Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Uma Jovem Católica

Sou uma jovem católica portuguesa.Neste blog partilho a minha caminhada em busca da santidade, da fé, da misericórdia, da caridade, do amor a Deus e ao próximo.Espero que ele vos possa ajudar a encontrar a Alegria do Evangelho!

Jordânia, a terra que nos lembra de rezar

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

 

Tanto o nosso 4º como 5º dia de peregrinação estão bastante enublados na minha memória, principalmente devido à valente gastroenterite que nos assolou ... Foram os dias em que saímos do Egipto, atravessámos a fronteira e entrámos na Jordânia. Eu sinceramente só me lembro das náuseas, do mal estar geral, das cólicas intensas, da diarreia interminável e do calor, oh o calor húmido, tão intenso e difícil de suportar, que quase não nos permitia respirar ... Sim, foram dias bem difíceis... 

jordania 1.jpg

Apesar disso, na Jordânia, fomos calorosamente recebidos pelo nosso novo guia jordaniano, Luai, que tinha um maravilhoso sentido de humor. Oh, Deus abençoou-nos muito com todos os guias que escolheu para a nossa peregrinação!

Ao longo dos dias e das viagens, o Luai, além de partilhar muito do seu conhecimento arqueológico, histórico, cultural e político, foi-nos abrindo aos poucos o seu coração e contando a sua história de vida.

Ele nasceu numa família muçulmana praticante mas a sua juventude levou-o a afastar-se bastante da sua religião ... o que não correu nada bem, claro. Com a idade (e com as dificuldades da vida), aos poucos o Luai foi-se aproximando de novo do Deus a que ele chama Alá e da religião dos seus pais e irmãos, o Islão, que hoje vive em pleno.

 

Sabem, eu nunca tinha ouvido um muçulmano falar de Jesus. Não estava, de todo, preparada para o enorme respeito e admiração com que o Luai nos falaria de Jesus - um dos Profetas mais importantes no Islamismo, pelo o que ele nos contou - e muito menos de Maria! Sim, pelos vistos, as mães são muitíssimo valorizadas na religião Islã, e a Mãe de um dos principais Profetas não é excepção... 

jordania 2.jpg

Com a ajuda e as explicações do Luai, foi possível aprender e compreender bastante acerca do Islão - que é talvez uma das poucas religiões que eu não tinha explorado na minha própria juventude...

 

Mas, apesar de tudo, parece-me que o Islão, tal como o Judaísmo, é daquelas religiões que apenas percebeu uma parte da mensagem de Deus à humanidade por Ele criada e tão, tão amada ... Sim, parece que não a compreenderam por completo, em pleno, na totalidade... Deixaram "escapar" muitas coisas importantes e uma delas, parece-me, é que Deus não deseja ser conhecido como o Deus da Vitória, nem do Poder, nem do Sucesso, nem da Glória, nem da Vingança ... mas quer, sim, ser conhecido (intimamente conhecido, por cada um de nós) como o Deus que é Amor, Misericórdia, Bondade,  Humildade, Perdão ...

jordania 3.jpg

 

Uma das coisas que eu ouvia os outros peregrinos a comentarem, ao longo da nossa viagem, era o quanto lhes incomodava ouvirem, cinco vezes ao longo do dia, o bem audível chamamento religioso das mesquitas locais (o Salat)...

Até hoje, continuo sem saber dizer bem se vi mais mesquitas no Egipto ou na Jordânia (a meu ver, havia uma em cada esquina em ambos!), mas nestes dois países, este longo e audível chamamento estava sempre presente, onde quer que fossemos, aonde quer que tivéssemos...

 

O primeiro chamamento do dia ocorria bem antes do sol nascer, o que, nestes países, acontecia por volta das quatro e meia da manhã e depois às cinco e meia (e garanto-vos que acordava toda a gente!). O segundo, ao meio dia; o terceiro, por volta das quatro da tarde; o quarto pelas dezoito ou dezanove horas e o último, uma hora e meia depois do pôr do sol, ou seja, por volta das vinte e duas horas. 

