fez.

 

Segundo o senhor padre, só alguém que soubesse o que era estar morto, só alguém que tivesse pecado muito, só alguém que tivesse sofrido muito, como Maria Madalena, poderia ser a primeira pessoa a acreditar na Ressurreição de Jesus! 

Porque, se não soubermos o quão perdidos estamos sem a salvação de Deus, não saberemos reconhecer a imensidão da vitória do Seu Filho, não saberemos reconhecer o mistério maravilhoso que é a Ressurreição, nem saberemos reconhecer o quão abençoados e amados somos!

Assim como, só alguém que saiba o nada que é sem Jesus, poderá aceitar o Seu Amor Salvador!

 

Ainda existem alturas em que eu penso em todos os pecados que cometi. E arrependo-me sempre tanto tanto tanto... Como fui capaz? Como?

Mas, de cada vez que penso nesses tempos negros e tenebrosos, nesses tempos de morte e sofrimento atroz, sinto novamente aquela alegria incontrolável e transbordante, aquela sensação de agradecimento eterno, aquela paz, aquele amor intensíssimo, que senti na primeira vez que me confessei depois de tantos anos de má vida.

 

Meu querido e amado Jesus, obrigado por Te teres sacrificado por mim. Eu jamais poderei agradecer-Te o suficiente, e jamais conseguirei recompensar-Te por isso. Assim, eu simplesmente aceito-Te e ao Teu Sacrifício de Amor, e prometo obedecer-Te, amar-Te, louvar-Te e honrar-Te sempre e em todas as circuntâncias. Amén.