 

Para mim, este chamamento era bastante bem-vindo - porque lembrava-me sempre da principal razão da minha peregrinação - rezar!

mar morto 4.jpg

Mar Morto, lado jordaniano

 

A minha maior admiração foi, contudo, descobrir que a maioria dos peregrinos não fazia ideia que também nós, católicos, somos chamados a rezar várias vezes por dia, seguindo a Liturgia das Horas (ou Ofício Divino). Sim, é mesmo verdade: também nós somos chamados a largar, por breves momentos, a nossa cama quentinha e fofa, o nosso trabalho diário, as nossas refeições, as nossas tarefas, a nossa noite; e elevar o nosso coração, nem que por breves instantes, até junto de Deus, agradecendo-Lhe e louvando-O por todas as bênçãos que continuamente recebemos, e pedindo-Lhe o auxílio necessário para fazermos santamente todas as actividades da nossa vida - tal como vemos acontecer logo no livro dos Actos dos Apóstolos!

 

Chamam-se Laudes - a primeira oração da manhã, em que oferecemos o nosso novo dia ao Senhor; Hora Intermédia - a oração a meio do nosso dia de trabalho, para nos fazer lembrar da verdadeira razão pela qual fazemos tudo; Vésperas - a oração do final da tarde, em que agradecemos ao Senhor pelo nosso dia; e, por fim, Completas - a oração da noite, antes mesmo de ir para a cama, fazendo o nosso exame de consciência.

mar morto 1.jpg

Mar Morto, lado jordaniano

Também estas devem ser orações públicas e comunitárias, tal como ainda hoje acontece nos conventos, nos mosteiros e em diversas igrejas, tanto grandes como pequeninas, espalhadas pelo mundo ... mas, como isso raramente é possível nas nossas vidas agitadas, a Igreja permite-nos que façamos estas orações duma forma mais isolada e interiormente. 

 

E as orações que somos convidados a ir fazendo ao longo do dia, têm de ser sempre fixas e estruturadas e lidas dum livro? Oh, claro que não!

Pode ser qualquer oração que o vosso coração faça ou precise, naquele momento; pode ser um cântico; pode ser um pequeno Nós, Jesus... ou um Senhor, obrigado ... um Por Ti, meu Deus ... um Senhor ofereço-te ... um Jesus ajuda-me ... um Espírito Santo inspira-me ... um Maria, sê minha mãe também ... 

Como sabem, as Famílias de Caná são peritas neste tipo de mini-orações 

mar morto 3.jpg

Mar Morto, lado jordaniano

 

É verdade, podemos não ter exactamente alguém a cantar ao microfone às horas certinhas e altifalantes espalhados pela cidade (como os países muçulmanos têm), ou então belos sinos a tocar (como nos conventos) que nos relembrem de parar e rezar.

Mas temos sim, se o nosso coração estiver disposto a ouvir, outros tipos de "chamamentos" - o despertador a tocar, as buzinas dos carros no trânsito ou o apito do comboio ou metro, a campainha da escola, a pausa do almoço, o filho que quer insistentemente lanchar, a fila no supermercado, a campainha do microondas ou do forno a dizer-nos que o jantar está pronto, o suspiro ao deitar finalmente a cabeça na almofada, o choro do bebé que nos vai acordando ao longo da noite ... que nos lembram de parar e rezar ....

mar morto 2.jpg

Mar Morto, lado jordaniano

 

Talvez uma das perguntas que mais me fazem no trabalho, quando descobrem que eu sou uma médica católica, é perguntar: porque é que vocês católicos rezam tanto?

Ora, eu desafio-vos a escolherem um Evangelho, a abrirem uma página ao calhas e a tentarem descobrir uma única página onde não exista uma referência de Jesus a rezar ou a dizer-nos insistentemente para o fazer! 

Vá, tentem lá descobrir, se conseguirem, e eu até vos dou um rebuçado! 

 

Para nós, cristãos e católicos, rezar devia ser tão essencial e presente como respirar ...

 

Para quem quiser aprender um pouco mais sobre a Liturgia das Horas, pode ler aqui.

 

  †   Peregrinação: do EGIPTO à TERRA SANTA ~  2019   †  

 ~  Egipto - Jordânia - Israel - Palestina  ~ 

Retiro de preparação para o Crisma - parte 1

Retiro de preparação para o Crisma - Parte 2

Retiro de preparação para o Crisma - Parte 3

 

Recentemente, Deus ofereceu-me uma maravilhosa oportunidade para estar ao serviço da nossa paróquia e pôr os meus dotes a render.

 

Alguém ainda se lembra da partilha que fiz convosco acerca do meu retiro de preparação para o Crisma, há 3 anos atrás? 

Pois é, este ano fui convidada para ser uma das organizadoras do retiro de preparação para o Crisma da nossa paróquia! Conseguem acreditar?

Este pequeno projecto deu-nos bastante trabalho a preparar (quase 2 meses de trabalho!) e envolveu vários sacrifícios pelo caminho ... mas, pela graça de Deus, conseguimos receber e catequisar durante um fim-de-semana inteiro as 25 pessoas (entre adolescentes e adultos) que, na nossa paróquia, se estão a preparar para receber o Sacramento do Crisma no próximo domingo, dia 14 de Outubro .... e pensar que há apenas 3 anos eu era uma dessas pessoas! Deus consegue realmente fazer grandes milagres em pouco tempo!....

 

Se lerem até ao fim o post sobre o meu retiro de Crisma, há 3 anos, vão reparar que nesse ano eu estava radiante por poder participar no retiro do Crisma no sábado e participar dum retiro das Famílias de Caná no domingo ....

Este ano, Deus pediu-me o sacrifício de abdicar de participar no retiro das Famílias de Caná em Mogofores, para poder estar plenamente presente e em constante serviço durante os 2 dias do retiro para o Crisma...

Tu queres, Jesus? Então eu também quero - como nos ensinou a dizer a nossa querida Chiara Luce.

 

Tema do retiro.png

 

O título do nosso retiro foi "No Caminho da Santidade: Coragem, Esperança, Graça e Conversão" e todas as catequeses e reflexões partilhadas tiveram como base a recente exortação do nosso Papa Francisco "Gaudete et Exsultate – Alegrai-vos e exultai " (cujos trechos eu já tinha partilhado convosco antes aqui no blog). Assim, todo o nosso retiro andou à volta do tema da santidade a que Deus nos chama (sim, a todos e cada um de nós! sim, eu e tu!) e da santidade no dia-a-dia - que grande desafio!!

 

retiro 1.jpg

 

Um dos temas explorados durante o retiro foram as Bem-aventuranças, descritas por Jesus no Seu sermão da montanha do Evangelho segundo S. Mateus 5,1-12, utilizando para isso o exemplo de vida de alguns dos nossos amigos Santos.

 

“Ao ver a multidão, Jesus subiu a um monte. Então tomou a palavra e começou a ensiná-los, dizendo:

«Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino do Céu."

Santa Bernardette

 

"Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados."

 

São Maximiliano Kolbe

 

"Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra."

Santa Teresinha do Menino Jesus

 

"Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados."

São Paulo

 

"Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia."

Santa Maria Goretti

 

"Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus."

São Josémaria Escrivá

 

"Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus."

Santa Teresa de Calcutá

 

"Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça,

porque deles é o Reino do Céu."

São João Paulo II

 

"Bem-aventurados sereis, quando vos insultarem e perseguirem

e, mentindo, disserem todo o género de calúnias contra vós, por Minha causa.

Exultai e alegrai-vos, porque grande será a vossa recompensa no Céu.»"

Mateus 5,1-12

 

Os adolescentes, em particular, pareceram ficar bastante impressionados pela variedade de Santos que a Igreja nos apresenta como modelos de vida - impressionou-os não só existirem Santos tão novos quanto Santa Maria Goretti (Santa com apenas 11 anos! e após ter perdoado o homem que a tentou violar e assassinar!!), como também a coragem e, de certo modo, a rebeldia que alguns dos Santos demonstraram ao longo das suas vidas, a fim de defenderem sempre a fé católica e os valores da vida cristã....

 

Durante a tarde do primeiro dia do retiro, tivemos a oportunidade de explorar os dons e os frutos do Espírito Santo, com o auxílio do nosso pároco, Padre Miguel Alves, que fez um trabalho extraordinário, conseguindo explicar com muita clareza e bom humor aquilo que por vezes é bastante confuso ...

E no final dessa tarde rezámos ainda em conjunto o Santo Terço, meditando os Mistérios Gozosos.

 

Depois do jantar, tínhamos uma surpresa muito especial - pela graça de Deus, podemos contar com a presença de 5 irmãs do Instituto Hesed, que vieram recentemente para Portugal, encontrando-se na Paróquia de São Tiago em Almada.

 

Instituto Hesed das Irmãs da Santa Cruz

e da Bem-Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo

- Fundado no Brasil em 2001

- É um instituto de vida religiosa de adoração perpétua e de culto ao Sangue de Cristo

- Tem uma espiritualidade Carmelitana

- E tem como carisma experimentar, viver e cantar a Misericórdia de Deus, numa vida de oração, adoração, contemplação, expiação, celebração, acção de graças e missão.

irmas hesed.jpg

Foto retirada do site do Instituto Hesed

 

As queridas Irmãs deram-nos uma belíssima catequese acerca das diferentes formas de alcançar a santidade no nosso dia-a-dia. Partilharam também connosco um pouquinho dos seus próprios processos de conversão (que no caso delas as levou a aceitarem serem esposas de Deus e a entregarem toda a sua vida a Ele). Foi sem dúvida uma catequese muito inspiradora!

Depois, tivemos ainda a oportunidade de passarmos uma hora de Adoração ao Santíssimo! Uma Adoração muito, muito, muito especial, cantada e meditada com a ajuda das Irmãs.

 

No segundo dia de retiro, Domingo, pudemos partilhar uns com os outros as nossas experiências e perspectivas acerca do retiro e do Crisma. 

Pudemos também jogar uma espécie de pequeno jogo (podem fazer o download do powerpoint aqui ou então aqui) - onde podíamos descobrir as respostas de Deus, através da Bíblia, a alguns dos nossos principais anseios, dúvidas e medos. Foi distribuído a cada participante uma folha com as perguntas e com pistas para encontrarem as respostas, folheando cada um a sua Bíblia. O resultado final podem observar no powerpoint (esta ideia foi adaptada dum powerpoint de origem protestante que descobrimos na internet...)

 

retiro 2.jpg

 

Terminámos, como não podia deixar de ser, o nosso retiro com a Santa Missa Dominical - cujas Leituras não podiam ter sido mais concordantes com a mensagem que tentámos transmitir ao longo de todo o retiro ... 

 

"O Senhor Deus abriu-me os ouvidos e eu não resisti nem recuei um passo.

O Senhor Deus veio em meu auxílio e por isso não fiquei envergonhado.

O Senhor Deus vem em meu auxílio. Quem ousará condenar-me?"

Isaías 50,5-9a

 

"Justo e compassivo é o Senhor,

o nosso Deus é misericordioso.
O Senhor guarda os simples:
estava sem forças e o Senhor salvou-me.

Livrou da morte a minha alma,
das lágrimas os meus olhos, da queda os meus pés." 

Salmo 114 (115)

 

"Chamando a multidão com os seus discípulos, disse-lhes [Jesus]: 

«Se alguém quiser seguir-Me, 

renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me."

Evangelho de S. Marcos 8,35

 

Tenho mais actividades deste retiro de preparação para o Crisma que gostaria de partilhar convosco nos próximos dias, se Deus assim o permitir... fiquem atentos! 

Um abençoado fim-de-semana para todos! 

Entrega

Então, Marisa, que é feito de ti?

 

A entrega é o primeiro passo de uma veloz caminhada de sacrifício, de alegria, de amor, de união com Deus. - E assim, toda a vida se enche de uma bendita loucura, que faz encontrar felicidade onde a lógica humana só vê negação, padecimento, dor...

São Josemaria Escriva, Sulco, 2

 

Entrega, muita entrega... 

Bendita loucura esta, de oferecer, cada vez mais, de oferecer tudo, a Deus, nosso Senhor...

 

Um abençoado Domingo da Ascensão de Jesus

E um abençoadíssimo dia de Nossa Senhora de Fátima 

Em aventuras com Deus

Nesta Quaresma, Deus levou-me até uma série de situações bastante atípicas, fora do meu "normal", tal como vos tinha falado num post anterior. Mas, como relembro a mim mesma todos os dias, Deus deseja a nossa santidade e não o nosso conforto ou comodidade.... 

Eu devia ter suposto que Deus não iria ficar só por ali ... Deus quer sempre mais, Deus quer tudo, Deus quer-nos (sim, a nós!) por inteiro. 

 

O meu discernimento vocacional tem tido os seus altos e baixos - às vezes parece que sei exactamente qual o caminho a que o Senhor me chama a percorrer e a viver; noutras alturas, tenho dúvidas, muitas dúvidas, sinto medo e receio pelo futuro desconhecido, pelas consequências de escolher um caminho em detrimento de outro ...

Oh Senhor, qual é afinal a minha vocação? O que é que Tu desejas que eu seja? 

Queres que me santifique através do Sacramento do Matrimónio? Ou como leiga consagrada, entregando-me plenamente aos meus doentes e à minha paróquia? Ou será que me chamas a ser Tua esposa?

Oh, se algum anjo descesse do Céu e me viesse dizer claramente qual o caminho que Tu desejas que eu escolha! 

 

Não desejaríamos todos que fosse assim - simples e directo?

Oh, mas assim perderíamos todas as bênçãos, graças e virtudes que recebemos e que aprendemos a cultivar enquanto percorremos este caminho de discernimento vocacional.

E como são numerosas essas bênçãos e graças que Deus nos oferece! Como são numerosos esses sacrifícios que aprendemos a fazer, de livre vontade, alegremente! E como são numerosas as virtudes que aprendemos a conquistar e a alcançar! A principal é sem dúvida a Paciência - que, ui ui, como é difícil de conquistar!

 

Pertencer ao movimento das Famílias de Caná tem-me ensinado bastante acerca do Matrimónio e da vida familiar. Mas acerca dos 2 outros caminhos de vida que a Igreja Católica nos apresenta - vida religiosa e vida leiga consagrada - bem, eu já tinha lido bastante e reflectido acerca de ... mas ... ainda não tinha conhecido pessoalmente ninguém que as vivesse!

 

É realmente verdade, tal como os Santos nos dizem, que se tivermos o coração aberto, receptivo a ouvir a voz do Senhor e a aceitar, sem medo, os desafios e as oportunidades que Ele nos lança ... acontecem coisas maravilhosas!

Retiro de Pascoa 2018.png

 

A minha primeira experiência com a vida religiosa aconteceu neste Tríduo Pascal, quando tive a oportunidade de passar 3 dias na Casa de Oração de Santa Rafaela Maria, em Palmela, junto das irmãs Escravas do Sagrado Coração de Jesus - eu e outros 60 jovens, vindos de todas as partes do país - Lisboa, Coimbra, Porto e até das Ilhas! 

Durante 3 dias, vivemos intensamente os momentos mais importantes da vida de Jesus - a Sua última ceia e a instituição da Eucaristia, a noite de oração no Horto das Oliveiras, todos os momentos da Sua Paixão, o deserto, a espera e a esperança dos discípulos e de Maria, e por fim a gloriosa Vigília Pascal, onde pudemos celebrar num só coração a alegria renovadora da Ressurreição de Cristo!

Este foi, sem dúvida, um Tríduo Pascal que eu nunca esquecerei! Quantas bênçãos, quantas graças, quanto impacto teve na minha vida ....

 

ordem das virgens.jpg

No passado Domingo, no 3º Domingo da Páscoa, no dia em que celebrámos a visita de Jesus ressuscitado à primeira comunidade cristã, Deus ofereceu-me a graça de passar algumas horas a conversar com uma leiga consagrada!

Tudo começou num simples convite de boleia para a missa - estava a chover e eu sabia que uma amiga, mãe duma maravilhosa e inspiradora família da nossa paróquia, ía a pé até à igreja com os filhos, então perguntei-lhe se queria boleia. Quando dei por mim, já estávamos a marcar um cafezinho e uma conversa para depois da missa. E como as famílias católicas, à semelhança de Jesus, não costumam deixar-se ganhar em generosidade ... o convite alargou-se e quando dei conta, Deus tinha-me dado a graça de almoçar com essa família - a mim e a uma das irmãs do nosso novo pároco, que é leiga consagrada, da Ordem das Virgens (e que, vejam bem, também trabalha num hospital!)

E eu não encontro palavras para vos expressar todas as bênçãos que recebi nesse belo Domingo de Páscoa ...

 

Aquele que o meu coração ama 1.jpg

 

 

Semana de Oração pelas Vocações

Teve início no Domingo passado mais uma Semana de Oração pelas Vocações. Entre os dias 10 e 17 de Abril, a Igreja une-se em oração, pedindo de forma especial ao Senhor que crie novas Vocações nos jovens dos dias de hoje.

 

A Diocese de Leiria-Fátima criou especialmente para as actividades desta semana um blog, onde podem encontrar inúmeros recursos para celebrarem esta semana:

 

vocações 2016.jpgvocações 2016 (2).jpeg

Fonte: SAV Leiria-Fátima

 

Como já falei antes, a vida consagrada é um assunto que me é muito querido. Desde que escrevi esse post, Deus tem-me oferecido inúmeras oportunidades para contactar com outros jovens que ponderam seriamente a vida consagrada, como eu. É sempre tão reconfortante identificar no outro as mesmas dúvidas que eu tenho, os mesmos "se" ou "então".... Oh, como é verdadeiramente inspirador conhecer jovens da minha idade que já discerniram a sua vocação e que já começaram o seu caminho seguindo a vontade de Deus!

 

Acerca deste tema, a SIC realizou recentemente uma belíssima entrevista a alguns jovens seminaristas de Braga (podem ver aqui o vídeo com cerca de 4 min).

Há uns tempos atrás, também a TVI fez uma reportagem fenomenal sobre a escolha da Vida Consagrada no nosso país, entitulada "O Chamamento". Entrevistaram várias jovens freiras e padres, tendo cada um partilhado o seu testemunho maravilhoso, único e incrivelmente inspirador! Podem ver aqui esta fabulosa reportagem (com cerca de 30 min). 

 

Oh, Senhor, dai-nos muitas e santas vocações!

 

Sobre a vida consagrada

Vocations.jpg

 

Uma das coisas mais maravilhosas no Catolicismo é a variedade de opções de vida que nos é dada!

Quando, no secundário, eu e os meus colegas procurávamos a profissão que gostaríamos de ter, quando sonhávamos com o impossível (que nós estávamos determinados a tornar possível!), e principalmente quando perguntávamos aos professores, aos pais e às pessoas mais velhas que conselhos nos dariam ... a verdade é que a resposta era (e é) sempre a mesma - tirar um curso qualquer na faculdade!

 

Na minha opinião, a faculdade não é para toda a gente. Aliás, para algumas pessoas a faculdade simplesmente não faz sentido e não lhes servirá de nada para o futuro que desejam ter...

 

De qualquer das formas, hoje queria só falar-vos brevemente de algumas das outras opções que os jovens têm à sua disposição (sem saberem) e que são tão (ou mais) válidos como todas as outras profissões!

Aliás, profissão não é a palavra adequada.... A tarefa mais importante (claro está, na minha opinião) na vida dum jovem é tentar descobrir qual a vocação que Deus quer que ele siga! E ui! como é às vezes difícil....

 

Por exemplo, eu sempre achei que ía ser enfermeira - eu não era especialmente inteligente, nem tinha grandes notas, e segundo os testes psicotécnicos do secundário, eu tinha quase 100% de perfil para ser enfermeira... Mas Deus, através de vários milagres, mostrou-me que Ele tinha outros planos para mim - planos esses que envolveriam muitos sacrifícios, muita dor e muitas renúncias.... qual é o jovem de hoje que procura isso?

 

O que quase ninguém diz hoje aos jovens é que eles também podem escolher a vida consagrada (O que é isso??).

Eu não sou a pessoa mais indicada para vos falar sobre a vocação para sacerdote (como é óbvio :). Mas já há algum tempo que comecei a explorar a hipótese da vocação para freira (no entanto, parece que Deus não deseja que eu siga esta hipótese...)

Quando comecei a aventurar-me pelo mundo da vida consagrada, acabei por encontrar alguns blogues (em inglês) escritos por jovens freiras que me ajudaram bastante a perceber como são as suas vidas.

  • Imagine Sisters Blog - blogue dum grupo de jovens freiras que tem revolucionado os Estados Unidos. Elas criaram um movimento excepcional que pretende incentivar e inspirar os jovens americanos a seguirem uma vocação religiosa -  uma escolha de vida profundamente bela, alegre e divertida :)
  • A Reply to Love - blogue também escrito por um grupo de jovens freiras franciscanas, que escrevem acerca do seu dia-a-dia, desde as pequenas coisas do jardim às grandes batalhas que enfrentam na oração e no seu caminho para a santidade. Alguns posts são escritos por jovens que estão ainda a discernir a sua vocação, e também pelos familiares das irmãs. Cada texto é simplesmente maravilhoso!

  • Catholic Sistas - blogue escrito por cerca de 20 mulheres diferentes, na maioria esposas e mães, que retrata praticamente todas as vertentes da vida católica. Possuem inúmeros posts sobre o discernimento da vocação religiosa que são muitíssimo esclarecedores! Aconselho vivamente!

 

Por fim, e porque é fim-de-semana, deixo-vos um documentário verdadeiramente belíssimo (apenas em inglês por enquanto), que foi planeado, escrito e realizado por um grupo de jovens freiras americanas - as Imagine Sisters! Vocês vão adorar conhecê-las :)